segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Baiano Masters 3º etapa 05 e 06 de dezembro!!

Autor: Redação SurfPE - Por Diretoria ABSM - 30/11/09 - 21:00h


cartaz do campeonato - foto: reprodução


A ABSM firmou uma parceria com a Igreja Batista de Villas do Atlântico viabilizando, assim, uma competição rica em prêmios, que valerá pela:

Quarta Etapa do Circuito Baiano de Surf Master (Master, Gran Master, Veteran Master e Gran Kahuna)

Segunda Etapa do Circuito IBVA de Surf (Open e Master)

Esta etapa irá homenagear o grande surfista e big rider baiano Kleber Batinga, idealizador e co-fundador do Clube de Surf Corrente Brother's.

As inscrições serão feitas exclusivamente na MAR REVOLTO do Salvador Shopping a partir do dia 27/11/2009 até o dia 03/12/2009.

As vagas são limitadas:
48 Open
32 Masters (nascidos até 31/12/1973)
24 Gran Master (nascidos até 31/12/1968)
16 Veteran Master (nascidos até 31/12/1963)
08 Gran Kahuna (nascidos até 31/12/1958)

Preço das Inscrições:
OPEN : R$ 20,00
MASTER: R$ 50,00 por categoria, sendo que o atleta que competir em mais de uma categoria paga apenas R$ 30,00 pela segunda e terceira inscrição, cada.

A competição irá ocorrer na Praia de Ipitanga (Mamelucos) e terá inicio no dia 04/12 com a categoria open, o dia 05 será dedicado as eliminatórias das categorias Master, Gran e Veteran, ficando o dia 06 para a disputa das semi e finais.

A entrega de prêmios da etapa, bem como dos campeões do Circuito Master 2009, ocorrerá às 19:30 H do dia 06/12 na Igreja Batista de Villas do Atlântico.

Para maiores informações acesse os sites www.absm.org.br e www.surfbahia.com.br

Boa Sorte a todos.
Diretoria ABSM.

domingo, 29 de novembro de 2009

JÁ É CARNAVAL NAS LADEIRAS 2009.

Por: Redação SurfPE - 29/11/09 - 21:00


Cartas do evento - foto: reprodução

A PRIMEIRA PRÉVIA OFICIAL DO CARNAVAL DAS OLINDA JÁ ESTÁ NA AGULHA!!!

VAI TER SAMBÃO ATÉ O SOL RAIAR COM PATUSCO, O BREGUINHA SAFADINHO DE VICTOR CAMAROTE E SUA BANDA ARQUIBANCADA, E PRA COMPLETAR A FARRA, MUITO JORGE BEN E MÚSICA PRA DANÇAR BRASILEIRA COM CLUB DU BEN E O DJ 440.

ENTÃO, AGENDE-SE: SÁBADO 05 DE DEZEMBRO
CLUBE VASSOURINHAS DE OLINDA - Cidade Alta - Olinda
INGRESSOS ANTECIPADOS A PARTIR DE 05 DE NOVEMBRO
NAS LOJAS AVESSO E CREPERIA DE OLINDA
INFO: (81)8810-0755

WQS 2010 - Volcom banca prova em Pipe.

Autor: Redação SurfPE - Por Redação Waves em 29/11/09 14:10 - fonte: www.waves.com.br


Pipeline será sede da prova patrocinada pela Volcom. Foto: Aleko Stergiou.

A Association of Surfing Professionals anunciou no último sábado a realização do Volcom Pipeline Pro, etapa 5 estrelas do WQS 2010 que vai distribuir US$ 120 mil em prêmios, sendo US$ 16 mil para o campeão.

Este será o primeiro evento do circuito mundial patrocinado pela Volcom e a prova abre a temporada do ano que vem no North Shore de Oahu. O evento acontece de 23 de janeiro a 5 de fevereiro.

"Estamos excitados pela oportunidade", disse Brad Dougherty, diretor da Volcom.

"Desde que temos casas em Pipeline eu sabia que chegaria a hora de ter um grande evento em nosso quintal", explicou o dirigente.


Hang Loose Surf Attack - Ibelli carimba passaporte.



Autor: Redação SurfPE - Por Alexandre Versiani em 29/11/09 20:39 - fonte: www.waves.com.br


Caio Ibelli vence na Júnior e garante passagem para o WQS de Fernando de Noronha. Foto: Munir El Hage / Hang Loose.

A quarta e última etapa do Hang Loose Surf Attack 2009 foi encerrada neste domingo (29/11) no Canto do Maluf, Pitangueiras, Guarujá (SP). As maiores séries do dia quebraram com meio metro e formação ruim.

Clique aqui para ver as fotos
Clique aqui para ver o vídeo

Válido pelo campeonato paulista amador, o circuito conheceu os novos campeões estaduais nas categorias Júnior (sub-18), Mirim (sub-16), Iniciantes (sub-14), Estreantes (sub-12) e Petit (sub-10).

Caio Ibelli na Júnior, Lucas Santos na Mirim, Filipe Toledo na Iniciantes, Victor Bernardo na Estreantes e Davi Toledo na Petit, sagraram-se campeões paulistas de 2009.

Campeão Mirim, Lucas Santos também é nome certo na disputa. Foto: Munir El Hage / Hang Loose.

Na decisão da etapa pela categoria Júnior, quem se deu melhor foi o ubatubense Lucas Santos, que superou o campeão Caio Ibelli e os surfistas Maxswell Ribeiro (3º) e Pedro Aguiar (4º).
Depois de abrir bem a disputa com uma série de rasgadas de backside, em uma das ondas Lucas cruzou-se com Ibelli no meio do caminho, que acabou caindo. Os juízes computaram interferência do guarujaense.

Lucas Santos, campeão da etapa comemoru. “Fico feliz e triste ao mesmo tempo. Estou sem patrocínio e, quando vejo o bico da minha prancha branco, até desanima acordar para treinar. Mas, vitórias como esta, me lembram o início, quando eu não tinha nada. Vou continuar na luta”, desabafa Lucas.

Já Caio Ibelli, revelação do Guarujá, conquista seu primeiro título do Circuito Paulista. “Estou muito feliz pelo título. Vou realizar mais um sonho que é ir para Fernando de Noronha (PE)”, afirma Ibelli.

O Hang Loose Surf Attack premia os campeões Júnior e Mirim com uma passagem para a disputa do WQS de 2010 em Noronha.

Quem garantiu o passaporte para o evento foram os campeões das categorias Caio Ibelli e Lucas Santos. “Sei que vou evoluir muito em Noronha, agora é batalhar um patrocínio para chegar arrebentando”, conclui Lucas, campeão do circuito na Mirim.

Na decisão da etapa pela categoria Mirim, o atleta de Ubatuba Filipe Toledo não deu chances ao adversário Deivid Silva. Yagê Araújo (3º) e Lucas Santos (4º) completaram o pódio.

Em um duelo particular contra Deivid, Filipe apostou nas esquerdas. Em uma delas, o ubatubense deu uma batida expressiva de backside, que lhe rendeu nota 7.90. Deivid ainda tentou reagir com outra bela esquerda, mas Filipinho obteve uma nota de descarte alta e não foi mais alcançado.

“Agora é chegar com tudo no próximo ano. Meu foco será na Mirim, mas vou correr também a Júnior já que venho me dando bem”, diz Toledo, que também é o campeão do circuito na categoria Iniciantes.

A final da etapa na Iniciantes foi vencida por Wesley Santos, atleta que integra a equipe brasileira na disputa do Mundial Júnior em janeiro na Nova Zelândia. “Esta vitória me dá moral para o campeonato. Sempre era vice e finalmente consegui uma vitória. Vou representar muito bem o Brasil na Nova Zelândia”, comemora Wesley.

O triunfo veio em uma bateria equilibrada contra Filipe Toledo (2º), Victor Bernardo (3º) e Deivid Silva (4º). Wesley garantiu a vitória nos minutos finais com uma forte rasgada. Somada com outra batida forte na junção, a vitória ficou nas mãos do atleta de Peruíbe.

Na categoria Estreantes, Victor Bernardo levou o título da etapa e do circuito. Vitinho sobrou na bateria final. O surfista do Guarujá aplicou um aéreo rodando e garantiu uma nota 7.00. Depois, com outro aéreo, ele selouf sua vitória. Wesley Dantas (2º), Gabriel Medeiros (3º) e Igor Moraes (4º) completaram o pódio.

“Estou sempre treinando para mostrar surf no pé. Fico feliz e ano que vem é lutar pelo título na categoria Iniciantes”, comemora Vitinho.

Davi Toledo foi outro atleta que levou a etapa e o circuito. O ubatubense foi campeão na categoria Petit (sub-10). Filho mais novo do bicampeão brasileiro Ricardo Toledo, Davi achou uma direita e mandou três manobras na onda para levar o caneco no final da bateria.

“Foi difícil, meu pai me chamou em cima da hora para competir na bateria. Mas, graças a Deus, consegui entrar a tempo e vencer”, afirma Davi.

Samuel Pupo, que liderou boa parte, foi o segundo. Arthur Germano e Kaue Germano foram, respectivamente, terceiro e quarto colocados.

Resultados do Hang Loose Surf Attack 2009

Júnior
1 Lucas Santos (Uba)
2 Caio Ibelli (Gua)
3 Maxswell Ribeiro (PGR)
4 Pedro Aguiar (Uba)

Campeão do circuito Caio Ibelli

Mirim
1 Filipe Toledo (Uba)
2 Deivid Silva (Gua)
3 Yagê Araujo (BA)
4 Lucas Santos (Uba)

Campeão do circuito Lucas Santos

Iniciantes
1 Wesley Santos (Per)
2 Filipe Toledo (Uba)
3 Vitor Bernardo (Gua)
4 Deivid Silva (Gua)

Campeão do circuito Filipe Toledo

Estreantes
1 Victor Bernardo (Gua)
2 Wesley Dantas (Uba)
3 Gabriel Medeiros (Uba)
4 Igor Moraes (Ssb)

Campeão do circuito Victor Bernardo

Petit
1 Davi Toledo (Uba)
2 Samuel Pupo (Ssb)
3 Arthur Germano (Ssb)
4 Kaue Germano (Ssb)

Campeão do circuito Davi Toledo

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Picuruta conquista décimo título brasileiro Longboard.

Autor: Redação SurfPE - Por: Diogo Mourão - assessoria de imprensa do Petrobras Longboard - 25/11/09 - 20:16 - fonte: www.abrasp.com.br


Picuruta chora com a conquista inédita no esporte. (Foto: Márcio Rodrigues / Fotocom.net)

O santista Picuruta Salazar escreveu mais uma página na história do surfe nacional, ao conquistar seu décimo título brasileiro, com o quinto lugar na última etapa do Petrobras Longboard Classic, neste domingo, na Praia da Macumba, Rio de Janeiro.

Apenas Rodrigo Sphaier poderia impedir o deca do Gato, mas o carioca também perdeu nas quartas-de-final, abrindo caminho para a festa do santista.

No feminino, o título brasileiro ficou com a baiana Aline Chaves, que impediu o tri da grávida Mainá Thompson. Os campeões da etapa foram os cariocas André Luiz, o Deka, e Chloé Calmon, de apenas 15 anos de idade. Todos os resultados e estatísticas da competição podem ser obtidos no site www.ricosurf.com.br.

Além dos títulos brasileiros, a etapa também definiu os campeões do Circuito Petrobras de Longboard, na qual são levados em consideração os resultados das duas etapas patrocinadas pela empresa de energia, com o prêmio de uma passagem para o Havaí no masculino, oferecida pela American Airlines em parceria com Ricosurf.com. Tanto entre os homens quanto as mulheres, a vitória no ranking Petrobras foi dos campeões da etapa, e Deka vai realizar o sonho de surfar nas ondas havaianas.

“Foi sem dúvida o título mais emocionante e importante da minha vida de 30 anos de surfe. Minha grande motivação é competir com estes garotos talentosos.

Vou realizar o sonho de disputar o Mundial no ano que vem, com 50 anos, na minha última temporada. Por mais duro que seja, uma hora teremos de parar”, revelou Picuruta, que ainda ganhou a etapa na categoria stand up, deixando o filho Alex em segundo lugar e com o título do ranking Petrobras.

Após quatro etapas, Picuruta terminou a temporada com 4.010 pontos no ranking, com Sphaier em segundo, com 3.815, e Deka em terceiro, com 3.665. No feminino, Aline chegou a 2.860. A carioca Mainá Thompson terminou o ano segundo, com 2.720, e a paranaense Fernanda Daitchman em terceiro, 2.190.

Surfista mais consistente do campeonato, Deka venceu as quatro baterias que disputou, marcando sempre 15 ou mais pontos. Dos sete maiores somatórios dos três dias de competição, quatro foram do Deka, que fez o maior de todos (16 pontos) e também a melhor nota da competição (9,33 pontos).

Surfista de origem humilde e local do Recreio, Deka teve um ano muito bom, terminando a temporada em terceiro do ranking brasileiro e com a vaga garantida para disputar o Circuito Mundial de Surfe, em 2010.

“Quero agradecer a Deus, aos meus alunos aqui do Recreio, a minha família e ao Rico, que é mais do que um patrocinador para mim: é um verdadeiro pai”, disse o campeão da etapa, vibrando ao saber que ganhara também uma passagem para o Havaí e que para chegar ao título, antes da final neste domingo superou o paulista Danilo Mullinha nas quartas-de-final e o também carioca Rodrigo de Souza, na semifinal.

Aline Chaves festeja primeiro titulo. (Foto: Márcio Rodrigues / Fotocom.net)

A serena Aline Chaves, assim como Picuruta, soube que conquistara o título brasileiro antes de entrar na água para a bateria semifinal contra Shayana Avelino.

Um dos destaques baianos nas pranchinhas, Aline migrou para o longboard há três anos e já comemora seu primeiro título nacional:

“Isso foi fruto do meu trabalho, minha dedicação. Estou muito feliz e tenho certeza de que a festa vai ser grande em Ilhéus quando eu chegar lá”, disse Aline, que na semifinal passou pela carioca Shayana Avelino.

Maior promessa do longboard feminino, Chloé Calmon para chegar ao título neste domingo passou pela bicampeã brasileira (2007 e 2008) Mainá Thompson na semifinal e pela atual campeã brasileira Aline Chaves na final. Aos 15 anos e ainda amadora, garante que entrou tranqüila na água.

“Por eu ser jovem e ainda amadora, a responsabilidade maior era delas. Então pensei apenas em buscar as ondas certas e fazer o meu surfe. Na final comecei com uma onda boa e isso me deu mais tranqüilidade ainda”, disse Chloé, que foi abraçada pela mãe Ana após sair da água e dedicou o título ao pai Miguel.

“Ele é meu grande incentivador, meu técnico, e não pode competir na supermaster porque se machucou um dia antes da competição”.

Além das categorias profissionais e stand up, o Petrobras Longboard Classic teve disputas no supermaster (acima de 50 anos). Entre os veteranos, o título ficou com o carioca Dario Barros, mas o título do Circuito Petrobras ficou comPaulo Sefton, de Santa Catarina.

Realizado pela Rico Promoções Esportivas, o Petrobras Longboard Classic tem o Patrocínio da Petrobras, conta com o co-patrocínio da Gol Linhas Aéreas Inteligentes e o apoio de America Airlines, Coquetel, Aldeia dos Ventos, Konas Blank’s, Recreio Surf Club, Feserj ,Prefeitura do Rio, Abrasp e Site RicoSurf.com

RESULTADOS

Profissional Masculino

1. André Luiz, o Deka - RJ
2. Jaime Viúdes - SP
3. Rodrigo de Souza - RJ
3. Phil Rajzman - RJ
5. Picuruta Salazar - SP
5. Rodrigo Sphaier - RJ
5. Danilo Mullinha - SP
5. Jeferson da Silva - RJ

Campeão Brasileiro: Picuruta Salazar
Campeão do Circuito Petrobras: André Luiz

Profissional feminino

1. Chloé Calmon - RJ
2. Aline Chaves - BA
3. Mainá Thompson - RJ
3. Shayana Avelino - RJ
5. Laura Chaja - RJ
5. Rayane Maral - RJ

Campeã brasileira: Aline Chaves
Campeã do Circuito Petrobras: Chloé Calmon

Supermaster
1. Darios Barros - RJ
2. paulo Sefton - SC
3. Mixirica - SP
4. Laplan - RJ

Campeão do Circuito Petrobras: Paulo Sefton

Stand Up Surfing
1. Picuruta Salazar - SP
2. Alex Salazar - SP
3. Jaime Rocha - RJ
4. Luigi Coutinho - RJ

Campeão do Circuito Petrobras: Alex Salazar

Mais informações
www.ricosurf.com.br

Media Guide Comunicação – assessoria de imprensa do Petrobras Longboard Classic. 21-2287-8095 e 21-2513-5574

Diogo Mourão
(Diogo@mediaguide.com.br / 21-8301-0149)

O’Neill World Cup of Surfing, WQS 6* Prime.

Autor: Redação SurfPE - Por: Redação Camerasurf - 25/11/09 - 13:00 - fonte: www.camerasurf.com.br


O’Neill World Cup of Surfing - foto: divulgação/ASP

O O’Neill World Cup of Surfing, WQS 6* Prime e segunda prova da Triple Crown of Surfing aguarda a chegada do swell.

O período de espera da competição começou nesta terça-feira e vaie até 6 de dezembro em Sunset, no Hawaii.

As previsões apontam para a um novo swell para esta quarta-feira.
A competição, que este ano comemora a sua 34ª edição, oferece um ‘prize-money’ de 145 mil dólares e está envolta em grande expectativa uma vez que irá definir quais são os surfistas que se qualificam para o ‘World Tour’ de 2010.

Os dois candidatos ao título mundial deste ano Mick Fanning e Joel Parkinson, bem como Jordy Smith, Taylor Knox, Bede Durbidge, Miki Picon, Fred Patacchia C.J. e Damien Hobgood são apenas alguns dos surfistas do ‘WT’ que irão competir neste evento.

Do lado dos havaianos, de referir a presença do ex-tricampeão mundial Andy Irons e do seu irmão, Bruce Irons, e do ex-campeão mundial Sunny Garcia.

O atual detentor do troféu é o norte-americano ex-campeão do mundo, C.J. Hobgood.

Campeões em Sunset:


2008 - CJ Hobgood, USA
2007 - Makua Rothman, Hawaii
2006 - Joel Parkinson, Australia
2005 - Jake Paterson, Australia
2004 - Andy Irons, Hawaii
2003 - Jake Paterson, Australia
2002 - Joel Parkinson, Australia
2001 - Myles Padaca, Hawaii
2000 - Sunny Garcia, Hawaii
1999 - Zane Harrison, Australia
1998 - Shane Dorian, Hawaii
1997 - Michael Rommelse, Australia
1996 - Paul Paterson, Australia
1995 - Shane Powell, Australia
1994 - Sunny Garcia, Hawaii
1993 - John Gomes, Hawaii
1992 - Martin Potter, UK
1991 - Fabio Gouveia, Brazil
1990 - Derek Ho, Hawaii
1989 - Hans Hedemann, Hawaii
1988 - Tom Carroll, Australia
1987 - Gary Elkerton, Australia
1986 - Hans Hedemann, Hawaii
1985 - Michael Ho, Hawaii
1984 - Michael Ho, Hawaii
1983 - Michael Ho, Hawaii
1982 - Tom Carroll, Australia
1981 - Dane Kealoha, Hawaii
1980 - Ian Cairns, Australia
1979 - Mark Richards, Australia
1978 - Buzzy Kerbox, Hawaii
1977 - Shaun Tomson, South Africa
1976 - Ian Cairns, Australia
1975 - Mark Richards, Australia

Mavericks Big Waves Contest.

Autor: Redação SurfPE - Por:Rodrigo Oliveira - 25/11/09 - 12:33h - Fonte: www. Camerasurf.com.br


“Mavericks invitations Big Wave Contest” - Foto/divulgação.

Mesmo após toda a polêmica criada pela demissão de Jeff Clark, descobridor do pico e principal local de suas funções como diretor de prova o “Mavericks invitations Big Wave Contest”, realizado no pico homônimo do norte da Califórnia, as coisas parecem estar seguindo seu curso.

Uma nova janela de espera que se inicia no início de janeiro e vai até o fim desse mesmo mês já foi comunicada a todos os surfistas convidados e alternates além dos meios de comunicação do seguimento.

Os organizadores dizer que a premiação de mais de 75 mil dólares, 30 mil apenas para o vencedor e o grande circo organizado por eles tem tudo para ser um grande espetáculo e transformar definitivamente o evento em uma atração de mídia muito maior, atraindo por sua vez mais público.

Ainda há um clima de animosidade por terras californianas e as opiniões dividem-se a favor ou contra o campeonato sem o Jeff Clark, no entanto, como já se sabe, “Money talks louder” ( dinheiro fala mais alto) e ouve quem tem juízo. Então, as coisas continuam a revelia do que os outros acham.

A lista de convidados conta com Matt Ambrose, Ben Andrews, Grant Baker, Ion Banner, Chris Bertish, Carlos Burle, Kenny Collins, Shane Desmond, Nathan Fletcher, Brock Little, Greg Long, Josh Loya, Peter Mel, Shawn Rhodes, Ryan Seelbach, Evan Slater, Tyler Smith, Jamie Sterling, Anthony Tashnick, Darryl Virostko, Grant Washburn, Dave Wassell, Tim West, Zach Wormhoudt.

Já os alternates são Alex Martins, Danilo Couto, Mark Healey, Tyler Fox, Rusty Long, Nic Lamb, Jamie Mitchell, Mike Gerhardt, Russell Smith, Kealii Mamala, Garrett McNamara, Andrew Marr, Lawton Smith, John Whittle, Collin Dwyer.

Resta saber agora se a grande onda vai comparecer para a festa, pois como sabemos, as grandes ondas são como as grandes mulheres: Tem vontade própria e são muito voluntariosas, de personalidade.

Por isso mesmo são tão fascinantes.





terça-feira, 24 de novembro de 2009

Revista Parafina #19

Autor: Redação SurfPE - Por: Revista Parafina - 24/11/09 - 22:20.


A PARAFINA volta mais um mês trazendo informação de qualidade com responsabilidade e sinceridade. Não nos escondemos atrás de nada quando o assunto é surf, cultura, comportamento, enfim, tudo que nos cerca dentro e fora d’água.

De nada adianta ter a marra sem ter a garra.

Jornalismo não é entretenimento apenas, tem que ter informação de qualidade, crítica, pois só assim podemos formar bons cidadãos. Essa é a nossa função, fornecer subsídios informativos para que as pessoas possam formar-se melhores a cada dia.

Surf é cultura, é respeito, é consciência e amor. Ser surfista é antes de tudo ser homem (ou mulher) o suficiente para ser humilde pois ante o oceano e o planeta, somos apenas pulgas. E pulgas são lavadas ou sacudidas com facilidade.

Trazemos esse mês o que a galera do World Tour não viu esse ano: Mundaka bombando com perfeição divina e de quebra, mostramos o caminho para esquerdas mágicas. Também rola nessa edição, Peniche em todos os tamanhos e cores, Tuca Mansur mostrando que a arte modifica as coisas (sim!), o Thomas e suas quilhas de madeira reciclada, Longboard, SUP, música, literatura, filmes clássicos, meio ambiente e muito mais.Por isso que a PARAFINA é a melhor no que faz, porque faz por amor!

Essa é a nossa função!

Aloha!

Acesse: www.revistaparafina.com.br

I Pan de Surf Universitário atrai às Américas.

Autor: Redação SurfPE - Por: Ailton Jr. - Presidente Abrasu - 24/11/09, às 20:40hs - fonte: www.cearasurf.com.br


Cartaz do campeonato - Foto: Reprodução.


O Brasil, anfitrião em Fortaleza, Ceará, do I Pan de Surf Universitário, conquistou dois desafios internacionais passados, no caso Estados Unidos e Peru.

Agora chegou a vez do grande encontro do Surf Universitário das Américas com a presença confirmada dos seguintes paises: Estados Unidos, Chile, Venezuela, Uruguai, Equador, alem é claro do Brasil já confirmados e outros que estão confirmando nessa semana para participarem do inédito Panamericano de Surf Universitário, de edição de estréia nas ondas da Praia do Futuro de 04 a 06 de dezembro próximo.

“O Brasil, nos desafios da Associação Panamericana de Surf (PASA) saiu invicto, agora vamos começar “botando fogo” neste torneio intercontinental que não possui similar no mundo”, afirma João Carlos, O Fera, Técnico da Seleção Brasileira de Surf Universitário que festeja o crescimento da modalidade ratificado pelo inédito Pan.

Ailton Junior diretor do Departamento Universitário da PASA declara. “Atletas expoentes de cada país, a exemplo da Venezuela, do Peru, dos norte-americanos, só reforçam à expectativa de uma competição sem favoritos e de alto nível na melhor época de ondas em Fortaleza, especialmente no “point” do Futuro”, o mais tradicional palco de competições na capital do ensolarado Ceará”

Finaliza Ailton Júnior que se diz honrado por estar à frente do departamento de surf universitário da PASA, entidade cuja presidente é a havaiana Maile Aguerre, tendo como um dos vice-presidentes o brasileiro Juca de Barros, também presidente da Confederação Brasileira de Surf (CBS).

A Arena do Pan de Surf Universitário será uma atração a mais na Praia do Futuro com capacidade para 1000 pessoas por dia com sorteios de brindes da Pena e coquetéis liberados, alem de uma arquibancada montada, museu da Pena Surfwear, Arena Digital e varias outras atrações, sem falar que no Reggae Club haverá festa em duas noites diferentes, denominada de “Reggae das Américas I e II“, e ainda sintonizando com os problemas do meio ambiente mundial será realizada a palestra “Avanço dos mares” na sexta-feira, dia 04 as 15h no Hotel Marbello Ariau com tradução simultânea para todos os países participantes do evento.

Uma cerimônia de praia no sábado as 9h, a exemplo do que acontece no Brasileiro de Surf Universitário, ocorre na manhã do início das disputas previstas para 11h e nela as equipes se perfilam durante o hasteamento das bandeiras, estando também confirmado o Concurso “Universitária da Américas”, no domingo as 16h, dia da decisão do inédito titulo do I Panamericano de Surf Universitário.

O I Panamericano de Surf Universitário é a possibilidade de reunir não só equipes com quatro atletas (dois casais open) representantes do surf universitário dos mais de vinte países filiados a PASA, como também congregar ao mundo todo através da divulgação do evento e de sua transmissão ao vivo através dos sites pena, abrasu, surfbyte e cearasurf, todos .com.br.

O I Panamericano de Surf Universitário conta com patrocínio da Pena, tradicional marca de surfwear brasileira e lojas Surfbeat, apoio Governo do Estado do Ceará através da Secretaria de Esporte, Prefeitura Municipal de Fortaleza, Ministério do Turismo, Ministério do Esporte, Agência Ponto Inicial, Revista Fluir, site Waves, Confederação Brasileira de Surf, Federação Cearense de Surf, Associação Cearense de Surf Universitário, Reggae Club, sendo promoção da Rádio Mix e realização da PASA, ABRASU e Classic Promoções.


Alan Donato visita fabrica da FISH.

Autor: Redação SurfPE - Por: Redação Ondulação - 24/11/09 - 20:30 - fonte: www.ondulacao.com.br


Marcelo, Alan, Marcelo e Bruno - foto: Divulgação/Fish.

Ontem, dia 23, o site ondulação junto com o surfista profissional Alan Donato visitaram a fabrica e o show Room da marca pernambucana Fish.

Há 9 meses na marca Alan sempre que esta em Pernambuco visita a fabrica , mantendo uma relação estreita com o Bruno e Marcelo, proprietários da Fish. Nessa quinta-feira o atleta ipojucano parte com alguns amigos para o Chile onde irá ficar 12 dias treinando nas esquerdas de Pichilemu e logo após segue direto para ultima etapa do circuito nordestino profissional no Ceará.

Outros atletas que fazem parte da equipe da fish são: Dudu de Souza, Wilson Nora, Paulo Barcellos, Evaristo Ferreira, Nicolle Calheiros, Jean Boulians,Tainan Monte representando a marca no Brasil.

Visite o site da FISH: www.fishsurf.com.br



9º Etapa do Circuito Nordestino de Surf Profissional - Abertas as inscrições, valendo R$ 30.000.00

Autor: Redação SurfPE - Por: Carlos Abdalla -Tour Manager ABRASP NE/ANS - 24/11/09 - 20:53.


Cartaz do campeonato - foto: Reprodução.

Esta chegando a hora!!!. Dias 12 e 13 de Dezembro em Fortaleza (CE) Acontecerá a 9º Etapa do Circuito Nordestino de Surf Profissional,!!!.

Já estão abertas as inscrições para a Etapa valendo R$ 30.000.00 + 750 pts Brasil Tour + 2000 pts NE PRO. Vale lembrar que as inscrições serao limitadas e ja estamos com uma procura muito grande. Nao fiquem de fora desta Etapa pois alem do local existirem ondas espetaculares o lugar é muito bonito.

Atletas lembrem se que 750 pts no Brasil Tour valeraõ muito no Ranking Final! entao..quem tem pontuação baixa inscreva se logo para tentar trocar as pontuações e aumentar as chances de entrar no Circuito Brasileiro de Surf pelo Brasil Tour!! Saibam jogar este jogo dos pontos!!!!.

SISTEMA DE INSCRIÇÕES

As inscrições para o Smolder Festival já estão abertas,e poderão ser feitas na nova conta da ANS:

Valor: R$ 150,00
Banco: REAL
AG: 0757
CC: 9744391-5
Associação Nordestina de Surf

Apos o deposito favor enviar um email para anssurf@hotmail.com relatando o dia e hora do deposito. Levar o comprovante de deposito sexta feira e entrega la ao Tour Manager da ABRASP NORDESTE/ANS Carlos Abdalla a tarde de sexta feira no local do evento.

Condições GOL para evento SMOLDER FESTIVAL(Praia do Futuro – Fortaleza) 11 a 13 de dezembro.

Gol linhas Aérias Inteligentes - foto: Reprodução.

Desconto: 12% de desconto sobre as tarifas, inclusive WEB, exceto tarifas de oportunidade:

Procedimento para pedido de passagem com desconto: Entrar em contato com o dpto. de eventos da GOL no telefone 11 5508 4201 opção 01 ou pelo email eventos@golnaweb.com.br e informar o codigo abaixo.

Cod. Para obter desconto: E7709SSA (válido para embarques de 08 de dezembro a 16 de dezembro) .

Esperamos com este primeiro apoio tentarmos nas proximas a isenção das pranchas dos atletas em todas as etapas da ANS PRO TOUR e ANS AMADOR.

A promoção vale para Atletas, Familiares, Amigos enfim qualquer pessoa que queira viajar para o evento independente de ser atleta ou nao!!


EVENTO: SMOLDER FESTIVAL

DIAS: 12 e 13 DEZEMBRO

PREMIAÇÃO: R$ 30.000.00

PONTUAÇÂO: 2000 PTS ANS PRO TOUR + 750 PTS BRASIL TOUR

LOCAL: PRAIA DO FUTURO, FORTALEZA -CE

OBS: em breve divulgaremos o Hotel Oficial do Evento**** (Marbello Ariau Hotel) com descontos exclusivos para os atletas.

Atenciosamente;

Carlos Abdalla
Tour Manager ABRASP NE/ANS
71 9995 3049


"Circuito Nordestino de Surf o WQS Brasileiro!"

Reef Hawaiian Pro - Joel Centeio reina em Haleiwa.

Autor: Redação SurfPE - Por Redação Waves em 24/11/09 - 00:17 - Fonte: www.waves.com.br

Joel Centeio é campeão do Reef Hawaiian Pro em Haleiwa, Hawaii. Foto: Bruno Lemos / Lemosimages.com.

O havaiano Joel Centeio foi o campeão do Reef Hawaiian Pro, etapa de nível 6 estrelas e status Prime do WQS encerrada nesta segunda-feira, em Haleiwa, Hawaii.

Clique aqui para ver as fotos

Na final, Centeio arrancou um tubo nota 9.33 para garantir a vitória sobre o norte-americano CJ Hobgood, o australiano Jay Thompson e o taitiano Alain Riou.

Pela vitória, o havaiano embolsa US$ 20 mil e descola 3500 pontos no ranking da divisão de acesso do circuito mundial.

Os brasileiros pararam nas oitavas-de-final. Marco Polo descolou a 17a posição, enquanto Bernardo Pigmeu e André Silva ficaram em 25o lugar.

Polo chegou muito perto da classificação. O catarinense arrancou 7.33 dos juízes e passou a buscar apenas 3.48.

Marco Polo assume 12a posição no ranking do WQS. Foto: Bruno Lemos / Lemosimages.com.

Teve a chance da virada nos instantes finais, mas caiu ao tentar entubar numa onda e deu adeus à prova.

Com a 17a posição na etapa, Polo entra na lista provisória de classificados ao World Tour 2010. No momento, o catarinense é o 12o colocado no ranking que classifica 15 surfistas.

André Silva também chegou perto das quartas. O cearense teve uma onda pouco valorizada pelos juízes e ainda acusa o australiano Dean Morrison de ter segurado sua lycra em duas disputas por ondas em Haleiwa.

Agora, as atenções ficam voltadas para Sunset Beach, palco da última etapa do WQS entre 24 de novembro e 6 de dezembro.

Bernardo Pigmeu para nas oitavas-de-final. Foto: Bruno Lemos / Lemosimages.com.



Resultado do Reef Hawaiian Pro 2009

1 Joel Centeio (Haw)
2 CJ Hobgood (EUA)
3 Jay Thompson (Aus)
4 Alain Riou (Tah)
5 Damien Hobgood (EUA)
5 Hank Gaskell (Haw)
7 Kai Otton (Aus)
7 Dion Atkinson (Aus)
17 Marco Polo (Bra)
25 André Silva (Bra)
25 Bernardo Pigmeu (Bra)

Ranking do WQS 2009

1 Daniel Ross (Aus) 14975
2 Patrick Gudauskas (EUA) 14876
3 Jadson André (Bra) 14813
4 Owen Wright (Aus) 14338
5 Adam Melling (Aus) 14288
6 Jay Thompson (Aus) 13638
7 Nathan Yeomans (EUA) 13419
8 Luke Munro (Aus) 13263
9 Brett Simpson (EUA) 13150
10 Matt Wilkinson (Aus) 12850
11 Travis Logie (Afr) 12344
12 Marco Polo (Bra) 12331
13 Blake Thornton (Aus) 12325
14 Rodrigo Dornelles (Bra) 12206
15 Drew Courtney (Aus) 12200


segunda-feira, 23 de novembro de 2009

A Fly On The Beast Documentary.

Autor: Redaçâo SurfPE - Por: CameraSurf - 23/11/09 - 22:13 - fonte: www.camerasurf.com.br
Em um clima anos 70, Kai Otton e Cia saem em um busão pra lá de psicodélico atrás de ondas, festas, ganja e garotas.

Dane Reynolds - Super Slow Motion Air

Autor: Redação SurfPE - Por: Camerasurf - 23/11/09 - 22:10 - fonte: www.camerasurf.com.br

Confira o vídeo que mostra toda plasticidade de Dane Reynolds executando um aéreo.

Rob Machado e Taylor Steele "behind the scenes"

Autor: Redação SurfPE - Por: CameraSurf - 23/11/09 - 22:00 - fonte: www.camerasurf.com.br

Assista aqui com o Behind The Scenes deste novo filme patrocinado pela Hurley.

Reef Hawaiian Pro - Trio brazuca segue na briga

Autor: redação SurfPE - Por Redação Waves em 23/11/09 - 10:08 - fonte:www.waves.com.br


Jadson André está fora do Reef Hawaiian Pro. Foto: Bruno Lemos / Lemosimages.com.

O cearense André Silva, o catarinense Marco Polo e o pernambucano Bernardo Pigmeu são os únicos brasileiros na briga pelo título do Reef Hawaiian Pro, etapa de nível 6 estrelas e status Prime do WQS que rola em Haleiwa, Hawaii.

Clique aqui para ver o vídeo
Clique aqui para ver as fotos

A prova foi reiniciada no último domingo. Durante as baterias, o mar foi ganhando força e chegou a bombar ondas de até 3 metros.


Foram eliminados Alejo Muniz, Jadson André, Márcio Farney, Rodrigo Dornelles, Wiggolly Dantas e Willian Cardoso.

Os destaques do dia foram os australianos Joel Parkinson e Adam Melling. Parko entubou com maestria, aplicou uma bela rasgada e ainda descolou outro tubo rápido para arrancar 9.87 dos juízes.

Hodei Collazo prepara o bote em Haleiwa. Foto: Bruno Lemos / Lemosimages.com.

Já Melling aplicou um forte snap e passou por dentro de um difícil canudo, performance premiada com nota 9.80.

Também arrebentaram o australiano Matt Wilkinson e Adrian Buchan, o norte-americano Tanner Gudauskas e os havaianos Torrey Meister, Sunny Garcia e Joel Centeio.

Entre os brazucas, a primeira classificação veio com André Silva, que totalizou 11.13 pontos para vencer uma bateria apertada contra o potiguar Jadson André (10.64) e os australianos Leigh Sedley e Daniel Ross, empatados com 11.00 pontos.

Na briga pela segunda vaga, Sedley levou a melhor no critério de desempate por ter obtido a maior nota (7.33).

Quem também avançou num confronto acirrado foi Marco Polo. O catarinense teve seu melhor momento no duelo ao somar 5.67 numa direita atacada com um cutback, uma boa rasgada e uma batida muito difícil na pesada junção de Haleiwa.

Com a boa atuação do espanhol Hodei Collazo, Polo teve de segurar o placar e ficar de olho nos havaianos Fred Patacchia e Dusty Payne, que precisavam de 3.48 e 4.75, respectivamente. Fred chegou perto da virada na última onda (3.17).

Quem também seguiu na briga foi Bernardo Pigmeu. O pernambucano começou bem com 6.67, mas não conseguiu outra boa nota e teve trabalho para deter o gaúcho Rodrigo Dornelles e o havaiano Clay Marzo.

Pedra obteve 5.00 na melhor onda e perdeu precisando de apenas 3.68. Em primeiro ficou o australiano Adrian Buchan, que surfou uma onda de responsa e soltou duas patadas de backside que renderam 9.00 pontos.

Quinta rodada do Reef Hawaiian Pro 2009

4 Kai Otton (Aus), Dean Morrison (Aus), André Silva (Bra) e Joel Parkinson (Aus)

5 Aritz Aranburu (Esp), Alain Riou (Tah), Marco Polo (Bra) e Dion Atkinson (Aus)

8 Sunny Garcia (Haw), Bernardo Pigmeu (Bra), Adam Melling (Aus) e Torrey Meister (Haw)

Zezito Barbosa, fecha parceria com a fabrica de pranchas FLOW E ARS na Austrália.

Autor: Redação SurfPE - Por: Roberta Mayanah - Jornalista de Espotes/Correspondente Internacional - SurfPE


Felipe Rezende, Renato Kalani e ZB Dee Why - Foto: Roberta Mayanah

Não e facil engrenar um trabalho de fabricação de pranchas e shapes, principalmente quando se estar aqui na Austrália.

O mercado aqui e altamente competitivo, sofisticado, moderno e internacionalmente reconhecido como mercado espelho para o mundo do Surf, com tecnologia propria aprimorada desde quando o Rei Havaiiano Duke Kahanamuko pisou por aqui, no inicio do seculo vinte, trazendo consigo a primeira prancha de Surf.

O shaper Felipe Rezende do (Rio Grande do Norte) vem fazendo um trabalho muito interessante, junto com seu parceiro e shaper Alexandre Ramos do (Rio de Janeiro) numa das mais conhecidas fabrica de pranchas aqui na costa leste da Austrália, fabricando em conjunto as pranchas FLOW/ARS.

Unindo forças, os dois lançam no mercado Australiano as pranchas, e alguns Surfistas Brazileiros que moram aqui, como e o caso dos Surfer's Nordestinos Renato Kalani e Zezito Barbosa que recentemente fechou parceria com a marca de pranchas, integram a equipe testando os foguetes, dando um feedback aos shaper's sobre a performance das pranchas em diferentes ondas.

Alavancar a ideia, firmar as pranchas nos pes dos gringos, mostrar a qualidade e a tecnologia Brasileira no mercado nacional e o objetivo que ja vem sendo cumprido com trabalho serio e profissional.

É isso ai, o Surf Brasileiro ultrapassando barreiras e firmando bandeira na terra dos cangurus........

Saudações.


Fotos



Renato Kalani em Whale Beach - Foto: Roberta Mayanah

Zezito Barbosa em Whale Beach - Foto: Roberta Mayanah.

Zezito Barbosa em Whale Beach - Foto: Roberta Mayanah

Renato Kalani em Dee Why - Foto: Roberta Mayanah


ARS Surfboards - Foto: Roberta Mayanah


Alexandre Ramos, Renato Kalani e Zezito Barbosa - Foto: Roberta Mayanah.

Rip Curl Guarujaense - Yagê leva moto

Por Fábio Maradei em 22/11/09 17:31 - fonte: www.waves.com.br



Yagê Araújo leva moto oferecida ao supercampeão do Rip Curl Guarujaense 2009. Foto: Ivan Storti.

Há dois anos, o baiano Yagê Araújo decidiu se mudar da paradisíaca Itacaré, no litoral da Bahia, para o Guarujá, querendo melhorar o seu surf e poder competir mais.

Clique aqui para ver as fotos

Neste domingo (dia 22), aos 15 anos de idade, ele foi “coroado”, faturando o título de supercampeão do Rip Curl Guarujaense de Surf 2009. Como prêmio, faturou uma moto 0k, oferecida pela Secretaria do Esporte e Lazer da Prefeitura de Guarujá.

Para chegar ao prêmio especial, Yagê disputou com outros seis campeões municipais, em atuações individuais, e fez bonito, garantindo 14,75 pontos, de 20 possíveis, com uma nota 8,75 e um 6. A competição foi realizada na praia de Pitangueiras, no Monduba, reunindo 135 atletas, com praia cheia e ondas de meio metro e boa formação.

Victor Bernardo fatura categorias Estreante e Iniciante. Foto: Ivan Storti.

Além da disputa de supercampeão, o Rip Curl Guarujaense de Surf conheceu os seus campeões municipais da temporada. Ergueram as taças, Ricardo Silva, na open; Yagê, na júnior; Deivid Silva, na mirim; Victor Bernardo, na iniciantes e na estreantes; Juliana Meneghel, na feminina; Jair de Oliveira (Santos), na master; e Luan Xavier (Itanhaém), na longboard.

Nessas duas últimas categorias, como os campeões não moram em Guarujá, também comemoraram como campeões municipais, Paulo Matos, entre os masters, e Luisinho, nos pranchões.

A primeira decisão no mar foi a estreante e Victor Bernardo venceu de virada, superando Victor Mendes, Léo Guimarães e Herbert Moreno. No ranking, garantiu a pontuação máxima, 2.000 pontos. Depois, foi a vez da mirim e Yagê Araújo mostrou que estava muito bem, faturando o primeiro lugar.

Campeões do Rip Curl Guarujaense. Foto: Ivan Storti.

A briga pelo título do Circuito estava entre Sidney Guimarães, de Peruíbe, que precisava chegar à frente de Deivid Silva. O resultado estava propício ao atleta do Litoral Sul, mas ele cometeu interferência, dando de bandeja o segundo lugar e, consequentemente, o caneco, a Deivid.

Na feminina, três surfistas entraram na bateria com chances de comemorar o primeiro lugar no ranking: Juliana Meneghel, Vitória Tebet e Kaena Brandi.

Vitória foi a melhor na etapa, com uma pontuação bem superior às rivais. Juliana, atual vice-campeã brasileira júnior, ficou em segundo e ergueu a taça de melhor de 2009. Já Kaena amargou o quarto lugar, atrás de Erika Lima.

Na iniciantes, novamente quem brilhou foi Victor Bernardo, levando o seu segundo título no Circuito. “Fiquei emocionado. E essas conquistas são incentivos para eu chegar ao título paulista também”, frisou Victor, que teve a conquista valorizada ao superar o atual campeão brasileiro da categoria, Deivid Silva. Marco Aurélio ficou em terceiro, à frente de Léo Guimarães, de Peruíbe.

Já a final master foi um dos grandes destaques do dia, assim como na etapa inicial. Mesmo sem o bicampeão brasileiro, Jojó de Olivença, que chegou atrasado na bateria semifinal e por muito pouco não chegou a decisão, Paulo Matos, o primeiro campeão brasileiro profissional da história, em 1987 e o mais velho em ação, com 46 anos, tinha de pensar na vitória ou segundo lugar para ser campeão municipal. Na briga estava Jair de Oliveira, tricampeão paulista pro, mas que por ser de Santos só disputava o título do Circuito e não a chance da moto.

Os dois fizeram uma grande final. Jairzinho saiu na frente e no final, para garantir emoção, Paulinho empatou. Ambos ficaram com 11,75 pontos, mas quem levou a melhor foi o santista, por ter a melhor nota dos dois 6,5 contra 6,25. Will Amaro ficou em terceiro, seguido de Tekinho do Tombo.

Entre os juniores, Caio Ibelli fez uma grande atuação, somando 14 pontos, quase o dobro dos rivais. Mario Solera foi o vice, com 7,85, e Yagê ficou com 7,45, mas o suficiente para comemorar o título. Luan Felipe completou o pódio, com 7,30. Nos pranchões, Luan Xavier garantiu a melhor nota do evento, 9 pontos, e faturou o seu primeiro título na categoria (ele que antes se dedicava às pranchinhas). Adriano Lima ficou com o segundo lugar, seguido de Marcelinho do Tombo. Quem também festejou foi Luisinho, sendo o campeão guarujaense.

Na última final da etapa, a briga estava entre Ricardo Silva e Dárcio Dias, assim como na abertura do Circuito. A disputa foi acirrada e até o final. Ricardo garantiu um 8,75, ficando em vantagem. Dárcio não desistiu e precisando de 8,66 pontos, quase virou, com 8 pontos. Caio Faria ficou em terceiro e Wesley Moraes em quarto.

Supercampeão Ao final da etapa, sete campeões municipais voltaram para o mar, em baterias individuais e valendo as duas melhores ondas para cada um. O caçula Victor Bernardo foi o primeiro a atuar, garantindo 8,15 pontos. Deivid Silva foi o seguinte e marcou 10. Juliana Meneghel fez 6,40 e depois foi a vez do experiente Paulo Matos assumir a ponta, com 10,25.

Com o pranchão, Luisinho passou a frente, com 13,75, e logo depois foi superado por Yagê Araújo, com 14,75, com direito a um 8,75. Ricardo Silva, que já faturou o supercampeão duas vezes, foi o último a entrar na água, para o nervosismo do surfista baiano, torcendo da areia. Mas com o mar sem boas condições, o campeão da open não passou dos oito pontos, para a festa de Yagê.

“Fiquei apreensivo, esperando a vez do Ricardo, mas deu tudo certo. Vim para Guarujá para poder competir mais e com grandes nomes e isso está me ajudando a evoluir sempre”, disse o atleta de Itacaré. “Consegui achar duas ondas muito boas e consegui aproveitar. Dei sorte com a condição do mar”, acrescentou o supercampeão.

O presidente da Associação de Surf do Guarujá, Ricardo Simonian, o Roley, ficou feliz com o sucesso do evento. “Mais uma vez conseguimos realizar um circuito forte, com alto nível, e essas parcerias com a Rip Curl, uma das maiores marcas de surf do Mundo, e a Prefeitura, foram fundamentais para que Guarujá continue revelando bons talentos”, comentou, agradecendo a prefeita Maria Antonieta, o secretário de esportes, Paulo Piasenti, e o presidente da Rip Curl no Brasil, Felipe Silveira.

Supercampeão 2009 - Disputa especial entre os campeões municipais valendo uma moto zero km

1 Yagê Araújo (Júnior) – 14,75
2 Luisinho (Longboard) – 13,75
3 Paulo Matos (Master) – 10,25
4 Deivid Silva (Mirim) – 10,0
5 Victor Bernardo (Iniciante) – 8,15
6 Ricardo Silva (Open) – 8,0
7 Juliana Meneghel (Feminina) – 6,40

Ranking final de 2009

Open

1 Ricardo Silva – 2.000
2 Dárcio Dias – 1.800
3 Caio Faria – 1.341
4 Marcelo Santos – 1.312

Master

1 Jair de Oliveira (Santos)- 2.000
2 Paulo Matos – 1.629
3 Jojó de Olivença – 1.556
4 Will Amaro – 1.466

Júnior

1 Yagê Araújo (Itacaré-BA) – 1.810
2 Caio Ibelli – 1.729
3 Wesley Moraes – 1.556
4 Luan Felipe – 1.529

Mirim

1 Deivid Silva – 1.900
2 Sidney Guimarães (Peruíbe) – 1.710
3 Yagê Araújo (Itacaré-BA) – 1.656
4 Caio Ibelli – 1.466

Iniciante

1 Victor Bernardo – 2.000
2 Deivid Silva – 1.800
3 Marco Aurélio – 1.466
3 Edgard Groggia – 1.466

Estreante

1 Victor Bernardo – 2.000
2 Victor Mendes – 1.710
2 Léo Guimarães (Peruíbe)
4 Alison Oliveira – 1.485

Longboard

1 Luan Xavier (Itanhaém) – 1.900
2 Luisinho – 1.539
3 Adriano Lima – 1.341
4 Daniel Faria – 1.302

Feminino

1 Juliana Meneghel – 1.900
2 Vitória Tebet – 1.810
3 Kaena Brandi – 1.629
4 Renata Monteiro (Mongaguá) – 1.485

Resultados da segunda etapa

Open

1 Ricardo Silva
2 Dárcio Dias
3 Caio Faria
4 Wesley Moraes

Master (acima de 35 anos)

1 Jair de Oliveira (Santos)
2 Paulo Matos
3 Will Amaro
4 Tekinho do Tombo

Júnior (até 18 anos)

1 Caio Ibelli
2 Mario Solera
3 Yagê Araújo (Itacaré-Ba)
4 Luan Felipe

Mirim (até 16 anos)

1 Yagê Araújo (Itacaré-BA)
2 Deivid Silva
3 Sidney Guimarães (Peruíbe)
4 Edgar Leal

Iniciante (até 14 anos)

1 Victor Bernardo
2 Deivid Silva
3 Marco Aurélio
4 Léo Guimarães

Estreante (até 12 anos)

1 Victor Bernardo
2 Victor Mendes
3 Léo Guimarães (Peruíbe)
4 Herbert Moreno

Longboard

1 Luan Xavier (Itanhaém)
2 Adriano Lima
3 Marcelinho do Tombo
4 Luisinho

Feminino

1 Vitória Tebet
2 Juliana Meneghel
3 Erika Lima
4 Kaena Brandi

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Up Drop apóia Surf Solidário na Indonésia

Autor: Redação SurfPE - Por Samia Carolina - Correspondente Internacional SurfPE - 19/11/09 - 17:00.


Thiago Zibordi da Up Drop e Samia Carolina do Projeto Surf Solidário - foto: Divulgação.

A Up Drop, empresa de equipamentos de surf localizada em Ubatuba, fechou parceria com Samia Carolina do projeto Surf Solidário, em Bali, Indonésia. Além de incentivar a solidariedade no esporte, a Up Drop quer divulgar os produtos no mercado exterior.

O idealizador da marca Thiago Zibordi, de 29 anos, aposta no lançamento da parafina em bastão com tubo reutilizável, que foi o ponta pé para o início da Up Drop no Brasil.

Formado em publicidade e marketing, Thiago desenvolveu a parafina em bastão no trabalho de conclusão de curso da faculdade. O único surfista do grupo, brigou pelo projeto e convenceu todos a colocar a parafina numa embalagem pratica e reutilizável.

A parafina é ecologicamente correta, pode ser utilizada até o fim, evita desperdícios e vestígios lançados no meio ambiente. A embalagem também protege a parafina que pode derreter quando exposta a alta temperatura.

“Depois do lançamento, já ouvi várias estórias sobre o efeito da parafina derretida. Teve um que perdeu o painel do carro ao deixar sua parafina em cima do porta luvas”, lembra Thiago.

O paulistano investiu um ano no desenvolvimento da parafina."Era hilário ver o fogão e o chão da cozinha impregnado de parafinas derretidas por todo lado."

Além das parafinas, a Up Drop possui antiderrapantes, cordinhas/leachs, capas, e fitas racks de prancha para carro. Sempre com novas idéias para lançar no mercado.

A Up Drop também apóia o Projeto surf Clube, Projeto Ocean. Surf, Centro de Treinamento Ricardo Toledo, os campeonatos municipais de São Sebastião, Ubatuba, Peruíbe e Mongaguá e os atletas Matheus Toledo, Filipe Toledo e Camila Cássia

Contato pelo e-mail: updrop@updropwax.com.br

Tel. (11) 9506 5968 com Thiago Zibordi.




Swell ao redor de Bali - Samia representa em Scar Reef.

Autor: Redação SurfPE - Por Samia Carolina - Correspondente Internacional SurfPE - 19/11/09 - 16:47.


Samia Scar Reef, Ilha Sumbawa, Indonésia - foto: Michael Angelovic.

O espetáculo de Scar Reef, na Ilha Sumbawa, Indonésia, fez valer meus 7 dias viajando pelas ilhas vizinhas de Bali, com a ONG Surfing The Nations. Foram 55 pessoas, divididas em 4 barcos típicos balineses, pelas ilhas Lembongan, Lombok, Gili e Sumbawa.

Samia Scar Reef, Ilha Sumbawa, Indonésia - foto: Michael Angelovic.

As melhores ondas rolaram em Scar Reef com lindos tubos e esquerdas manobráveis. Atletas profissionais e outros brasileiros fizeram a cabeça e as fotos não me deixam mentir

Edson Daniel Scar Reef, Ilha Sumbawa, Indonésia - foto: Michael Angelovic.

No dia com o maior swell em Scar Reef, surfei mais de 4 horas quando a maré secava e as ondas subiam, até me dar conta de ser a única mulher no mar entre surfistas de alto nível. Entre eles o Mick Campbell, Ryan Rypwood, Nick Vasicek, Josh Dowthwaite e o Silvio Mancusi.

Ja cansada e vendo uma galera se acabando nos rasos e afiados corais, voltei para o barco e fiquei registrando tudo.

Scar Reef, Ilha Sumbawa, Indonésia -foto: Michael Angelovic.

Além de pegar altas ondas, distribuímos doações de roupas, brinquedos e literaturas nas vilas em Gili , Banco-Banco e Lembongan. Ha mais de 10 anos a STN tem feito o trabalho social na Indonesia despertando surfistas do mundo todo para praticar a solidariedade.

Scar Reef, Ilha Sumbawa, Indonesia -foto: Michael Angelovic.

Para galera que já surfa pelo mundo a fora e áqueles que programam ir para Indonésia, fica meu incentivo de levar doações para abençoar a comunidade local. "Porque é dando que se recebe." Obrigada Senhor por mais esse espetáculo da Tua criação!

Apoio: Up Drop, Luiz Black shaper, Bali Surf House e Surf Solidário.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Arte em pranchas Silveira carimba os foguetes.

Autor: Redação SurfPE - Por Dada Souza em 18/11/09 00:01 - fonte: www.waves.com.br


Miguel Silveira - Foto: arquivo pessoal

Miguel Silveira é um artista versátil. Filho do artista Ângelo Cardoso da Silveira, suas primeiras pinceladas aconteceram quando ainda era criança.

Nascido na Bahia, Silveira desenha com canetas, spray ou no Corel Draw. A paixão pelo surf foi tanta que o artista mudou-se para Garopaba (SC). Hoje, Silveira é um dos desenhistas da marca Mormaii.

Na Mormaii, ele ampliou seus horizontes e aprimorou sua técnica. Silveira desenha e pinta as pranchas de surf da equipe, além de criar estampas e ilustrações de roupas e produtos da marca.

Paralelo ao trabalho, Miguel pinta telas e faz projetos artísticos, valorizando a expressão artística do surf.

Para ver mais imagens click no


Arte de Miguel Silveira.
Foto: Reprodução



Pernambucano Universitário - Erick reina no Gaibú (PE).

Autor: SurfPE - Por Bruno Monteiro em 18/11/09 00:01 fonte: waves


Finalistas da categoria Open Universitário. Foto: Divulgação.


A segunda etapa do Universitário de Surf Pernambucano (USPE) foi encerrada no último domingo (15/11) em Gaibú, Cabo de Santo Agostinho (PE).
Cerca de 80 atletas, de diversos estados nordestinos, vieram a Pernambuco prestigiar o evento.
As categorias em disputa foram Iniciante Universitário, Open Universitário, Master Degree (formados), Feminino, Open Escolar e Local.

O pernambucano Ricardo Erick não deu mole e venceu a categoria Open Universitário em uma bateria disputada contra ldo Luiz (2º), Tony Ferreira (3º) e Felipe Queiroz (4º).

Paralelo ao evento, foi oferecido ao público aulas de surf e de conscientização ambiental para o público que lotou as areias de Gaibú.

Os atetas do estado que compõe a equipe pernambucana universitária estão convocados para a terceira etapa do Brasileiro de Surf no Universitário, que acontece na praia do Futuro, Fortaleza (CE), nos dias 28 e 29 de novembro.

Resultados da segunda etapa do Universitário de Surf Pernambucano

Iniciante Universitário
1 Tony Ferreira (RN)
2 Bruno Monteiro (PE)
3 Victor lezo (PE)
4 Françoa Costa (CE)

Open Universitário
1 Ricardo Erick (PE)
2 Aldo Luiz (PE)
3 Tony Ferreira (RN)
4 Felipe Queiroz (PE)

Master Degree (formados)
1 Flavio Henrique (PE)
2 Carlos Pito (PE)
3 Rodrigo Pedrosa (PE)
4 Alan Salazar (PE)

Feminino
1 Natalia Freitas (PE)
2 Isabel Lira (PE)
3 Juliana Barreto (PE)

Open Escolar
1 Roberto Silva (PE)
2 Robson Silva (PE)
3 Joabson Santos (PE)
4 Sergio Rocha (PE)

Local
1 Roberto Silva (PE)
2 Fernando Santos (PE)
3 Edson Costa (PE)
4 Larinho (PE)

Expression Session
1 Robson Silva

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Pan-Americano - Brazucas dominam Olivença

Autor: Redação SurfPE - Por João Carlos em 15/11/09 20:17 Fonte:SurfBahia e www.waves.com.br



Phil Rajzman comemora título no Longboard. Foto: Arthur Maroto / SurfBahia.com.br.

A equipe brasileira foi a grande campeã da nona edição do Pan-Americano de Surf, finalizada neste domingo (15/11), na praia da Batuba, em Olivença, Ilhéus (BA).

Com uma atuação impecável, o time comandado pelos técnicos Otoney Xavier e Gabriel Macedo subiu ao topo do pódio em todas as categorias do Mahalo Pan Surfing Games.

Os atletas Rudá Carvalho (Open), Phil Rajzman (Longboard), Camila Cássia (Feminino), Gabriel Medina (Júnior), Uri Valadão (Bodyboard Masculino) e Isabela Sousa (Bodyboard Feminino) gravaram seus nomes na lista de campeões das Américas.

Além de conquistar todas as medalhas de ouro do evento, a equipe brasileira ainda faturou uma medalha de prata e três medalhas de bronze.

Vicente Romero garantiu a prata na categoria Júnior, enquanto Filipe Braz (Júnior), Marcus Lima (Bodyboard) e Eduardo Bagé (Longboard) ficaram com o bronze em suas categorias.

Gabriel Medina vence a Júnior. Foto: Arthur Maroto / SurfBahia.com.br.

Entre os bodyboarders, show do baiano Uri Valadão e da cearense Isabela Sousa. Com uma campanha impecável, o atual campeão mundial Uri Valadão não deu chances aos adversários e superou seu próprio recorde ao registrar a maior nota (9.27) e também o maior somatório do evento (18.27 pontos).

Na categoria Júnior, a sensação Gabriel Medina confirmou o favoritismo e conquistou seu primeiro título pan-americano de surf. A medalha de prata ficou com Vicente Romero, seguido do também brasileiro Filipe Braz (bronze) e do surfista de Guadalupe Dimitri Ouvre.

Na Feminino, a brasileira Camila Cássia deu uma dura nas adversárias e conquistou o ouro. Gabriela Leite também representou muito bem o seu país ao chegar à final do Mahalo Pan Surfing Games.

No Longboard, Phil Rajzman deu um show à parte nas ondas da Batuba e conquistou mais um ouro para o Brasil. Eduardo Bagé foi o outro representante brazuca no pódio, ao garantir o bronze.

A categoria Open proporcionou um dos momentos mais emocionantes do dia. Um enorme público lotou a beira da água para torcer pelos locais Rudá Carvalho e Franklin Serpa.

Rudá Carvalho conquista medalha de ouro na categoria Open do Mahalo Pan Surfing Games. Foto: Arthur Maroto / SurfBahia.com.br.

O venezuelano Rafael Pereira começou muito forte com 8.83 pontos numa direita finalizada com um belíssimo aéreo de frontside.

Em seguida, o costa-riquenho Jason Torres mostrou que também estava na briga e arrancou 6.83 pontos dos juízes.

Serpa entrou no páreo com uma direita muito bem surfada que rendeu 7.17 pontos. Mas o dia era mesmo de Rudá.

Camila Cássia comanda show entre as meninas. Foto: Arthur Maroto / SurfBahia.com.br.

Com um surf muito moderno, repleto de aéreos, rabetadas e rasgadas com estilo, Rudá somou 7.33 e 7.27 para levar o público ao delírio em Olivença.

Ao sair da bateria, Rudá foi ovacionado pelo grande público com muitos gritos e aplausos.

Os brasileiros garantiram o ouro na disputa por equipes, com a equipe da Costa Rica em segundo, Guadalupe em terceiro e o time do Peru em quarto.


Resultados do Mahalo Pan Surfing Games

Open

1 Rudá Carvalho (Bra)
2 Jason Torres (Crc)
3 Rafael Pereira (Ven)
4 Franklin Serpa (Bra)

Júnior

1 Gabriel Medina (Bra)
2 Vicente Romero (Bra)
3 Filipe Braz (Bra)
4 Dimitri Ouvre (Gdl)

Feminino

1 Camila Cássia (Bra)
2 Maud Lecar (Gdl)
3 Anali Gomes (Per)
4 Gabriela Leite (Bra)

Longboard

1 Phil Rajzman (Bra)
2 Vicent Delaplace (Gdl)
3 Eduardo Bagé (Bra)
4 Francisco Hernandez (Ven)

Bodyboard Masculino

1 Uri Valadão (Bra)
2 Martin Mouradian (Gdl)
3 Marcus Lima (Bra)
4 Gabriel Brantes (Chi)

Bodyboard Feminino

1 Isabela Sousa (Bra)
2 Mônica Narrea (Per)
3 Corina Reyes (Ven)
4 Ravi Beilleux (Gdl)