quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Brasileiro Master - Pernambucanos na quebradeira.


Por: Redação Waves:
http://waves.terra.com.br/surf/noticia/carioca-por-afinidade/54359

Fábio Quencas - Mahalo Bahia 2012, Itacimirim, Salvador (BA). Foto: Max Interaminense.

Os atletas Claudio Marroquim e Fabio Quencas foram campeões da segunda etapa do Circuito Brasileiro Master nos dias 4 e 5 de julho em Itacimirim, Salvador (BA).

A dupla apresentou um excelente nível técnico e muita linha de surf, com manobras fortes, fluidas e ótimas notas nas baterias.

Na categoria Grand Master (acima dos 40 anos), a final foi morna até os 7 minutos, quando o cearense Cardoso Júnior, que participou de duas decisões consecutivas, pegou 7.00 pontos e passou da quarta para a segunda posição. Em seguida fez 3.87 e assumiu a ponta.

Há dois minutos do fim, Quencas fez uma onda 7.03 pontos e conquistou o título da Grand Master.?“Acreditei até o final e a onda veio. Tive frieza e mandei ver”, vibra Quencas, com um largo sorriso no rosto.
 
Cláudio Marroquim - Mahalo Bahia 2012, Itacimirim, Salvador (BA). Foto: Max Interaminense.

Logo na primeira onda da decisão Kahuna, Claudio Marroquim fez 6.00 pontos e ficou em situação confortável. Macedo fez 5.33 e 4.67 pontos, para assumir a liderança. Logo na sequencia, Marroquim fez 5.90 e liderou a disputa até o final.

Com o resultado, Claudio assume a liderança do ranking brasileiro da categoria Kahuna (acima de 45 anos), empatado com Gabriel Macêdo. Fabio Quencas assume a segunda colocação da categoria Grand Master.

Na categoria Grand Kahuna (acima dos 50 anos) também tivemos a participação do atleta pernambucano Guilherme Coutinho, que avançou até as semifinais e terminou na quinta colocação. O atleta surfou durante todo o evento com uma prancha fish quadri 5’10’’ da Real Magia.

Estes resultados também são frutos do trabalho realizado por Claudio, que há um ano faz os shapes das pranchas Real Magia. O trabalho realizado com alguns atletas são muito importantes para a evolução das pranchas.


Surf Eco Festival - KK É CAMPEÃO EM SALVADOR


Por: Fernando Maluf - link fonte:
http://hardcore.uol.com.br/18417-kk_e_campeao_em_salvador


As decolagens de backside foram frequentes na trajetória de KK até o título em Salvador.


O capixaba Krystian Kymerson venceu nesta quarta feira o Surf Eco Festival Salvador, etapa 1 Estrela do circuito mundial e última passagem da ASP pelo Brasil em 2012. Pela premiação, Krystian recebeu um cheque de US$ 4 mil e 250 pontos no ranking unificado do Tour.



Franklin Serpa liderou boa parte da final e quase manteve o título em mãos caseiras.


O título veio numa bateria difícil contra o local Franklin Serpa. O baiano disparou na frente somando mais de 13 pontos logo no começo da bateria. O surf de Franklin estava muito bem encaixado nas esquerdas e não seria tarefa simples virar o placar. Kymerson optou pelas direitas na primeira metade, até descolou um bom reverse, mas não conseguiu conectar as manobras como o adversário.

Depois de passar metade da bateria atrás no placar, o capixaba resolveu então tentar as esquerdas e achou a sorte grande. Franklin tinha a prioridade  e deixou passar uma onda que não parecia ter muito potencial. KK dropou a esquerda sem pensar duas vezes, manobrou muito forte nas primeiras seções e conectou uma série de pancadas até a beira para tirar um 8.5, maior nota da final, e assumir a liderança pra ficar lá até soar a buzina.

"To amarradão, foi uma final muito boa, é a primeira etapa do WQS que eu consigo ganhar", disse ele logo após a bateria. "O Franklin tava muito bem, mas ai eu peguei aquela onda que ele deixou escapar e tirei um 8.5. Nem sei o que falar, só quero agradecer minha família por tudo", completou Krystian, sem conseguir conter a felicidade.

Apesar da derrota, Franklin também se mostrou satisfeito com o resultado. "Eu tava uns três metros atrás dele naquela onda. Mas eu to feliz com essa final, o Krystian é um grande surfista e mereceu o título", disse o local.

Antes da final

No primeiro duelo das semis, Franklin enfrentou o conterrâneo Aurélio Santana e avançou à grande final com um surf muito veloz nas esquerdas e o melhor score do dia, 15.84 pontos.

Com aéreos como esse, Ítalo Ferreira foi um dos destaques do evento mesmo sem chegar à final.

Disputando a segunda vaga, Krystian Kymerson e Ítalo Ferreira fizeram duelo de alto nível. Sem economizar energia, os dois pegaram tudo o que veio no outside e revezaram várias vezes a liderança da bateria. Então, a 10 minutos do fim, KK manobrou bem numa esquerda da série e conseguiu a nota que lhe garantiu lugar na final.


Michael Rodrigues tirou a única nota máxima do evento no segundo dia e só foi parado pelo vice Franklin Serpa nas quartas de final.

Dono do único 10, Michael cai nas quartas

O terceiro dia de campeonato em Salvador começou com uma surpresa. Dono da única nota 10 do evento e responsável pelas apresentações mais empolgantes até então, Michael Rodrigues foi vítima da ondulação que diminuiu e passou a favorecer mais a formação das esquerdas em Jaguaribe. Num duelo de poucas ondas, Michael liderava até 5 minutos do fim, quando Franklin Serpa encaixou com precisão uma série de pancadas numa esquerda mediana e firmou-se na liderança para não sair mais.

Na bateria seguinte, Deivid Silva também não se encontrou nas esquerdas e viu Aurelio Santana avançar para uma semifinal baiana contra Franklin. Logo depois, Krystian Kymerson superou Diego Michereff em mais um duelo de poucas ondas. Brigando pela última vaga entre os quatro melhores, os companheiros de equipe e conterrâneos potiguares Ítalo Ferreira e Danilo Costa fizeram um duelo de gerações, em que Ítalo, beneficiado pelas ondas mexidas pelo vento, conseguiu ser superior.

O Surf Eco Festival Salvador continua essa semana com a etapa Pro Junior. O campeonato vai definir os representantes brasileiros que disputarão as duas etapas do Mundial Pro Junior, na Indonésa e na Austrália, em outubro e janeiro, respectivamente. Acompanhe aqui na HC!

Resultados - Surf Eco Festival Salvador - WQS - último dia

Final - Krystian Kymerson 13.93 x 13.57 Franklin Serpa

Sf1 - Franklin Serpa 15.84 x 11.90 Aurélio Santana
Sf2 - Krystian Kymerson 12.60 x 12.03 Ítalo Ferreira

Qf1 - Franklin Serpa 13.74 x 10.50 Michael Rodrigues
Qf2 - Aurélio Santana 12.57 x 6.87 Deivid Silva
Qf3 - Krystian Kymerson 9.40 x 6.90 Diego Michereff
Qf4 - Ítalo Ferreira 10.26 x 5.74 Danilo Costa

QUIKSILVER PRO JUNIOR - Potiguar Ítalo Ferreira Vence.


Por: Redação HC

http://hardcore.uol.com.br/18416-italo_vence_quiksilver_pro_junior


Com ótimos aéreos na Barra, o potiguar Ítalo Ferreira deixou os adversários em combinação e lidera o ranking sul-americano junior.


Nas ondas pequenas na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, Ítalo Ferreira encontrou boas rampas para executar voos que o levaram ao título do Quiksilver Roxy Pro Junior, que rolou no último domingo (26). Entre as mulheres, Julia Meneguel sagrou-se campeã após vencer a peruana Vânia Torres.

Com a vitória nesta terceira etapa do sul-americano pro junior, Ítalo e Julia lideram os rankings do continente. Os quatro melhores colocados em cada ranking, que será definido no Surf Eco Festival, se classificam para o Mundial Sub-20, que rola em outubro em Bali.

Na decisão, Ítalo repetiu a atuação das baterias anteriores: desferiu de altos aéreos reverse, aterrissou no flat em dois deles, colocou o paulista Luan Carvalho em combinação e venceu o duelo.

A última etapa do circuito sul-americano junior começa nesta quinta-feira (30), na Praia do SESC, em Salvador. Acompanhe ao vivo aqui.

Top 5 do Ranking ASP South America Pro Junor Masculino (após a 3ª etapa)
#1 Ítalo Ferreira - 1263 pontos
#2 Geovane Ferreira - 989 pts
#3 Cauê Wood - 974 pts
#4 Luan Carvalho - 840 pts
#5 Matheus Navarro - 808 pts

Top 5 do Ranking ASP South America Pro Junor Feminino (após a 3ª etapa)
#1 Juliana Meneguel - 746 pts
#2 Jessica Bianca - 610 pts
#3 Carol Fernandes - 493 pts
#4 Rossany Alvarez (VNZ) - 461 pts
#5 Barbara Segatto - 451 pts

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Andy Irons Award - Ricardinho homenageado.


Por: Redação Waves - link fonte:
http://waves.terra.com.br/surf/noticia/competicao/profissional/billabong-pro-tahiti/2012/videos/ricardinho-homenageado/54357


Além vencer a triagem pelo segundo ano consecutivo e fazer uma brilhante campanha no Billabong Pro, o catarinense Ricardo dos Santos teve suas performances reconhecidas pela direção de prova e recebeu um prêmio em memória ao havaiano Andy Irons.

Antes de cair diante do australiano Mick Fanning em uma das baterias mais emocionantes de toda a competição, Ricardinho tirou da prova nomes como Jordy Smith, Kelly Slater e Taj Burrow.

Ao término do Billabong Pro, o diretor de prova Luke Egan entregou um troféu a Ricardinho e deixou o brasileiro em êxtase com o reconhecimento.
 .

Surf Eco Festival 2012 - Michael é 10.


Por: João Carvalho - link fonte: 
Cearense Michael Rodrigues consegue primeira nota 10 do Surf Eco Festival. Foto: Fabriciano Jr

Foi a resposta imediata para o potiguar Ítalo Ferreira, que tinha batido os seus recordes do primeiro dia na bateria anterior a que ele fez a melhor apresentação desta semana na capital baiana.

No ano passado, Michael foi vice-campeão deste evento e agora enfrenta o baiano Franklin Serpa no primeiro duelo das quartas de final que vão abrir a quarta-feira decisiva da etapa do ASP 1-Star.

Na quinta-feira, começa a decisão do Circuito Sul-americano Pro Junior da ASP South America que vai até o sábado em Salvador.

 "Eu me sinto muito bem aqui em Jaguaribe. A onda é demais e me sinto em casa, pois tenho vários amigos e nem fico em pousada, fico na casa de um deles. Estou no clima da competição, relembrando o ano passado que foi muito bom pra mim aqui e agora já cheguei no último dia de novo, então é só felicidade", disse Michael Rodrigues, que descreveu como foi a primeira nota 10 do Radical Wave apresenta Surf Eco Festival 2012.

"Eu peguei a onda ali no canalzinho que eu já estava mirando faz tempo. Ela armou a rampa e mandei o aéreo. Quando voltei, senti que a prancha tinha quebrado, logo a minha prancha mágica trincou no meio, mas depois do primeiro aéreo a onda abriu e continuei rasgando, manobrando com ela até chegar no inside. Aí rodou outra seção e não pensei duas vezes, dei outro aéreo, voltei, ainda fiz mais duas manobras e foi só alegria", contou Michael.

Potiguar voador Antes da nota 10 de Michael Rodrigues, o grande destaque do dia era Ítalo Ferreira, que lidera a disputa pelo título Sul-americano Pro Junior de 2012 que será encerrada de quinta-feira a sábado nas mesmas ondas do SESC Piatã.

O potiguar de Baía Formosa acertou aéreos incríveis nas duas últimas que pegou na bateria contra o catarinense Diego Michereff, o baiano Iago Silva e o peruano Sebastián Correa.

Em ambas recebeu nota 9,25 dos juízes, aumentando o maior placar do campeonato para 18,50 pontos de 20 possíveis.

"A bateria foi irada. Eu consegui pegar umas direitas boas, o vento está contra e deu para dar uns aéreos legais. Estou contente porque fiz mais uma boa bateria, mas ainda tem muita coisa pela frente ainda", disse Italo Ferreira, que depois venceu o último confronto da terça-feira em Salvador.

"Estou bem instigado, conseguindo bons resultados e se esse é o ano eu quero aproveitar. Estou surfando bem, as pranchas estão boas, então está indo tudo bem pro meu lado".

O seu adversário nas quartas de final é outro potiguar de uma geração bem mais antiga que a dele, o ex-top do WCT, Danilo Costa, que com 35 anos de idade é o mais experiente entre os oito classificados para as quartas de final.

O duelo dos potiguares vai definir a última vaga nas semifinais. A primeira será disputada pelo nota 10 Michael Rodrigues e Franklin Serpa.

A segunda terá outro baiano, Aurélio Santana, contra o paulista Deivid Silva. E a terceira quarta de final será entre o capixaba Krystian Kymerson e o catarinense Diego Michereff.

Quartas-de-final

1 Michael Rodrigues (CE) x Franklin Serpa (BA)
2 Deivid Silva (SP) x Aurélio Santana (BA)
3 Diego Michereff (SC) x Krystian Kymerson (ES)
4 Danilo Costa (RN) x Italo Ferreira (RN)


SurfEco Fetival 2012 - Michael Rodrigues manda as ordens.


Por: Redação SurfBahia.

Michael Rodrigues comanda show na abertura do Surf Eco Festival. Foto: Fabriciano Jr.

O Radical Wave apresenta Surf Eco Festival teve início nesta segunda-feira, em ondas de 1 metro e formação regular em Jaguaribe, Salvador (BA).

A nova geração ditou o ritmo e estabeleceu as maiores pontuações do primeiro dia, com o cearense Michael Rodrigues e o potiguar Italo Ferreira registrando as maiores pontuações.

Logo na abertura da prova, Michael mandou a maior nota (8.50) e também o maior somatório, 14.75 pontos, na disputa com o sergipano Daniel Silva - autor de 7.50 e 6.00 - e o pernambucano Gabriel Farias, eliminado em terceiro.

Ano passado, Michael foi vice-campeão das duas categorias que disputou (WQS e Pro Junior) no Eco Festival.

Também em 2011, ele esteve em Jaguaribe e venceu duas categorias (Open e Júnior) em uma etapa do Brasileiro Amador.

"Eu venho de uma série de etapas seguidas do Pro Junior e competir logo na primeira bateria aqui foi estranho, mas achei até legal para entrar no ritmo logo", falou Michael Rodrigues.

"O campeonato já começou quente, com a primeira posição na bateria trocando a cada onda e estou amarradão em estar de volta aqui em Salvador. É um lugar que me traz ótimas lembranças e me sinto em casa aqui. No ano passado foi muito bom pra mim esse campeonato, então espero conseguir outro bom resultado nesta semana aqui", disse Michael à assessoria de imprensa da ASP South America.

Outro que sempre costuma mandar bem em Jaguá e não decepcionou foi Italo Ferreira. No último duelo do dia, ele somou 7.50 e 6.83 para vencer o capixaba Krystian Kymerson e os baianos Luís Lamarão e Leo Villas Boas.

Também brilharam o paulista Luan Carvalho e o potiguar Lisandro Leandro. Entre os baianos, a melhor atuação ficou por conta de Dennis Tihara.

Quinto colocado no Eco Festival em 2011, Dennis foi muito bem na estreia e arrancou notas 7.50 e 4.60 para avançar atrás de Lysandro Leandro.

Pior para o pernambucano César Aguiar e o peruano Joaquin Del Castillo, eliminados da prova.

Confira vídeo e galeria de fotos em nossas próximas reportagens.




COASTAL EDGE - JEAN DA SILVA VENCE EM FINAL VERDE E AMARELA.


Por Kevin Assunção - link fonte:
http://hardcore.uol.com.br/18412-jean_da_silva_vence_o_coastal_edge


Contra os aéreos de Filipinho, Jean da Silva manobrou forte para conquistar a etapa 6 estrelas. Foto: Todd Owney.


Jean da Silva sagrou-se campeão do Coastal Edge ECSC, em Virginia, EUA, após final verde amarela contra Filipe Toledo, neste domingo (26).

Com a conquista, o catarinense soma 3500 pontos, sobe para a 22ª colocação no ranking unificado e entra na briga por uma vaga na elite mundial em 2013. Já Filipinho acrescenta 2400 pontos e fica em 17º.


Filipe Toledo encontrou nas ondas pequenas rampas ótimas para afiar aéreos de frontsode. Foto: Todd Owney.

Filipinho abusou dos aéreos de frontside bem executados e liderou a decisão até o minuto final, quando Jean desferiu de boas batidas de backside e virou com 8.93. Em seguida, Filipe voou em outro aéreo reverse e recebeu 6.23 - 0.54 a menos do que precisava.

Na semifinal entre ubatubenses, Filipe Toledo aterrissou com perfeição duas vezes e recebeu 8.53 e 9.23. Hizunomê Bettero apostou em manobras fortes de backside. Ele abriu com 8.60, mas não achou o 9.17 que precisava para continuar na disputa.

Trinta minutos antes, Jean da Silva despachava Nathan Yeomans. Jean explorou ao máximo as direitas que pegou, com batidas potentes de backside, somou 15.57 e colocou o norte-americano em combinação.

A próxima etapa 6 estrelas rola em Zarautz, no País Basco, entre 28 de agosto e 2 de setembro. Acompanhe a cobertura no site da HARDCORE.

 
Com base nas atuações recentes, veremos muitas dobradinhas brasileiras daqui para frente. Foto: Todd Owney.

Final
Jean da Silva 14.76 x 14.50 Filipe Toledo

Semis
#1 Jean da Silva 15.57 x 8.20 Nathan Yeomans (USA)
#2 Filipe Toledo 17.76 x 8.20 Hizunome Bettero

Quartas
#1 Nathan Yeomans (USA) 13.74 x 13.60 Michael Dunphy (USA)
#2 Jean da Silva 13.67 x 6.67 Dege O’Connell (HAW)
#3 Hizunome Bettero 13.37 x 12.56 Sebastien Zietz (HAW)
#4 Filipe Toledo 15.40 x 12.27 Tanner Gudauskas (USA)

Billabong Pro Tahiti - O Raio Branco foi campeão.


Por Kevin Assunção - link fonte:



Com grande número de tubos excelentes, Mick Fanning é o melhor pela primeira vez em Teahupoo. Foto: ASP/Robertson.


O Billabong Pro Tahiti 2012 teve um campeão inédito após quatro anos, quando Bruno Santos faturou a etapa. Em bateria de 35 minutos contemplada por muitas bombas em Teahupoo, Mick Fanning foi o melhor contra o conterrâneo Joel Parkinson, e mantém a liderança do WCT.

Parko começou com dois tubos excelentes, que renderam 9.50 e 8.87. Mick respondeu na sequência, em duas seções tubulares que valeram 7.67, porém que não o livraram da combinação.


Joel Parkinson esbanja categoria nos tubos e fica com o vice. Foto: © ASP / Kirstin.



As estratégias dos finalistas ficaram evidente após a primeira metade da decisão. Enquanto Joel dropava o máximo de esquerdas possíveis, o bicampeão mundial era mais seletivo e valorizava a prioridade.

E deu certo. Um canudo longo a 12 minutos do fim que rendeu 9.37 a Mick esquentou a briga. A 5 minutos do final, Parko caiu numa onda grande. Então, o "Macaco Albino" dropou a seguinte, completou o barrel, recebeu 9.50 e conquistou a etapa pela primeira vez.

Polêmicas e muitos tubos

O duelo australiano na semifinal entre Fanning e Owen Wright foi épico. As bombas apareceram e notas altas foram descartadas.

Com duas esquerdas parecidas, Mick superou as foam balls, concluiu longos tubos, acumulou 18.93 e colocou o conterrâneo, que tinha duas notas na casa dos oito pontos, em combinação.

A resposta do goofy veio à altura: ficou deep num grande canudo, o melhor dos 30 minutos (9.73). Mas não teve outra oportunidade nos 90 segundos restantes.

A segunda semi também começou em alto nível. Parko saiu seco de um grande tubo (9.57) e John Florence surpreendeu ao romper a cortina de um cilíndro (9.67).

O aussie sacramentou o resultado com 7.57 recompensados por outro canudo, conectado a uma manobra forte.

Já a primeira e a terceira baterias das quartas de final foram marcadas por decisões polêmicas nos instantes finais.

Ricardo dos Santos liderava a disputa contra Mick Fanning com 9.27 e 8.17. No minuto final, o aussie dropou uma bomba e acelerou bastante para sair do tubo.

Ricardinho pegou a seguinte, atrás do pico, ficou deep no tubo e comemorou bastante.

Mick recebeu 10 unânime dos juízes, e o catarinense, 9.37 - 0.34 a menos do que precisava.

A cena se repitiu 1 hora depois, quando Joel Parkinson e Jeremy Flores dividiram o lineup. O francês vencia com 16.43 contra 12.73 do australiano.

As ondas demoraram 11 minutos para aparecer. Parko foi na primeira, um longo canudo que valeu 9.77.

Jeremy foi na de trás, que parecia igual ou melhor do que o 7.93 surfado no primeiro terço do duelo. Mas os juízes deram apenas 6.87, e a onda não entrou para a somatória.

Resultado: 16.50 de Parko contra 16.43 de Flores.

Contra John Florence, Gabriel Medina não completou nenhuma onda boa. Tentou duas que tinham potencial para high score, mas caiu quando saía do primeiro tubo e foi engolido pelo lip no segundo.

O brasileiro esperava outra esquerda excelente, enquanto John John pegava tudo o que desse para entubar, quebrou a prancha e somou 16.17.

Nenhuma onda boa apareceu na segunda metade da bateria. Medina tentou uma a 2 minutos do fim, mas o canudo não se formou.

Final
Mick Fanning (AUS) 18.87; Joel Parkinson (AUS) 18.37

Semis
#1 Mick Fanning (AUS) 18.93; Owen Wright (AUS) 18.10
#2 Joel Parkinson (AUS) 17.14; John Florence (HAW) 15.17

Quartas
#1 Mick Fanning (AUS) 19.07; Ricardo dos Santos (BR)18.64
#2 Owen Wright (AUS) 18.90; CJ Hobgood (USA) 15.60
#3 Joel Parkinson (AUS) 16.50; Jeremy Flores (FRA) 16.43
#4 John Florence (HAW) 16.17; Gabriel Medina (BR)4.17

Round 5
#1 Ricardo dos Santos 16.17; Taj Burrow (AUS) 10.27
#2 Owen Wright (AUS) 18.96; Julian Wilson (AUS) 10.70
#3 Jeremy Flores (FRA) 15.66; Kieren Perrow (AUS) 9.50
#4 John Florence (HAW) 16.66; Damien Hobgood (USA) 14.64


Confira vídeo das finais:




Billabong Pro Tahiti - Brazucas param nas quartas


Por: Redação Waves - link fonte:
http://waves.terra.com.br/surf/noticia//brazucas-param-nas-quartas/54342


Ricardo dos Santos para nas quartas-de-final em Teahupoo, Tahiti Foto: © ASP / Kirstin.


Não deu para os brasileiros na quartas-de-final do Billabong Pro Tahiti, etapa do World Tour disputada em Teahupoo.

Nesta segunda-feira, em boas ondas de até 2 metros, Ricardo dos Santos começou o dia com uma belíssima vitória contra o australiano Taj Burrow, mas caiu diante do também aussie Mick Fanning em um duelo eletrizante nas quartas-de-final.


Gabriel Medina também fica em quinto lugar. Foto: © ASP / Kirstin.

Na mesma fase, Gabriel Medina se deu mal contra o havaiano John John Florence e saiu da água precisando de uma combinação de notas.

O primeiro duelo do dia reuniu Ricardo dos Santos e Taj Burrow na quinta fase, composta pelos surfistas derrotados na fase anterior.

Ricardinho manteve a freguesia contra Taj e tirou o adversário da prova pelo segundo ano consecutivo. Com 7.67 e 8.50 nas duas melhores ondas, o brasileiro deixou o aussie em combi.

Nas quartas, o bicho pegou contra Mick Fanning. Ricardinho chegou a liderar o duelo até os últimos minutos com notas 9.27 e 8.17.

Até então, Mick tinha 9.07 na melhor onda e havia batido na trave com 8.20 quando precisava de 8.38.

Nos instantes finais, Ricardinho se deu mal ao utilizar a prioridade e viu Fanning virar com uma nota 10.

O brasileiro ainda tentou dar o troco logo em seguida e buscava 9.81, mas conseguiu 9.37 dos juízes.

A belíssima campanha de Ricardinho na prova, vencendo a triagem pelo segundo ano consecutivo e tirando da prova nomes como Jordy Smith, Kelly Slater e Taj Burrow, fez com que o surfista da Guarda do Embaú ganhasse um prêmio em memória a Andy Irons.

No último duelo das quartas, Gabriel Medina reencontrou John John Florence depois do show do brazuca na quarta fase, quando arrancou um 10 unânime dos juízes.

Porém, desta vez quem levou a melhor foi o havaiano. Logo nos primeiros minutos, Gabriel caiu quando estava prestes a completar um canudo que poderia ter mudado a história da bateria.

A partir daí, só deu John John. O havaiano, que começou bem com um 7.50, ampliou vantagem com 8.67 e ainda descartou 7.33.

Gabriel não repetiu o desempenho das outras baterias e deixou o outside quando faltavam cerca de dois minutos para o término. O brasileiro terminou a bateria precisando de uma combinação de notas no total de 16.18 pontos.



segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Smolder Surf Kids - Molecada quebra no Futuro (CE)


Por Jocildo Andrade - link fonte:
http://waves.terra.com.br/surf/noticia//molecada-quebra-no-futuro-(ce)/54329

Categoria Sub 8 apresenta belas performances na etapa. Foto: Lima Jr.

A primeira etapa do Circuito Cearense Smolder Surf Kids foi marcada por impressionantes disputas no último domingo na praia do Futuro, Fortaleza (CE).

Os Fraldinhas (Sub 8), sem dúvidas, foram os que mais causaram impacto com suas performances. Determinados e corajosos, todos chegaram dispostos a se tornarem o primeiro campeão estadual Fraldinha.


Atletas se juntam para foto dos campeões. Foto: Lima Jr.

Adriano Kaike, fruto do trabalho da escola de surf Moura Brasil, levou a melhor na grande final. Auxiliado por Wagner Menezes, o atleta provou que está bem preparado e se destacou para vencer a etapa inaugural e encabeçar a lista de candidatos ao inédito título.

Wagner Menezes veio do Rio Grande do Norte para conquistar a segunda posição. Irreverente, o moleque conquistou a simpatia e a admiração dos expectadores e passou em primeiro nas fases anteriores. Pedro Victor e Raoni Rocha foram terceiro e quarto colocados, respectivamente.

Cauã Costa, local da praia do Icaraí, surfou com segurança e venceu todos os embates entre os atletas com menos de 10 anos. Na semifinal, registrou a marca de 14.00 pontos e superou seus pelos adversários sem nenhuma dificuldade.

Na decisão não foi diferente. O atleta liderou a bateria do início ao fim e não teve a liderança ameaçada. Cauã começa o circuito com o pé direito e é um forte candidato ao título estadual.

Na categoria Kids, Matias Ramos traçou o caminho de um vencedor desde a primeira bateria. Fez uma leitura perfeita das ondas e soltou manobras no critério exigido para avançar com tranquilidade.

Sua melhor atuação foi na final. Matias pegou duas ondas que lhe renderam 7.73 e 7.33 para anotar a maior média do evento, 15.06 pontos. O atleta foi um dos destaques da prova e saiu da água direto para o lugar mais alto do pódio sob aplausos do público na praia do Futuro.

Na Iniciante, o local Magno Rodrigues usou o conhecimento do pico para vencer o baiano Walace Jr., destaque do primeiro dia da prova. Magno surfou com radicalidade e fluidez, e além de faturar o título Iniciante, fez a melhor nota do evento 8.50.

Walace não vendeu barato a derrota. O atleta tentou a virada até os minutos finais e com 7.33 e 6.20, não conseguiu reverter a situação.

Larissa dos Santos venceu a Feminino e deixou Yanca Costa em segundo. Juliana Sousa foi a terceira e a pequena potiguar Vitória Rodrigues, local de Baía Formosa, ficou em quarto.

Na Pais e Filhos, a dupla Sukita e Larissa levou a melhor em cima de Sérgio Ricardo e Raoni. Luciano e Letícia Cavalcante ficaram em terceiro e Heuler e Guilherme Frazão em quarto.

O evento que contou com mais de 100 atletas inscritos e marca a abertura de um novo capítulo na história do surf no Ceará. A próxima parada acontece entre os dias 12 e 14 de outubro na praia de Paracuru.

Resultado da primeira etapa do Circuito Smolder Surf Kids 2012

Fraldinha  

1 Adriano Kaike (CE)
2 Fabricio Rocha (RN)
3 Pedro Victor (CE)
4 Raoni Rocha (CE)

Infantil  

1 Cauã Costa (CE)
2 Léo Golfinho (CE)
3 João Victor (CE)
4 Fabricio Rocha (RN)

Iniciante  

1 Magno Rodrigues (CE)
2 Walace Jr. (BA)
3 Luiz Henrique (CE)
4 Ivan Santos (CE)

Kids  

1 Matias Ramos (CE)
2 Cauã Costa (CE)
3 Raoni Ribeiro (CE)
4 Pablo dos Santos (CE)

Feminino  

1 Larissa dos Santos (CE)
2 Yanca Costa (CE)
3 Juliana Sousa (CE)
4 Vitoria Rodrigues (RN)

Pais e Filhos  

1 Sukita e Larissa (CE)
2 Sergio e Raoni (CE)
3 Luciano e Leticia (CE)
4 Heuler e Guilherme (CE)





Billabong Pro Tahiti - Super Medina é 10.


Por Redação Waves - link fonte:
Gabriel Medina descola nota 10 em bela atuação no Billabong Pro. Foto: © ASP / Robertson.

O paulista Gabriel Medina e o catarinense Ricardo dos Santos levaram a galera ao delírio no terceiro dia do Billabong Pro Tahiti, etapa do World Tour que rola em Teahupoo.

Neste domingo, em ondas de até 2 metros, Gabriel Medina arrancou uma nota 10 unânime e garantiu vaga nas quartas-de-final.

Ricardinho roubou a cena ao despachar o 11 vezes campeão mundial Kelly Slater em uma bateria emocionante na terceira fase.

No confronto seguinte, contra C.J. Hobgood e Owen Wright, achou apenas uma onda com potencial e acabou derrotado, mas terá uma nova chance na repescagem.

Depois de perder para Slater em 2011, Ricardinho deu o troco no norte-americano e protagonizou uma virada espetacular nos canudos de Teahupoo.


Ricardo dos Santos despacha Kelly Slater e tenta vaga nas quartas. Foto: © ASP / Robertson.

Slater abriu a bateria premiado pelos juízes em 9.17. Depois de um bom tempo esperando no outside, Ricardinho reagiu com 7.83.

O bicho pegou de vez nos minutos finais. Slater ampliou vantagem com 7.27, deixando o brazuca a 8.62 da vitória.

Ricardinho tentou a virada duas vezes. Na primeira delas, ele bateu na trave e os juízes deram 8.47.

O surfista da Guarda do Embaú passou a buscar 7.98 e conseguiu a onda salvadora nos últimos segundos. Com um lindo canudo, Ricardinho arrancou 9.87 e despachou de vez o norte-americano.

Também em confronto emocionante, Miguel Pupo se deu mal contra o australiano Owen Wright. Em duelo com muitas viradas, Owen abriu o placar com 9.17, disparou na liderança ao obter 7.67 e viu Miguel reagir de forma impressionante com 8.73 e 8.70.

Porém, o australiano estragou a festa do brasileiro na última onda da bateria ao descolar 9.13 e vencer pelo placar de 18.30 a 17.50 pontos.

Ainda pela terceira fase, Gabriel Medina não teve muito trabalho para vencer a batalha verde-amarela contra Alejo Muniz.

Alejo, que havia eliminado o compatriota Jadson André na repescagem, não conseguiu completar dois canudos e obteve apenas 2.50 e 2.23, contra 8.93 e 4.67 de Medina.

Autor da melhor performance na abertura da prova, o paulista Adriano de Souza não teve o mesmo desempenho contra o australiano Kieren Perrow e se deu mal.

Kieren foi mais feliz na escolha de ondas e esbanjou categoria nos cilindros para totalizar 16.87 pontos, contra 10.67 de Adriano.

Outro brasileiro eliminado foi Heitor Alves. O cearense caiu diante do francês Jeremy Flores, autor de 6.60 e 9.00, contra 6.17 e 6.43 do brasileiro.

Na quarta fase, Ricardinho chegou a liderar sua bateria com um tubo nota 8.27, mas não conseguiu outro canudo e amargou o terceiro lugar na bateria vencida pelo norte-americano C.J. Hobgood, autor de 7.83 e 8.93. Em segundo ficou o australiano Owen Wright, que somou 6.17 e 9.43.

Owen e Ricardinho têm uma nova chance na repescagem. O brasileiro enfrenta o australiano Taj Burrow, derrotado por Ricardinho em 2011, enquanto Owen encara o compatriota Julian Wilson.

Os brasileiros voltaram a vibrar na última bateria do dia. Depois de abrir o duelo com 7.83, Gabriel Medina sumiu por dentro de um túnel e saiu na baforada para arrancar nota 10 na vitória sobre o havaiano John John Florence e o australiano Kieren Perrow.

Na bateria anterior, Jeremy Flores havia arrancado o primeiro 10 do evento e ainda somou um 7.77, mas o australiano Joel Parkinson estragou a festa do francês com 9.13 e 9.10 nas duas últimas ondas, descartando 8.90 e 8.77 em uma bateria de alto nível.

Confiram Vídeo:


sábado, 25 de agosto de 2012

Billabong Pro Tahiti - Galera aposta em swell.


Por Redação Waves - link fonte:
Ricardo dos Santos enfrenta Kelly Slater na terceira fase. Foto: © ASP / Robertson.

As ondas seguem muito pequenas em Teahupoo e a direção do Billabong Pro Tahiti aposta tudo nos dois últimos dias da janela de espera.

O prazo para encerramento vai até segunda-feira (27/8) e a expectativa é a de que a prova seja reiniciada neste domingo, com as baterias da terceira fase.

De qualquer maneira, uma chamada para avaliação das condições do mar acontece neste sábado, às 13:30 horas (horário de Brasília).



Swell grandão - Chilenos entram na remada.


Por Redação Waves - link fonte:
http://waves.terra.com.br/surf/noticia/chilenos-entram-na-remada/54316

Na terceira semana de agosto, o Chile recebeu um swell consistente que fez quebrar Pico Alto para realização da etapa do Big Wave World Tour (BWWT), vencida pelo brasileiro Carlos Burle.

No dia 13 de agosto, um dia antes do evento, os melhores big riders chilenos marcaram presença em Punta de Lobos. O point break quebrou de gala e os surfistas Ramon Navarro, Pato Mekis, Ismael Herreros, Felipe Chirino, Elvis Muñoz, Diego Medina e Cristian Merello aproveitaram para pegar altas ondas na remada.

Apertem os cintos - Alan Jhones e a astrofísica.


Por: Lima Jr. 
O potiguar Alan Jhones busca sua vaga entre a elite do surf mundial. Para isso, o integrante da equipe Pena compete várias etapas do ASP World Star Tour.

Depois de muitas viagens, Alan voltou para casa e exibiu um surf super moderno nas ondas do Nordeste.

”Gosto muito de mandar aéreos. Aprendi a surfar em Baía Formosa, uma direita que proporciona esta manobra a qualquer atleta. Isso me fez evoluir bastante nas decolagens, que é hoje um coringa meu nas competições. Sei que para entrar no WCT não posso apenas saber dar aéreos, mas isso vai me ajudar”, comenta confiante o potiguar.

Alan treina com frequência nas ondas de Fernando de Noronha (PE), o que também ajudou a aperfeiçoar suas técnicas para os canudos.

No vídeo acima, o potiguar abusa dos voos e dá uma aula quando o assunto é variação de aéreos.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Recife Reggae Festival - The Abyssinians Toca pela primeira vez no Brasil.


Por: Agenda Cultural Recife - link fonte:

O Recife Reggae Festival está de volta, em sua 5° edição, e acontece dia 31 de agosto no Clube Internacional.  Estará se apresentando no Festival a banda norte-americana Groundation que irá apresentar seu novo CD Building an ark. Além de Mato Seco e a banda jamaicana The Abyssinians, que estará pela primeira vez no Brasil.

Ingressos:
Os ingressos estão à venda nas lojas Urban Wave, Tabacaria Boa Vista e Açai do Futuro e custam:

Pista: R$30
Camarote R$40

Confiram o Vídeo:



Telas de Proteção serão instaladas nas praias do Recife.


Por: Celso Calheiros - terra.com.br - link fonte:
http://www.surfguru.com.br/noticias/noticia.asp?id=6078

Testes de tensão da tela - foto: Divulgação.

Isto foi decidido na reunião do Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit) desta terça-feira, já com nova presidência, a professora Rosângela Lessa assumiu o cargo pretendendo atuar na linha da recuperação ambiental.

O CEMIT é uma instituição que reúne integrantes dos órgãos de defesa social, pesquisa e controle do meio ambiente e buscam formas para reduzir os ataques com o maior predador dos mares.


Sergio Murilo com a mão na tela - foto: Alexandre Auler/Ag. Estado

O projeto das telas é antigo e, pelo calendário apresentado pelo advogado Sérgio Murilo Filho, não estará nas praias antes do final do ano. "A partir de setembro e até outubro, vamos começar a fabricar as telas nas colônias de pescadores. Depois, por dois meses realizaremos diferentes testes em um trecho da praia", detalhou Sérgio Murilo, integrante da organização não governamental Praia Segura.

As telas vão proteger uma linha com cerca de 200 m da Praia de Boa Viagem, entre os edifícios Espanha e Castelinho. O trecho foi conhecido no passado pela prática de surfe, mas proibido por 20 km do litoral da região metropolitana do Recife, depois de 55 ataques de tubarão, registrados oficialmente.

O objetivo das telas é evitar a aproximação dos animais. O material não irá aprisioná-los e não é suficiente para afugentá-los. As telas não são compostas de nylon, mas de poliamida multifilamentada, um tecido bastante resistente. A trama da rede deverá ser de 25 mm. De acordo com Sérgio Murilo, a tecnologia é utilizada há 20 anos nas praias em Hong Kong.

O material será instalado de forma provisória e protegerá uma área limitada. Boias menores vão começar a partir da areia e avançar 150 m de água, presas por boias maiores com sinalizadores. Depois de 150 m, a tela faz um ângulo reto, torna-se linear por mais 200 m e retorna à praia.

O convênio firmado entre a ONG Praia Segura e a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco vai custar R$ 385 mil aos cofres públicos. O projeto prevê a compra de todos os equipamentos, a construção das telas presas com as boias, os dois meses de testes com monitoramento (feitos pela Universidade Federal Rural de Pernambuco), campanha publicitária para esclarecimento da população, além de um evento esportivo náutico, como um campeonato de surfe - proibido nos 20 km de litoral do Grande Recife desde 1979.

Também ficou definido que novas placas de alerta contra ataques de tubarão serão instaladas em toda área proibida para surfe até a Copa do Mundo. Elas devem obedecer à sinalização internacional de alerta contra o risco de ataques de tubarão e substituirão as já existentes. De acordo com o coronel Daniel Ferreira, comandante do Corpo de Bombeiros, problemas ambientais e de depredação fizeram com que apenas 88 das 152 placas de alerta instaladas continuassem em pé.

Reportagem do portal Terra

Piscina de ondas - Kelly Slater Wave Company


Por: SurfTotal - link fonte:
http://www.surfguru.com.br/comunidade/video.asp?id=2259

A piscina de ondas de Kelly Slater - foto: Popular Science.

Kelly Slater através da sua empresa KS Wave Co assinou um acordo com a empresa LM Investment Management Ltd para a construção da primeira piscina de ondas contínuas do mundo numa propriedade de 1 bilhão de dólares na Gold Coast.

A piscina ficará situada em Pimpama na Gold Coast, a 20km da praia, muito perto do parque de diversões DreamWorld. A LM Investment Management Ltd será a empresa que vai construir o protótipo da empresa de Kelly Slater que afirma que a piscina terá ondas de classe mundial. O empreendimento está neste momento em negociações, licenças e contratos e só deverá estar pronto em dois ou três anos.

A propriedade de Maddison custou 1 bilhão de dólares, contém 188 hectares e está a 30 minutos das praias principais de Coolangatta. Segundo Slater, a onda da piscina poderá ser surfada enquanto o surfista conseguir estar de pé.

Ainda na propriedade de Maddison haverão casas à venda, para quem quiser usufruir da piscina diariamente.

Mais informações sobre os preços das casas e do surf em breve.

As opiniões sobre esta construção divergem, Mick Fanning e Bede Durbidge, surfistas locais e do World Tour afirmam que será uma excelente alternativa e que pelo menos há sempre garantia de swell para treinar. No entanto, alguns comentários à notícia afirmam que a piscina só vai atrair mais pessoas para as ondas reais.


Another Day in the Sun - Trio lança curta


Por Vinicius Mezadri - link fonte:
http://waves.terra.com.br/surf/noticia/trio-lanca-curta-/54267


Sempre gostei de filmar e decidi produzir meu próprio filme, o Another Day in the Sun.

Durante 12 meses, segui obsessivamente três garotos do Norte de Santa Catarina para registrar seus treinos e buscas diárias pelas melhores ondas do estado.

Jonatan Busetti, Carlos Castilho e Gustavo Machado protagonizam boas sessões de surf em vários picos da região.

Para completar, a produção conta com participação de Ricardo dos Santos, Alejo e Santiago Muniz, entre outros.

Peru em luto - Morre Makki Block.


Por:MeX - link fonte:
Um dos surfistas mais famosos do Peru, Makki Block, filho do legendário ícone do surfe peruano, Piti Block, faleceu durante uma sessão de surfe na manhã dessa quinta-feira de ondas gigantes em Peñasca, com séries de 4 metros de altura na praia em frente da sua casa.


 Makki Block - Foto: Divulgação.

"Block, professor de muitos surfistas, se afogou depois de sofrer uma pancada na cabeça com sua prancha e ser passado para a água sem que ninguém perceba a situação"

A ex-campeã mundial de surf, Sofia Mulanovich, disse que o acidente chocou a comunidade do surf no Peru, e que sua morte "deixa um vazio entre os atletas que o viam como um
estre."

'Makki' Bloco 39, chegou à final do Mundial Júnior, que foi realizada no Japão em 1992, onde competiu com 20 anos.

CONFIRAM O VÍDEO DE SEUS MELHORES MOMENTOS:




quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Billabong Pro Tahiti - Cadê o Swell?


Por Redação Waves - link fonte:
Tops da elite mundial e comissão técnica aguardam swell para reinício do Billabong Pro. Foto: © ASP / Robertson.

As ondas seguem pequenas em Teahupoo, Tahiti, palco do Billabong Pro 2012, quinta etapa do World Tour.

Segundo Rich Porta, head-judge da ASP, domingo e segunda-feira parecem ser os melhores dias da janela de espera.

De qualquer maneira, uma nova chamada acontece nesta quinta-feira, às 13:30 horas (horário de Brasília), para avaliação das condições do mar.

O prazo para realização da etapa vai até segunda-feira (27/8), justamente quando a competição deve ser finalizada.

BACKSIDE DE PESO - Willian mostra o que sabe.


Por: Redação HC - link fonte:
http://hardcore.uol.com.br/18407-backside_de_peso
Em intermináveis esquerdas peruanas, Willian Cardoso dá uma verdadeira aula de powersurf de backside.

Kuston Air Strike - John John pega as boas.


Por: Redação Waves - link fonte:
http://waves.terra.com.br/surf/noticia/john-john-pega-as-boas/54241


Foi divulgado o terceiro dos quatro episódio do Kustom Air Strike 2012.  No vídeo, John John Florence e Chippa Wilson dão um show à parte e deixam Matt Meola, Albee Layer e Ryan Callinan  como coadjuvantes na produção.

Desta vez, a barca se deparou com um big swell nas bancadas da Indonésia. Apesar dos surfistas parecerem não ter medo do coral raso na hora das decolagens, quando o assunto é tubo, John John parece estar um passo à frente de seus oponentes.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Surf Trip Indonésia - Kaká de malas prontas.


Por: Kaka Campos - link fonte:
http://www.surfguru.com.br/noticias/noticia.asp?id=6064


Quiver Marroquim pronto para mais uma surftrip - foto: Arquivo pessoal.


O Surfista pernambucano Kaká Campos está de malas prontas para mais uma temporada em busca de ondas perfeitas pela Indonésia.

Desert, The best - foto: Pepe Romo.

Patrocinado pela empresa Rota do Mar ele segue para sua décima viagem às ilhas.

“A empolgação continua a mesma da primeira viagem que fiz para lá, é uma aventura e tanto surfar ondas de sonho em lugares selvagens, pretendo fica um tempo por lá produzindo imagens”.


Surfando em Padang num dia perfeito - foto: Everton Luiz.


Com um quiver de seis pranchas feitas por Ricardo Marroquim Surfboards ele se sente preparado para pegar diferentes ondas dentre as quais destaca: Gradjagan na ilha de Java, Padang e Uluwatu na ilha de Bali e Desert na ilha de Lombok.

Uluwatu bombando - foto: Arquivo pessoal.


"Em breve mandarei as reportagens e os diários de bordo para o Surfguru publicar", fala Kaka antes de embarcar para mais uma temporada indonésiana.




Lacanau Pro - Filipinho é campeão.


Por: Redação Waves - link fonte:
http://waves.terra.com.br/surf/noticia//filipinho-e-campeao/54228


Brasileiro comemora vitória em Lacanau, França. Foto: © Aquashot / Aspeurope.com.

O paulista Filipe Toledo deu mais um importante passo em direção à elite do surf mundial. Neste domingo, em ondas de meio a 1 metro e formação prejudicada pelo vento lateral, ele conquistou o título do Sooruz Lacanau Pro, etapa de nível 5 estrelas do ASP Men's Star disputada em Lacanau, França.

Na final, ele derrotou o australiano Jack Freestone por 17.53 a 13.50 pontos. Pela vitória, Filipinho embolsa US$ 20 mil e soma 2000 pontos no ranking da divisão de acesso do circuito mundial.


Filipe Toledo decola para vencer Sooruz Lacanau Pro. Foto: © Aquashot / Aspeurope.com.

Para manter a soberania verde-amarela na etapa (vencida por Gabriel Medina em 2011), o garoto de Ubatuba despachou dois australianos neste domingo.

A primeira vítima foi Dion Atkinson, derrotado na semifinal pelo elástico placar de 16.66 a 11.50 pontos. Inspirado, Filipinho somou 8.83 e 7.83, descartando uma nota 7.00. Já Atkinson obteve 6.00 e 5.50, o que lhe fez ficar precisando de uma combinação de duas notas no total de 16.67.

Na final, foi a vez de Filipinho levar a melhor sobre Jack Freestone, campeão mundial Sub-21 em janeiro de 2011. Freestone vinha embalado por uma vitória expressiva contra o irlandês Glenn Hall, derrotado por 17.03 a 12.00 pontos.

O aussie chegou a arrancar uma nota 8.50 na final, mas estava em combinação e passou a buscar 6.67. Para a sua tristeza, Filipinho mandou 9.53 poucos minutos depois e complicou de vez a vida do adversário.

Resultado do Sooruz Lacanau Pro 2012

1 Filipe Toledo (Bra)
2 Jack Freestone (Aus)
3 Glenn Hall (Irl)
3 Dion Atkinson (Aus)
5 Jay Thompson (Aus)
5 Tanner Gudauskas (EUA)
5 Lincoln Taylor (Aus)
5 Mitch Crews (Aus)


sábado, 18 de agosto de 2012

BILLABONG PRO TAHITI - Miguel é o nome do Dia.


Por: Kevin Assunção: - link fonte:
http://hardcore.uol.com.br/18401-billabong_pro_tahiti_dia_2


Pupo despachou Yadin Nicol no R2 e agora enfrenta Owen Wright. Foto: ASP/Robertson

Os duelos do Round 3 foram definidos nesta sexta-feira (17), no segundo dia de Billabong Pro Tahiti. Miguel Pupo e Alejo Muniz venceram suas baterias e completam o pelotão brasileiro na próxima fase, já formado por Adriano de Souza, Gabriel Medina, Heitor Alves e Ricardo dos Santos.

Com muitas séries durante o duelo, Miguel explorou ao máximo os tubos e despachou Yadin Nicol, na melhor performance do dia. Pupo acelerou num canudo e saiu seco, recompensado com 9.50. Depois fez o mesmo com a maior onda dos 30 minutos, para fechar a conta com 9.47. O aussie, que tinha duas notas na casa dos 8 pontos, se despede da competição.

Trinta minutos antes, Alejo Muniz e Jadson André fizeram o único confronto brasileiro do R2. As séries não vieram tão potentes, mas Alejo assegurou a classificação nas duas primeiras esquerdas, que renderam 12 pontos. O próximo desafio do catarinense será contra Gabriel Medina.

A apresentação de Jeremy Flores também merece destaque.  O francês, que somou 20 pontos em bateria no Tahiti Pro 2011, ficou deep em dois barrels longos de backside e cravou 17.50. Dusty Payne recebeu 8.60 ao sair limpo de um tubo, mas não encontrou outra onda boa e foi eliminado.

A chamada para o terceiro dia de Billabong Pro Tahiti está marcada para este sábado (18), às 12h30 no horário de Brasília. Acompanhe ao vivo
 aqui.

Confira os resultados desta sexta e os duelos do Round 3:

Round 2
#3 Julian Wilson (AUS) 11.50 x 6.93 Willian Cardoso
#4 Jeremy Flores (FRA) 17.50 x 8.73 Dusty Payne (HAW)
#5 Michel Bourez (PYF) 12.33 x 3.40 Patrick Gudauskas (USA)
#6 Alejo Muniz 12.00 x 8.97 Jadson Andre
#7 Kieren Perrow (AUS) 16.60 x 10.00 Tiago Pires (PRT)
#8 Miguel Pupo 18.97 x 16.97 Yadin Nicol (AUS)
#9 Damien Hobgood (USA) 14.60 x 10.34 Matt Wilkinson (AUS)
#10 Brett Simpson (USA) 10.27 x 3.43 Adam Melling (AUS)
#11 Fredrick Patacchia (HAW) 15.50 x 9.67 Bede Durbidge (AUS)
#12 Kai Otton (AUS) 13.73 x 5.67 Travis Logie (ZAF)

Round 3
#1 Mick Fanning (AUS) x Fredrick Patacchia (HAW)
#2 Julian Wilson (AUS) x Adrian Buchan (AUS)
#3 Taj Burrow (AUS) x Kai Ottonn (AUS)
#4 Owen Wright (AUS) x Miguel Pupo
#5 C.J. Hobgood (USA) x Michel Bourez (PYF)
#6 Kelly Slater (USA) x Ricardo dos Santos
#7 Joel Parkinson (AUS) x Taylor Knox (USA)
#8 Jeremy Flores (FRA) x Heitor Alves
#9 Josh Kerr (AUS) x Damien Hobgood (USA)
#10 John John Florence (HAW) x Brett Simpson (USA)
#11 Gabriel Medina x Alejo Muniz
#12 Adriano de Souza x Kieren Perrow (AUS)

Confiram Vídeo do segundo dia:


sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Billabong Pro Tahiti - Mineirinho o melhor.


Por: Kevin Assunção - link fonte:

http://hardcore.uol.com.br/18397-billabong_pro_tahiti_dia_1



Adriano de Souza registra maiores pontuações na abertura do Billabong Pro Tahiti. Foto: © ASP / Robertson.

Tubos excelentes em baterias inconsistentes marcaram o início do Billabong Pro Tahiti, quinta etapa do WCT, em Teahupoo. Com o melhor desempenho desta quinta-feira (16), Adriano de Souza avançou direto para o Round 3, ao lado de Gabriel Medina e Heitor Alves.

No segundo duelo do Round 2 (e último do dia), Ricardo dos Santos eliminou Jordy Smith e permanece na competição. Alejo Muniz, Jadson André, Miguel Pupo e Willian Cardoso encaram a repescagem nesta sexta.

Adriano integrou o quarto trio que caiu na água, e escolheu as maiores esquerdas da bateria contra Bede Durbidge e Willian. Na primeira, despencou no drop e saiu seco do tubo (9.80). A dois minutos do fim, ficou deep em outro cilíndro e cravou a maior somatória da competição, 19.43.

A segunda melhor performance da quinta-feira ficou por conta de John Florence, que mandou Pupo e Patrick Gudauskas para o R2. O paulista saiu na frente, mas John John agradou os juízes com quatro manobras de backside (8.17) e um longo barrel (9.17). Agora Miguel terá que vencer Yadin Nicol para continuar na briga pelo caneco.

Bastante ativo, Gabriel não teve dificuldade em passar pelo local Michel Bourez e o aussie Adam Melling. Medina abriu com 6.50, depois de entubar e concluir com cutback, e encerrou a conta na maior onda dos 30 minutos, em que ficou de pé no canudo e recebeu 8.93.

Antes de Medina, Heitor Alves foi o melhor contra Matt Wilkinson e Julian Wilson. Wilko assumiu a liderança 9 minutos do fim, mas o cearense deu o troco logo em seguida, e passou para a terceira fase com 9.50 contra 9.46 do australiano. Julian não dropou nada que valesse mais que 1.57, e vai enfrentar Willian Cardoso na repescagem.

Alejo também não se encontrou na bateria, que teve Owen Wright como vencedor, e dividirá a água com Jadson André na segunda fase. O potiguar não conseguiu sair de um longo tubo que poderia render a virada sobre Josh Kerr, que entubou para a direita e somou 16.23 em 5 minutos.

Adrian Buchan, CJ Hobgood, Joel Parkinson, Taj Burrow, Taylor Knox e Kelly Slater, tetracampeão em Teahupoo, também venceram e seguem para o Round 3.

A próxima chamada está marcada para esta sexta-feira (17), às 14h15 no horário de Brasília. Willian Cardoso e Julian Wilson são os primeiros a cair na água. Acompanhe ao vivo aqui.



Confira os resultados desta quinta e as próximas baterias do Billabong Pro Tahiti:

Round 1
#1 John Florence (HAW) 17.34, Miguel Pupo 13.50, Patrick Gudauskas (USA) 10.50
#2 Taj Burrow (AUS) 11.77, Damien Hobgood (USA) 11.23, Dusty Payne (HAW) 7.00
#3 Taylor Knox (USA) 11.83, Mick Fanning (AUS) 8.87, Brett Simpson (USA) 5.50
#4 Adriano de Souza 19.43, Willian Cardoso 10.60, Bede Durbidge (AUS) 9.13
#5 Joel Parkinson (AUS) 15.50, Ricardo dos Santos 11.33, Kai Otton (AUS) 2.83
#6 Kelly Slater (USA) 16.00, Alain Riou (PYF) 8.30, Travis Logie (ZAF) 8.10
#7 Josh Kerr (AUS) 16.23, Jadson Andre 13.67, Tiago Pires (PRT) 3.93
#8 Adrian Buchan (AUS) 13.83, Kieren Perrow (AUS) 7.60, Jordy Smith (ZAF) 4.40
#9 Owen Wright (AUS) 13.96, Yadin Nicol (AUS) 10.53, Alejo Muniz 6.90
#10 Heitor Alves 9.50, Matt Wilkinson (AUS) 9.46, Julian Wilson (AUS) 2.57
#11 Gabriel Medina 15.43, Michel Bourez (PYF) 10.77, Adam Melling (AUS) 3.27
#12 C.J. Hobgood (USA) 16.93, Jeremy Flores (FRA) 13.77, Fredrick Patacchia (HAW) 11.70

Round 2
#1 Mick Fanning (AUS) 17.60 x 16.63 Alain Riou (PYF)
#2 Ricardo dos Santos 15.37 x 9.67 Jordy Smith (ZAF)
#3 Julian Wilson (AUS) x Willian Cardoso
#4: Jeremy Flores (FRA) x Dusty Payne (HAW)
#5 Michel Bourez (PYF) x Patrick Gudauskas (USA)
#6 Alejo Muniz x Jadson André
#7 Tiago Pires (PRT) x Kieren Perrow (AUS)
#8 Miguel Pupo x Yadin Nicol (AUS)
#9 Damien Hobgood (USA) x Matt Wilkinson (AUS)
#10 Brett Simpson (USA) x Adam Melling (AUS)
#11 Bede Durbidge (AUS) x Fredrick Patacchia (HAW)
#12 Kai Otton (AUS) x Travis Logie (ZAF)


Confiram Vídeo do Primeiro Dia:








quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Billabong Pico Alto - Confiram Vídeo com Burle botando pra baixo.



Por Redação Waves 


O pernambucano Carlos Burle dominou o Billabong Pico Alto 2012, etapa do Big Wave World Tour (BWWT) disputada na última terça-feira, em Pico Alto, Peru.

Na final, em ondas acima de 6 metros, Burle derrotou o australiano Jeff Rowley, o peruano José Gomez, o chileno Ramon Navarro e os norte-americanos Greg Long e Ken "Skindog" Collins.

Confiram o Vídeo:

Push Race Recife 2ª etapa - Domingão é dia de corrida na rua da Aurora.


Por: Arytânia Correia | link fonte:
http://www.leiaja.com/esportes/2012/domingo-e-dia-da-2a-etapa-do-push-race-recife

Cartaz do Evento - foto: reprodução.

Depois do sucesso da primeira etapa do Push Race Recife, os amantes da corrida sob rodinhas já podem se preparar. No próximo domingo (19), a capital pernambucana receberá a segunda etapa do evento, que terá largada na Rua da Aurora, à partir das 8h.


Largada da primeira etapa do Push Race Recife - foto: Divulgação.

Na etapa de domingo, o percurso será de aproximadamente 4km, com largada e chegada na Rua da Aurora, em frente à pista de skate. Serão três categorias em disputa: Masculino Open, Master (acima de 35 anos) e Feminino Open. A novidade para essa segunda etapa será a categoria Mirim (até 15 anos), mas é preciso uma autorização dos pais. Para participar, o uso do capacete é obrigatório.

Para o organizador da competição no Estado, Bruno Gallindo, o evento tem tudo para se consolidar. “Aqui em Pernambuco tem muita gente que pratica e gosta do skate. A procura por eventos do tipo tem sido muito grande. A prática com skate tem crescido muito e já é o segundo esporte mais praticado no mundo, perdendo apenas para o futebol”, ressalta.

Serviço:

2ª etapa Push Race Recife

Data:19/08/2012
Local: Largada na Rua da Aurora- Centro do Recife (em frente à pista de Skate)
Horário: 8h às 10h.
Inscrições: R$15 + 1 kg de alimento - feitas antecipadamente nas Lojas Fish do Shopping Guararapes. Ou na hora do evento - R$20 + 1kg de alimento. Na categoria Mirim o valor é R$10.

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

IAN WALSH EXPERIENCE: EPISÓDIO 1


Por: Redação HC - linki fonte:
http://hardcore.uol.com.br/18388-ian_walsh_experience_episodio_1

Duas sessões em Jaws gigante e muito mais, na estreia da série que mostra a rotina do havaiano de Maui.




Oakley Sub 14 - Chumbinho põe pressão.


Por: Pedro Monteiro - link fonte:


A segunda etapa do Circuito Oakley apresenta WQSurf Estadual Sub 14 2012 terminou no último domingo, na praia de Figueira, Arraial do Cabo (RJ).

Clique aqui para ver a reportagem completa

No dia dos Pais, os filhos deram um presente para toda a família, especialmente aqueles que subiram ao pódio. Foi o caso de Ricardo Templar, 41, pai de Diego e Daniel Templar, campeões da Pré-Petit (Sub 8) e na Petit (Sub 10), respectivamente.

Confira no vídeo acima, os melhores momentos do segundo dia de competição.


Billabong Pico Alto - Pernambucano Carlos Burle no Topo.


Por: Redação Waves - link fonte:
http://waves.terra.com.br/surf/noticia//burle-no-topo/54159#message

Carlos Burle é campeão do Billabong Pico Alto no Peru. Foto: Gonzalo Barandarián / Billabong.

O pernambucano Carlos Burle dominou o Billabong Pico Alto 2012, etapa do Big Wave World Tour (BWWT) disputada nesta terça-feira, em Pico Alto, Peru.
 

Carlos Burle, Billabong Pico Alto 2012, Peru. Foto: Gonzalo Barandiaran / Billabong.com.


Na final, em ondas acima de 6 metros, Burle derrotou o australiano Jeff Rowley, o peruano José Gomez, o chileno Ramon Navarro e os norte-americanos Greg Long e Ken "Skindog" Collins.

Também representaram o Brasil o baiano Danilo Couto e os atletas Felipe Cesarano e Marcos Monteiro, ambos do Rio de Janeiro.
 
Ken Collins , Billabong Pico Alto 2012, Peru. Foto: Gonzalo Barandiaran / Billabong.com.

Os três foram barrados na primeira fase, bem como o franco-brasileiro Eric Rebiere.

Vencedor da prova em 2011 e atual campeão mundial de ondas grandes, o californiano Peter Mel também caiu na estreia.


Jeff Rowley , Billabong Pico Alto 2012, Peru. Foto: Gonzalo Barandiaran / Billabong.com.

Uma das sensações da prova foi o australiano Jeff Rowley. Em sua primeira participação na elite do big surf, ele registrou 29 pontos em 30 possíveis na estreia (a melhor nota é dobrada).

Depois de vencer seus adversários também na semi, Jeff não repetiu o mesmo desempenho na decisão e acabou em sexto lugar.

Resultado do Billabong Pico Alto 2012

1 Carlos Burle (Bra)
2 Greg Long (EUA)
3 Ken "Skindog" Collins (EUA)
4 José Gomez (Per)
5 Ramon Navarro (Chi)
6 Jeff Rowley (Aus)
7 Gabriel Villarán (Per)
7 Ben Wilkinson (Aus)
9 Jamie Sterling (Haw)
9 Will Skudin (EUA)
11 Kodiak Semch (Per)
11 Joao de Macedo (Por)
13 Sebastian de Romaña (Per)
13 Marcos Monteiro (Bra)
13 Rafael Otero (Per)
13 Kohl Christensen (Haw)
16 Nic Lamb (EUA)
16 Danilo Couto (Bra)
16 Rafael Velarde (Per)
16 Frank Salomon (Afr)
20 Peter Mel (EUA)
20 Felipe Cesarano (Bra)
20 Tamil Martino (Per)
20 Eric Rebiere (Fra)

Galeria de campeões do Billabong Pico Alto

2003 José Gomez (Per)
2004 Magoo De La Rosa Toro (Per)
2005 Não realizado por falta de ondas acima de 6 metros
2006 José Gomez (Per)
2007 Não realizado por falta de ondas acima de 6 metros
2008 Não realizado por falta de ondas acima de 6 metros
2009 Greg Long (EUA)
2010 Jamie Sterling (Haw)
2011 Peter Mel (EUA)
2012 Carlos Burle (Bra)