segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Cyclone Bali Pernambucano de Surf 2012 - Ultima etapa define os Campeões.


Por:  Arthur Andrade - Surfguru - link fonte:

 Cezar Aguiar na última etapa do Circuito Cyclone Bali Pernambucano de Surf 2012 em Maracaipe - foto: Rhayssa Castro.

A baía de Maracaipe foi palco da 4ª e última Etapa do Circuito Pernambucano de Surf 2012. O grande destaque foi o paraibano Elivelton Santos, que abusando de seu repertório de manobras aéreas levou a principal categoria do evento, a Profissional, e ainda fez mais 3 finais.

Elivelton deixou para trás na final Pro os seus conterrâneos Raphael Seixas (2º) e José Francisco Fininho (4º). Cezar Aguiar, que foi o campeão do circuito ficou em 3º na etapa.


Tiago Silva na última etapa do Circuito Cyclone Bali Pernambucano de Surf 2012 em Maracaipe - foto: Rhayssa Castro.

Na categoria Open, o pequeno Tiago Silva foi campeão da etapa e do circuito, o ainda mirim despachou Elivelton Santos, que ficou em 2º, e José Francisco, 3º colocado. Em 4º ficou Manoel de Assis, que não entrou na água para disputar a final por ter participado do triste fato que marcou a etapa e deixou todos na praia bastante indignados.



José Francisco (PB) na última etapa do Circuito Cyclone Bali Pernambucano de Surf 2012 em Maracaipe - foto: Rhayssa Castro.




Raphael Seixas (PB) na última etapa do Circuito Cyclone Bali Pernambucano de Surf 2012 em Maracaipe - foto: Rhayssa Castro.


O fato foi ocorrido durante a semifinal da categoria Profissional, os paraibanos Raphael Seixas e José Francisco, o Fininho, foram agredidos por alguns surfistas locais depois da bateria. Segundo Raphael, ele e Fininho estavam avançando juntos à próxima fase e eliminavam o local Tiago Silva. Para ajudar o amigo e conterrâneo, Fininho (líder da bateria) passou a marcar Tiago, que buscava apenas 3.60 para superar Raphael. Alguns dos locais de Maracaípe foram à beira da água incentivar Tiago a fugir da marcação, mas a tática não deu certo e o pequeno local foi eliminado. Ao sair da água, Raphael Seixas foi surpreendido com uma voadora e mais alguns chutes. Logo depois, Fininho foi recebido com um soco na orelha. A lamentável cena parou o campeonato por alguns instantes e a polícia foi chamada para resolver o caso.

O show de surf não foi interrompido e após bonitas palavras do próprio Tiago Silva a competição deu continuidade.



Elivelton Santos (PB) na última etapa do Circuito Cyclone Bali Pernambucano de Surf 2012 em Maracaipe - foto: Rhayssa Castro.


Na final da Junior os paraibanos mostraram que não ficam abalados facilmente. Elivelton Santos foi campeão e José Francisco foi vice, em 3º ficou Tiago Silva, que levou o título do circuito, e em 4º ficou o recifense Arthur Andrade.

O índio voador Elivelton Santos tava inspirado e também fez bonito na Mirim, deixando para trás Tiago Silva em 2º, Douglas José em 3º e Itamar Nixon em 4º. Tiaguinho foi o campeão do circuito.

Na iniciante, Douglas José confirmou o favoritismo ganhando mais uma etapa e fechando o ano invicto. O olindense Thiago Pereira ficou em 2º, Anunzinho Chalaça em 3º e Cauã Nunes em 4º.

Na categoria dos pequenos, a Petit, o local do Borete João Victor Bola levou o título da etapa deixando para trás o paraibano Ilan Maia em 2º, Matia Adorno em 3º e André Calheiros em 4º. O campeão do circuito foi Fabricio Rocha (RN).


Saulo Carvalho (PB) na última etapa do Circuito Cyclone Bali Pernambucano de Surf 2012 em Maracaipe- foto: Rhayssa Castro.

O campeão brasileiro master Saulo Carvalho fez bonito conquistando os títulos da etapa e do circuito nas categorias Senior e Master. Na Senior ele deixou para trás Julio Pereira em 2º, Washington Martins em 3º e Manoel de Assis em 4º. Na Master, Saulo despachou Fábio Quencas (vice), Fernando Pereira (3º) e Carlos Pito (4º).

Na categoria dos pranchões Romualdo Nascimento levou mais uma confirmando o título pernambucano de Longboard 2012. Em 2º ficou Fabricio Silva, em 3º Luiz Duarte e em 4º Ray Farias, que com essa final recebeu seu 91º troféu na categoria.

Entre as mulheres deu Paraíba na etapa e no circuito. Edjane Oliveira ganhou a etapa deixando Paula Mourão em 2ª, Ramaiana Silveira em 3ª e Carol Sousa (PB) em 4ª. Yohanna Borges foi a campeã do Circuito.

Campeões do Circuito de 2012

Profissional: Cezar Aguiar
Open: Tiago Silva
Junior: Tiago Silva
Mirim: Tiago Silva
Iniciante: Douglas José
Petit: Fabricio Rocha (RN)
Senior: Saulo Carvalho (PB)
Master: Saulo Carvalho (PB)
Longboard: Romualdo Nascimento
Feminino: Yohanna Borges (PB)

Resultados das finais da 4ª etapa do Circuito Pernambucano de Surf Pro-Am 2012

Profissional
1º Elivelton Santos (PB) 15,54
2º Rafael Seixas (PB) 14,37
3º Cesar Aguiar (PE) 11,94
4º José Francisco (PB) 10,84

Open
1º Tiago Silva (PE) 15,34
2º Elivelton Santos (PB) 14,67
3º José Francisco (PB) 12,07
4º Manoel de Assis (PE) 0,00

Junior
1º Elivelton Santos (PB) 15,76
2º José Francisco (PB) 13,30
3º Tiago Silva (PE) 6,17
4º Arthur Andrade (PE) 6,10

Mirim
1º Elivelton Santos (PB) 12,67
2º Tiago Silva (PE) 12,50
3º Douglas José (PE) 9,30
4º Itamar Nixon (PE) 5,97

Iniciante
1º Douglas José (PE) 7,73
2º Thiago Pereira (PE) 5,40
3º Anunzinho Chalaça (PE) 5,20
4º Cauã Nunes (PE) 3,33

Petit
1º João Victor Bola (PE) 8,70
2º Ilan Maia (PB) 7,30
3º Matia Adorno (PE) 3,40
4º André Calheiros (PE) 1,13

Longboard
1º Romualdo Nascimento (PE) 12,00
2º Fabricio Silva (PE) 8,90
3º Luiz Duarte (PE) 3,40
4º Ray Farias (PE) 3,23

Master
1º Saulo Carvalho (PB) 12,50
2º Fábio Quencas (PE) 9,60
3º Fernando Pereira (PE) 8,80
4º Carlos Pito (PE) 8,07

Senior
1º Saulo Carvalho (PB) 12,44
2º Julio Pereira (PE) 11,50
3º Washington Martins (PE) 9,33
4º Manoel de Assis (PE) 0,00

Feminino
1ª Edjane Oliveira (PB) 10,90
2ª Paula Mourão (PE) 9,40
3ª Ramaiana Silveira (PE) 8,64
4ª Carol Sousa (PB) 7,06

Maresia Paulista de Surf Pro 2012 - Ricardo Ferreira é bicampeão.


Por: Roberto Pierantoni - MTb.: 18.194 - RPXcom.

Festa para Ricardo Ferreira  - foto:Munir El Hage



Surfista da Praia Grande vence terceira e decisiva etapa da competição organizada pela Federação Paulista de Surf (FPS) e levanta a taça.

Guarujá (SP) - Não poderia ser mais perfeito este domingo de sol no Guarujá (SP) para Ricardo Ferreira. O surfista da Praia Grande (SP) venceu a terceira e decisiva etapa do Maresia Paulista de Surf Pro 2012, que foi realizado na badalada praia das Pitangueiras e, com o resultado, conquistou o título do circuito e também de bicampeão estadual profissional de São Paulo na temporada - ele foi campeão em 2009. "Mantive o foco durante todo o evento, trabalhei forte fase por fase e este esforço valeu a pena. Ganhei e fui campeão novamente", ressaltou o dono também do título de 2009.


Ricardo Ferreira  - foto:Munir El Hage.

Ricardo Ferreira fez barba, cabelo e bigode nas ondas que mais costuma treinar. Ou seja, ganhou R$ 8 mil pela vitória, uma passagem para o Hawaii fornecida Nias Tour por ter vencido o circuito e uma moto 0Km, dada pela rede de lojas de boardwear Tent Beach por levantar o título estadual pela segunda vez na carreira. Na bateria final, ele superou o ainda atleta Mirim de 16 anos Victor Bernardo (2º), do Guarujá; o seu conterrâneo da Praia Grande Flávio Nakagima (3º) e o baiano de Itacaré Alandreson Martins (4º). "Foi um final de semana fantástico. Altas ondas, sol, público na praia.", disse o campeão paulista profissional de 2011.

O vice-campeonato paulista ficou com o ubatubense Renato Galvão, que poderia ser tricampeão estadual se não fosse eliminado nas quartas-de-final na quarta colocação e se Ricardo Ferreira e Flávio Nakagima não chegassem à final. Não deu sorte e não repetiu os títulos de 2002 e 2007. Nakagima disse gostaria de ter levantado a taça, sim. Mas se mostrou feliz com a terceira posição tanto na etapa quanto no ranking do circuito. "O Ricardinho, que é meu irmão de coração, mereceu a vitória. Não deu para mim dessa vez, mas estou contente com a boa temporada que estou tendo", avaliou o atleta da equipe Maresia de Surf.


Troféu do campeão  - foto:Munir El Hage

Ranking Brasileiro - Com a sétima posição na terceira etapa do Maresia Paulista de Surf Pro 2012, o cearense Messias Félix assumiu a liderança do ranking da Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp) e está na frente na briga pelo bicampeonato nacional - foi campeão em 2010. "Sair daqui do Guarujá na liderança me dá mais confiança para as duas etapa restantes, lá em Santa Catarina", afirmou o surfista de Fortaleza (CE).


Ítalo Ferreira - foto: Munir El Hage.

Overboard Expression Session - Ítalo Ferreira foi o grande vencedor da Overboard Expression Session, competição paralela ao evento principal que premia o autor da melhor manobra. "Quando vi aquela onda, senti que tinha um bom potencial de manobra. Acelerei e consegui um ‘varial grab no lip’ bem alto. Estou muito feliz com esta vitória", declarou o atleta potiguar. Dê prêmio, ele recebeu R$ 1 mil.


Pódio no Guarujá  - foto:Munir El Hage.

Ranking do Maresia Paulista de Surf Pro 2012 - Final
1º Ricardo Ferreira (Praia Grande-SP), 2.010 pontos
2º Renato Galvão (Ubatuba - SP), 1.730
3º Flavio Nakagima (Praia Grande - SP), 1.680
3º Antônio Eudes (CE), 1.680
5º Rudá Carvalho (BA), 1.560
6º Messias Félix (CE), 1.550
7º Alandreson Martins (BA), 1.460
8º Marco Fernandez (BA), 1.400
9º Ítalo Ferreira (RN), 1.360
10º Guilherme Ferreira (SC), 1.310

Ranking Paulista Pro 2012 - Final
1º Ricardo Ferreira (Praia Grande-SP), 2.010 pontos
2º Renato Galvão (Ubatuba - SP), 1.730
3º Flavio Nakagima (Praia Grande - SP), 1.680
4º Luan Carvalho (Praia Grande - SP), 1.225
5º Odirlei Coutinho (Ubatuba - SP), 1.210
6º Giancarlo Zampieri (São Sebastião - SP), 1.160
7º Gustavo Henrique (Ubatuba - SP), 1.140
8º Arthur Aguiar (Ubatuba - SP), 1.115
9º Nathan Brandi (Guarujá - SP), 1.030
10º Saulo Júnior (Ubatuba - SP), 1.010

A terceira etapa do Maresia Paulista de Surf Pro 2012 teve o patrocínio exclusivo da Maresia, com a parceria das redes de lojas Overboard e Tent Beach, da agência de viagens Nias Tour e da marca de pranchas Wave Star. A realização foi da Federação Paulista de Surf, com apoio Governo do Estado de São Paulo - junto a Secretária da Juventude, Esporte e Lazer - e Prefeitura do Guarujá e Associação de Surf do Guarujá. A divulgação oficial é da revista Fluir e do portal Waves.

resultado completo no site da fps:  www.fpsurf.com.br

Confiram vídeo das finais:

domingo, 28 de outubro de 2012

Tow-in Portugal - Canhão dispara em Nazaré

Por: Redação Waves - link fonte:

Eric Rebiere, Nazaré, Porugal. Foto: Vitor Estrelinha / Jorge Leal.

Apesar da etapa do WCT de Portugal não ter recebido boas ondas, a Praia do Norte, Nazaré, recebeu ótimas ondulações e ventos durante este mês. Grandes nomes do surf mundial como Kelly Slater, Joel Parkinson e Garrett McNamara, além do brasileiro Sylvio Mancusi e do franco-brasileiro Eric Rebiere visitaram o pico conhecido como Canhão de Nazaré.

Com formação triangular, ondas fortes e ótima constância, o local é uma boa opção quando as condições estão fracas em outras praias. Uma equipe da revista SURFPortugal esteve presente e registrou o que eles acreditam ser as maiores ondas de 2012.

Confira no vídeo abaixo, uma sessão com alguns Sylvio Mancusi e outros big rider no Canhão.



Tow-in - Temporada casca grossa em Itacoá.



Por: Redação Waves - link fonte:
http://waves.terra.com.br/surf/noticia/temporada-casca-em-itacoa/55356


No início da primavera, uma boa ondulação de Sul fez Itacoatiara explodir. Ondas de quase 3 metros foram a pedida para um treino no tow-in. Como Guido Santos filmava em outros picos, Águia e Beg Rosemberg revezaram-se na filmagem.

Na água estavam várias pessoas no tow e na remada, como Djalminha, Floriano, Angelo Bittar, entre outros, mas nas filmagens aparecem ondas do próprio Beg, além de Bruno Santos e Guilherme Herdy.

"Como estávamos sem tripé, as imagens ficam um pouco tremidas e peço desculpas por isso, mas o treino estava tão cascudo, que eu não podia ir em casa buscar o tripé e perder um momento sequer", conta o videomaker Anderson Águia.

Confiram o Vídeo:

Islas Canarias Pro - Tiago Pires vence, Willian e Jean encostam na elite


Por Redação Waves  - link fonte:
Tiago Pires vence Islas Canarias Pro de maneira incontestável. Foto: Masurel / ASP Europe.

Os catarinenses Willian Cardoso e Jean da Silva deram um importante passo rumo à elite mundial nesta sexta-feira no dia decisivo do Islas Canarias Santa Pro, etapa de nível 6 estrelas realizada em Lanzarote, Ilhas Canárias.

Derrotado pelo campeão do evento Tiago Pires na semifinal, Willian terminou em terceiro e foi um dos grandes destaques nas esquerdas de 1 metro da praia de San Juan.

O catarinense abusou das pauladas de backside e anotou os maiores placares do dia, até ser barrado pelo inspirado português na semi, autor de notas 9.90 e 9.83, recorde absoluto do campeonato.

Tiago Pires praticamente garantiu sua permanência na elite do ano que vem com uma atuação de gala no dia decisivo da última etapa do ASP Men's Star antes do início da temporada havaiana.

Tiago passou como um trator pelo atleta das Ilhas Reunião Adryen Toyon nas oitavas, depois venceu uma disputa apertada contra o francês Marc Lacomare nas quartas até atropelar o brasileiro Willian Cardoso na semifinal por 19.73 a 14.10.

A final reuniu também o norte-americano Gabe Kling, carrasco do brasileiro Heitor Alves nas oitavas. Mas Gabe não foi páreo para "Saca", que anotou 8.50 e 8.03 contra 6.80 e 7.67 do surfista da Flórida.

Pela vitória, o português soma 3.500 pontos no ranking mundial e leva pra casa o cheque de US$ 25 mil. Já Gabe, fica com 2.640 pontos e US$ 12,5 mil.

Quem também tem motivos para comemorar no Islas Canarias Pro é o catarinense Jean da Silva. Derrotado pelo norte-americano Nathaniel Curran nas quartas, ele somou 1.560 pontos e chegou na casa dos 14 mil no ranking da divisão de acesso.

Agora Jean tem 14.180 pontos no ranking do ASP Men's World Ranking, dez a mais do que Willian, com 14.170.

Segundo cálculos divulgados no mês de setembro por Al Hunt, Tour Manager da divisão de acesso do circuito mundial, devem garantir vaga no World Tour 2013 todos os atletas que alcançarem a faixa dos 14 mil pontos.

Quem também participou do dia decisivo do Islas Canarias Pro foi o paulista Filipe Toledo e o carioca Lucas Silveira.

Derrotado por Willlian Cardoso nas oitavas, Filipinho, que já está garantido na elite do ano que vem, terminou sua participação em nono lugar.

Já Lucas Silveira, aos 16 anos, anotou o melhor resultado de sua carreira no circuito mundial.

Decisão no Hawaii Agora restam duas etapas Prime para fechar a lista dos dez surfistas que o ASP World Ranking classifica para completar a elite dos top-34 do WCT. A decisão é no Hawaii.

O Reef Hawaiian Pro abre a Tríplice Coroa Havaiana nos dias 12 a 25 de novembro em Haleiwa. E o segundo desafio é a Van´s World Cup of Surfing, de 26 de novembro a 6 de dezembro em Sunset Beach, também na ilha de Oahu.

Oito brasileiros No momento, oito brasileiros estão se classificando para o ASP World Tour do ano que vem. Os paulistas Adriano de Souza, Gabriel Medina, Miguel Pupo e Filipe Toledo, já garantiram suas vagas. Os catarinenses Jean da Silva e Willian Cardoso estão bem perto de confirmar as suas pelo ranking mundial unificado da ASP.

O cearense Heitor Alves e o catarinense Alejo Muniz estão entre os 22 primeiros do WCT que são mantidos na divisão de elite do ASP Tour. Já o potiguar Jadson André e o carioca Raoni Monteiro, que fazem parte dos top-34 neste ano, não aparecem em nenhuma das duas listas classificatórias para 2013.

Resultado do Islas Canarias Pro 2012

1 Tiago Pires (Por)
2 Gabe Kling (EUA)
3 Willian Cardoso (Bra)
3 Nathaniel Curran (EUA)
5 Jean da Silva (Bra)
5 Aritz Aranburu (Esp)
5 Beyrick De Vries (Afr)
5 Marc Lacomare (Fra)
9 Heitor Alves (Bra)
9 Filipe Toledo (Bra)
9 Romain Cloitre (Fra)
9 Nat Young (EUA)
9 Jonathan Gonzalez (Esp)
9 Lucas Silveira (Bra)
9 Adrien Toyon (Fra)
9 Vincent Duvignac (Fra)

G-10 do ASP World Ranking depois de 39 etapas  (oito do WCT + seis Prime + 25 Star)

1 John John Florence (Haw) – 38.665 pontos
2 Gabriel Medina (Bra) – 38.565
3 Kelly Slater (EUA) – 35.525
4 Adriano de Souza (Bra) – 32.045
5 Mick Fanning (Aus) – 28.743
6 Julian Wilson (Aus) – 28.300
7 Joel Parkinson (Aus) – 25.820
8 Taj Burrow (Aus) – 24.7259
8 Adrian Buchan (Aus) – 23.905
10 Josh Kerr (Aus) – 23.736
11 Miguel Pupo (Bra) – 23.700
12 C. J. Hobgood (EUA) – 22.930
13 Jordy Smith (Afr) – 22.760
14 Kai Otton (Aus) – 21.345
15 Jeremy Flores (Fra) – 20.220
16 Owen Wright (Aus) – 19.700
17 Kolohe Andino (EUA) – 19.211 – 1.o do G-10
18 Glenn Hall (Irl) – 18.525 – 2.o do G-10
19 Filipe Toledo (Bra) – 16.700 – 3.o do G-10
20 Nat Young (EUA) – 15.885 – 4.o do G-10
21 Damien Hobgood (EUA) – 15.270 – 5.o do G-10
22 Tiago Pires (Por) – 15.210 – 6.o do G-10
23 Jean da Silva (Bra) – 14.180 – 7.o do G-10
24 Willian Cardoso (Bra) – 14.170 – 8.o do G-10
25 Heitor Alves (Bra) – 13.700
26 Kieren Perrow (Aus) – 13.587
27 Brett Simpson (EUA) – 13.490
28 Alejo Muniz (Bra) – 13.450
29 Patrick Gudauskas (EUA) – 13.430 – 9.o do G-10
30 Michel Bourez (Tah) – 13.350
31 Matt Wilkinson (Aus) – 12.775 – 10.o do G-10
37 Wiggolly Dantas (Bra) – 12.053 pontos
39 Raoni Monteiro (Bra) – 11.650
41 Hizunomê Bettero (Bra) – 10.715
43 Tomas Hermes (Bra) – 10.260
44 Alex Ribeiro (Bra) – 10.150
62 Jessé Mendes (Bra) – 6.816
65 Thiago Camarão (Bra) – 6.625
70 Messias Felix (Bra) – 6.507
76 Jadson André (Bra) – 5.890
80 Ricardo dos Santos (Bra) – 5.771
90 Jano Belo (Bra) – 4.850
91 Peterson Crisanto (Bra) – 4.848


quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Islas Canarias Santa Pro - 9 brasileiros avançam.


Por Redação Surfguru - link fonte:
http://www.surfguru.com.br/noticias/noticia.asp?id=6347


Luel Felipe (PE) no Islas Canarias Santa Profoto: ASP

O Islas Canarias Santa Pro correu por mais um dia hoje para avançar através de 24 baterias em ondas de 3-4 pés em San Juan, na bela ilha de Lanzarote. O último evento no calendário europeu nesta temporada, o evento nas Canárias vai coroar o Campeão Europeu, bem como desempenhar um papel vital na determinação da elite do WCT do próximo ano.

Willian Cardoso (SC) 26, atual nº 36 no ranking ASP World, dominou a tarde de hoje atacando forte, dominando sua bateria e entrando na terceira rodada com duas pontuações incríveis de 9.77 e 8.60. O catarinense deixou seus três adversários em combinação, precisando de duas notas para ultrapassar à liderança.

"Eu perdi a primeira série e abri a bateria com uma onda branca", disse Cardoso. "Fiz várias manobras de borda e consegui um 8.6 e eu pensei 'uau, se eu recebi um 8,7 nessa onda, não posso esperar para pegar uma parede limpa!' Eu peguei uma boa e tive a pontuação maciça de 9,77, isso é tão legal. Eu tenho dois 9ºs na Europa e espero chegar às quartas de final ou mais longe para que eu consiga um bom resultado aqui e chegue ao Havaí em uma posição melhor".


Heitor Alves (CE) no Islas Canarias Santa Profoto: ASP

Além de Willian, os brasileiros que avançaram para o round 3 foram: Heitor Alves (CE), Alex Ribeiro (SP), Jean da Silva (SC), Lucas Silveira (RJ), Hizunome Bettero (SP), Filipe Toledo (SP), Luel Felipe (PE) e Peterson Crisanto (PR)

Jean da Silva (SC), potencial top para o WCT 2013 com sua atual 28ª posição no Ranking Mundial, foi outro destaque de hoje, fazendo outra pontuação alta, um excelente 9,07 em seu caminho para avançar para a terceira rodada.

"Estou relaxado e apenas me divertindo", disse Jean. "Estive aqui algumas vezes antes, me sinto em casa com todos os outros caras aqui. Eu definitivamente preciso de um bom resultado, venho tentando me qualificar pelos últimos seis anos, mas me machuquei. Agora eu estou em boa forma e me sentindo bem, então eu espero que funcione!"

A surpresa mais notória de hoje foi realizada por Medi Veminardi (REU) que derrotou atual top WCT Travis Logie (AFR) em uma bateria de pontuações baixas nesta tarde, na maré seca.

A próxima chamada será às 8h amanhã de manhã em San Juan para reavaliar as condições e decidir a programação do dia. A primeira bateria do dia terá Nathan Yeomans (EUA), Marc Lacomare (FRA), Steven Pierson (PYF) e Davey Cathels (AUS).

Previsão Canárias

Transmissão Ao Vivo

RESULTADOS DO ROUND DOS 96 NO ISLAS CANARIAS SANTA PRO 2012:
Heat 1: Heitor Alves (BRA) 13.00, Guillermo Satt (CHL) 7.57, Antonio Marques (CNY) 6.00, Andre Silva (BRA) 5.83
Heat 2: Dion Atkinson (AUS) 14.83, Romain Cloitre (FRA) 12.93, Ian Gouveia (BRA) 12.77, Vicente Romero (ESP) 11.03
Heat 3: Granger Larsen (HAW) 15.73, Marlon Lipke (DEU) 11.20, Dimitri Ouvre (GLP) 8.10, Miguel Villalba (ESP) 3.84
Heat 4: Evan Thompson (USA) 13.33, Aritz Aranburu (EUK) 11.73, Sebastien Zietz (HAW) 11.30, Bruno Rodrigues (BRA) 3.30
Heat 5: Patrick Gudauskas (USA) 11.66, Leandro Usuna (ARG) 10.87, Gony Zubizarreta (ESP) 10.07, Cory Arrambide (USA) 7.50
Heat 6: Gabe Kling (USA) 15.26, Alex Ribeiro (BRA) 11.57, Jatyr Berasaluce (EUK) 9.06, Santiago Muniz (ARG) 7.67
Heat 7: Nathaniel Curran (USA) 13.43, Ramzi Boukhiam (MAR) 10.80, Ty Watson (AUS) 10.10, Carlo Zapata (PER) 5.84
Heat 8: Nat Young (USA) 12.17, Michael Dunphy (USA) 11.90, Borja Agote (EUK) 11.50, Eneko Acero (EUK) 11.43
Heat 9: Jean Da Silva (BRA) 15.00, Maxime Huscenot (FRA) 13.04, Jano Belo (BRA) 12.10, Yujiro Tsuji (JPN) 5.70
Heat 10: Billy Stairmand (NZL) 16.97, Fredrick Patacchia (HAW) 15.94, David Do Carmo (BRA) 14.84, Nobuyuki Osawa (JPN) 10.40
Heat 11: Jonathan Gonzalez (CNY) 15.33, Cristobal De Col (PER) 12.50, Joan Duru (FRA) 11.80, Paulo Moura (BRA) 7.07
Heat 12: Alain Riou (PYF) 14.00, Matt Wilkinson (AUS) 11.70, Bino Lopes (BRA) 9.00, Dillon Perillo (USA) 8.37
Heat 13: Medi Veminardi (REU) 12.34, Lucas Silveira (BRA) 10.43, Luke Davis (USA) 9.74, Travis Logie (ZAF) 9.64
Heat 14: Patrick Beven (FRA) 14.20, Jay Thompson (AUS) 13.40, Keanu Asing (HAW) 13.17, Tristan Guilbaud (FRA) 11.70
Heat 15: Hodei Collazo (EUK) 11.34, Brian Toth (PRI) 11.30, Chase Wilson (USA) 11.03, Alexandre Chacon (BRA) 5.37
Heat 16: Willian Cardoso (BRA) 18.37, Beyrick De Vries (ZAF) 15.87, Halley Batista (BRA) 11.10, Shaun Joubert (ZAF) 10.16
Heat 17: Glenn Hall (IRL) 15.70, Peterson Crisanto (BRA) 12.27, Sidney Guimaraes (BRA) 9.15, Frederico Morais (PRT) 8.27
Heat 18: Nic Von Rupp (DEU) 15.60, Luel Felipe (BRA) 14.00, Perth Standlick (AUS) 13.44, Tanner Gudauskas (USA) 13.04
Heat 19: Adrien Toyon (FRA) 13.67, Hizunome Bettero (BRA) 13.64, Thiago Camarao (BRA) 10.96, Carlos Munoz (CRI) 8.97
Heat 20: Vincent Duvignac (FRA) 15.67, Filipe Toledo (BRA) 9.10, Jose Ferreira (PRT) 8.87, Mickael Picon (FRA) 6.27

BATERIAS EM ABERTO DO ROUND DOS 96 NO ISLAS CANARIAS SANTA PRO 2012:
Heat 21: Nathan Yeomans (USA), Marc Lacomare (FRA), Steven Pierson (PYF), Davey Cathels (AUS)
Heat 22: Wiggolly Dantas (BRA), Stu Kennedy (AUS), Simao Romao (BRA), Romain Laulhe (FRA)
Heat 23: Mitchel Coleborn (AUS), Charles Martin (GLP), Manuel Selman (CHL), Norman Landa (EUK)
Heat 24: Tiago Pires (PRT), Jose Maria Cabrera (CNY), Natxo Gonzalez (EUK), Chris Friend (AUS)



Morre lenda do surf Donald Takayama (1944-2012)


Por: Maria Pessanha.


Donald Takayama - foto: Divulgação.

Donald Takayama era um incrível talento, tanto no surf como no shape e desde cedo que se destacou no panorama do surf mundial. Aos 12 anos mudou-se de Waikiki para Venice Beach na Califórnia para fazer pranchas na fábrica Velzy-Jacobs Surfboards. Ali o seu talento foi reconhecido e a sua carreira disparou. Passou ainda pelas fábricas de Bing Surfboards e também Weber Surfboards onde ajudou Harold Iggy a desenhar a popular Weber Performer.


Donald Takayama era um excelente goofy footer.

Finalmente resolveu fundar a sua própria empresa de pranchas, a Hawaiian Pro Designs e shapou longboards para alguns dos mais míticos surfistas de todos os tempos desde Miki Dora até Joel Tudor.

Paralelamente à sua carreira como shaper desenvolveu uma carreira como surfista competidor e obteve excelentes resultados no US Championships. Nunca chegou a vencer a categoria Open mas em Masters conquistou 3x o título, em 1971, 1972 e 1973.

Além de surfista e shaper, Donald Takayama foi também estrela de cinema, apareceu em mais de uma dúzia de filmes de surf, incluindo Surf Crazy (1959), Barefoot Adventure (1960) e Cavalcade of Surf (1962).

Takayama foi responsável pelas maiores inovações no design dos longboards e será lembrado como um dos ícones mais queridos do surf. Pai de família, amigo, gostava de ensinar os outros e tinha o verdadeiro espírito havaiano "aloha".

A revista Surfer nomeou-o um dos “25 surfistas que mudaram o esporte” e em 1991 o seu nome foi introduzido no International Surfing Hall of Fame.

Rest in Peace Donald Takayama

Maresia Paulista de Surf Pro 2012 - Todas as vagas preenchidas para a etapa decisiva.


Por: Roberto Pierantoni - MTb.: 18.194 - RPXcom



Messia Félix - foto: Munir El Hage



Melhor surfista de São Paulo na temporada será conhecido sábado e domingo, na praia das Pitangueiras, no Guarujá. Atletas de dez estados participam da disputa

São Paulo (SP) - Todas as 96 vagas abertas para a terceira e decisiva etapa do Maresia Paulista de Surf Pro 2012 foram preenchidas, segundo a Federação Paulista de Surf (FPS), organizadora do circuito que definirá o melhor surfista profissional de São Paulo da temporada. A disputa será realizada sábado e domingo, na praia das Pitangueiras, no Guarujá (SP). "As expectativas de lotação máxima foram atingidas antes mesmo do final das inscrições, o que mostra a força de nossa competição", afirmou Sílvio da Silva, presidente da entidade.


Marco Fernandez - foto: Munir El Hage.

Além de surfistas de São Paulo, outros nove estados estarão representados nas ondas do Guarujá: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Bahia. Vale lembrar que o Maresia Paulista de Surf Pro 2012 é válido para a formação dos rankings paulista e nacional da Associação Brasileira de Surf (Abrasp). Entre os atletas não paulistas que confirmaram presença estão Gustavo Fernandes (RJ), Alan Jhones (RN), Caetano Vargas (PR) e Marco Fernandez (BA).



Antônio Eudes - foto: Haroldo Nogueira/SHEZ


Outros destaques da etapa decisiva são os cearenses Messias Félix e Antônio Eudes. O primeiro foi o vencedor da segunda prova do ano, realizada na praia de Itamambuca, em Ubatuba (SP). O segundo lidera o ranking e segue na frente na briga pelo título do circuito. Atrás dele na classificação geral está o ubatubense Renato Galvão, que luta pelo tricampeonato estadual de São Paulo. "Sem dúvida, a disputa no Guarujá será quente, pois a nata do surfe brasileiro estará presente", avaliou Silvério.

Inscritos de Outros Estados

Rio Grande do Sul - Gustavo Bertotto
Santa Catarina - Cainã Barletta, Diego Rosa, Greg Cordeiro, Marco Polo, Matheus Navarro, Tiago Bianchini e Yuri Gonçalves
Paraná - Caetano Vargas
Rio de Janeiro - Gustavo Fernandes, Leandro Bastos e Mariano Arreyes
Bahia - Alandreson Martins, Aurélio Santana, Bruno Galini, Dennis Tihara, Franklin Serpa, Ian Costa, Mar e Fernandez
Paraíba - Samuel Igo
Pernambuco - Patrick Tamberg
Rio Grande do Norte - Alan Jhones, Italo Ferreira e Madson Costa
Ceará - Antônio Eudes, Artur Silva, Dunga Neto, Edvan Silva, Felipe Martins, Marcio Farney e Messias Félix

A terceira etapa do Maresia Paulista de Surf Pro 2012 tem o patrocínio exclusivo da Maresia, tendo como parceiros as redes de lojas Overboard e Tent Beach, a agência de viagens Nias Tour e a marca de pranchas Wave Star.

A realização é da Federação Paulista de Surf, com apoio Governo do Estado de São Paulo - junto a Secretária da Juventude, Esporte e Lazer -, Prefeitura do Guarujá e Associação de Surf do Guarujá. A divulgação oficial é da revista Fluir e do portal Waves.

Ranking do Maresia Paulista de Surf Pro 2012
1º Antônio Eudes (CE), 1.360
2º Renato Galvão (Ubatuba), 1.280
3º Ricardo Ferreira (Praia Grande), 1.010
4º Filipe Toledo (Ubatuba), 1.000
4º Messias Félix (CE), 1.000
6º Gustavo Fernandes (RJ), 970
7º Flávio Nakagima (Praia Grande), 950
7º Rudá Carvalho (BA), 950
9º Luan Carvalho (Praia Grande), 915
10º Guilherme Ferreira (SC), 910

Ranking Paulista
1º Renato Galvão (Ubatuba), 1.280
2º Ricardo Ferreira (Praia Grande), 1.010
3º Filipe Toledo (Ubatuba), 1.000
4 Flávio Nakagima (Praia Grande), 950
5º Luan Carvalho (Praia Grande), 915
6º Odirlei Coutinho (Ubatuba), 850
7º Nathan Brandi (Guarujá), 790
8º Saulo Júnior (Ubatuba), 770
9º Luciano Brulher, 760
9º Giancarlo Zampieri (São Sebastião), 760


Hot Water Beach, New Zealand - SPA E SURF AO MESMO TEMPO.


Por: Roberta Mayanah  

"Secret" na costa leste da Nova Zelândia - foto: Roberta Mayanah  

Um lugar que consideramos "Secret" na costa leste da Nova Zelândia,cerca de 175 quilômetros de Auckland de carro. Seu nome vem de fontes termais subterrâneas que filtram-se através da areia entre a alta e baixa maré. A praia é um destino popular para os moradores que costumam revigorar e manter a boa saúde. O número de visitantes locais é imenso tornando assim o lugar como uma das atrações mais populares de energia geotérmica na Nova Zelandia.


Zezito Barbosa - Nova Zelândia - foto: Roberta Mayanah  

Durante duas horas entre a maré baixa e a alta, é possível cavar a areia permitindo que a água quente escape para a superfície formando uma piscina de água quente. A água, com uma temperatura tão quente quanto (64? C) (147? F), filtra-se a partir de duas fendas subterrâneas localizadas próximas uma da outra. Estas areas naturais podem ser encontradas na praia em frente aos Points Breaks formados de rochedos.


Hot water Beach, New Zealand - foto: Roberta Mayanah  

Visitantes muitas vezes cavam buracos grandes para um relax, aproveitando a água termica depois de um bom Surf ou simplesmente depois de uma caminhada, de um bom nado, ou para curar uma ressaca, usufruindo da fonte saudável natural. Muitos visitantes trazem uma pá ou um balde com eles.



Zezito Barbosa - Nova Zelândia - foto: Roberta Mayanah  

Cuidado deve ser exercido com a localização das fontes de água quente porque não são muito longe do mar, mesmo em maré baixa, os visitantes podem ser pego de surpresa pelas ondas quebrando bem perto da área de relax.  O lugar, conhecido por suas perigosas correntes e ondas fortes, tem toda uma estrutura de seguranca com placas na praia aconselhando os nadadores não ultrpassarem a distancia de mais que 50m de cada lado das rochas (em frente à  área natural termica),  apenas nadar entre as bandeiras se os Lifeguard Beach estiverem em patrulha. Esta fantástica atração natural de Água quente corrente, ja tiraram a vida de vários visitantes e apenas nadadores experientes são aconselhados a entrar no mar para um mergulho ou um bom nado.


 Roberta Mayanah  Nova Zelândia - foto: Zezito Barbosa.

Primavera e Verão proporcionam as melhores condições. Funciona melhor com ventos offshore, vindo de oeste e a ondulação ideal é de nordeste. Os beach breaks oferecem esquerdas e direitas, melhor na maré baixa, Zezito Barbosa surfou praticamente sozinho os points e desfrutou das ondas que rolavam entre 3 a 4 pés. Dias lindos com céu azul e com condições ideais nos recepcionaram.... "Aqui tem de se ter cuidado com rochas e tubarões".


Zezito Barbosa - Nova Zelândia - foto: Roberta Mayanah .

Esta região que visitamos, impressionou bastante, tudo que uma Indonésia pode oferecer ao Surfista viajante aqui se encontra, só que sem crowd e bem mais caro porque o dollar da Nova Zelandia e apenas centavos abaixo do dollar Australiano. São centenas de lugares lindos com ótimas ondas que ainda continuam sendo um destino meio que no anonimato para os viajantes, todos pensam que aqui e muito frio e a água do mar e gelada.



Apos um Bom Surf, Spa nas aguas termicas - foto: Roberta Mayanah .

Moramos aqui no passado e sabemos que toda esta fama gelada que o Pais tem na verdade nao existe.

Um Presente dos Deuses para nos que decidimos visitar a Nova Zelandia pela segunda vez e sabíamos que aqui precisa-se de uma previsão e monitoramento das condições climáticas e dos Swells para encontrar o "Ouro". Durante toda a nossa trip, fomos abençoados por Deus e pela natureza, lindos dias, ótimas ondas, clima de verão, água do mar agradabilissima..... Aloha!!!!!!!!!!!!!!!!!!!




terça-feira, 23 de outubro de 2012

Pena Surf Nordeste 2012 - Elivelton Santos apavora em Maraca e Rafael Venuto conquista o primeiro bicampeonato iniciante da história do Circuito.


Por: Comunicando Surf.

 Elivelton Santos, arrebenta e leva duas categorias do Pena Surf Nordeste. - Foto: Ronaldo Santos

Elivelton Santos e José Francisco fazem a festa em Maraca e levam os títulos da penúltima etapa do Pena Surf Nordeste, nas categorias Junior e Open na Baía de Maracaípe, Ipojuca, Pernambuco.

Neste domingo as finais do PSN foram disputadas em séries com tamanho entre 0,5 e 1,0 metro, fechando rápido, o que dificultou um pouco o desempenho dos atletas, mas os melhores surfistas amadores do nordeste souberam usar a estratégia certa e arriscaram tudo para vencer suas baterias nas ondas pernambucanas, que há alguns anos não recepcionavam uma etapa do Tour.

“Fazia seis anos que o regional amador não passava por aqui, palco dos maiores eventos do Brasil. Estou muito feliz com o resultado da etapa que reuniu um grande número de atletas de diversos estados e várias revelações da nova geração do surf de Pernambuco se destacaram na prova. Agradeço a Federação de Pernambuco e a ANS que ajudaram a promover esta etapa em Maracaípe que conta com ondas de qualidade e é muito surf”, disse Amélio Jr. Presidente da Federação Cearense de Surf e Diretor da Top 16 Promoções.

A categoria Junior que levou para a água grandes feras do surf regional em uma final Ceará x Paraíba foi a primeira a conhecer seu campeão. Os paraibanos Elivelton Santos, José Francisco e os cearenses Michael Rodrigues e Rafael Venuto foram os astros deste embate. O índio voador começou com um 6,83, e Fininho veio logo atrás cravando 8,0 pontos em um aéreo. Na sequência Elivelton anotou um 7,33 e confirmou seu ótimo retrospecto no evento para sair da água com o título, resultado que ele repetiu também na Mirim onde deixou o potiguar Israel Junior, líder do circuito, com a segunda colocação, e os pernambucanos Ivan Silva e Tiago Silva, em terceiro e quarto, respectivamente.


José Francisco leva o caneco na Open, Pena Surf Nordeste. - Foto: Ronaldo Santos

José Francisco que estava apenas começando a mostrar para que veio a Maraca, ficou com o vice-campeonato e assumiu a liderança da tabela. Os cearenses Michael e Venuto tentaram reagir, mas não foram páreo para a dupla e terminaram com o terceiro e quarto posto, nesta ordem. Michael passou a ocupar o segundo lugar da lista.

“Em primeiro lugar quero agradecer a Deus pelo resultado neste evento, estou muito feliz com essa vitória, consegui encontrar as ondas e quase voltei de um kerr up flip, manobra que tenho treinado bastante. Dedico esta vitória aos meus pais”, falou Elivelton Santos, atleta da Baía da Traição.

Na finalíssima Open Fininho continuou dando trabalho e já coroado campeão nordestino na categoria apresentou mais uma vez seu surf forte e abusou das manobras aéreas para subir no degrau mais alto do pódio. José Francisco soube escolher as valas certas, começou o confronto computando 8,0 exatos pontos e na sequência um 7,5 deixando seus adversários em situação complicada.

Michael Rodrigues que no sábado roubou a cena com 100% de aproveitamento botou para dentro do tubo e completou a onda com uma batida para ganhar 7,13. Ele ainda mostrou mais um pouco do seu repertório e tirou um 5,5, escore que não foi suficiente para levar o título, já que precisava de 6,67, e ficou em segundo na etapa.


Gabriel Farias, Pena Surf Nordeste. - Foto: Ronaldo Santos

Gabriel Farias surfando em casa levantou a torcida da praia após decolar em um aéreo que lhe rendeu 8,83, mas o local que fez uma boa campanha não conseguiu a outra nota que precisava e terminou em terceiro. Saulo Barros que com muita determinação na semifinal se classificou na regressiva, não encontrou as ondas e sem chances contra a ofensiva dos três oponentes ficou em quarto.

“Estou muito emocionado, é uma alegria enorme ganhar a etapa e ser campeão nordestino de 2012. As disputas tanto da Junior como da Open foram demais, na última foi show!!! Mandei dois aéreos irados e consegui boas notas para garantir a vitória. Agradeço muito os meus patrocinadores, o Valdir que é um pai para mim, a Rita e a galera da Paraíba que torceram muito pela minha conquista”, disse José Francisco.

Rafael Venuto é Bicampeão Nordestino na categoria Iniciante. Pena Surf Nordeste. - Foto: Ronaldo Santos

O Iniciante Rafael Venuto está imbatível na categoria, o cearense que também esteve entre os finalistas da Junior venceu com tranquilidade mais uma etapa e sagrou-se campeão 2012 por antecipação. Venuto que agora é bicampeão nordestino liderou toda a disputa para registrar o placar 9,67 x 8,13 do pernambucano Tarcísio Willian que virou em cima do baiano Wallace Jr. (3º) na sua última onda surfada.

“Me foquei bastante para conquistar esse bicampeonato, o mar estava bem difícil e para se dar bem era preciso arriscar as manobras aéreas. Quero agradecer a Deus e aos meus patrocinadores que sempre acreditaram no meu potencial”, declarou Rafael Venuto, integrante do time Pena e único bicampeão Iniciante na história do PSN.

A destemida Larissa dos Santos fez a mala das suas rivais desde a primeira rodada. A cearense que carrega nas veias água salgada é incentivada e muito bem preparada por seu pai Flávio Sukita, também competidor, quando entra em ação apavora as adversárias com um surf que salta aos olhos de árbitros e expectadores. Larissa traçou seu caminho até o topo da Feminino desde a fase 1 quando arrancou dos juízes 7,0 e 8,67, totalizando 15,67, maior média entre as meninas. No round 2 a atual campeã brasileira também avançou em primeiro e na final registrou 8,57 para sair de Maraca com o caneco e deixar a paraibana Rayssa Fernandes em segundo, sua companheira de equipe Juliana Sousa em terceiro e Estefany Freitas em quarto. A atleta representante da escuderia Pena agora está bem próxima do bicampeonato.


Romualdo Nascimento faz a alegria local e leva a LongBoard - Pena Surf Nordeste. - Foto: Ronaldo Santos

O pernambucano Romualdo Nascimento fez a alegria da galera na areia e comemorou muito seu primeiro título no PSN. Romualdo mostrou muita técnica e estilo para bater o cearense campeão brasileiro Geraldo Lemos (2º), que continua na ponta do ranking, e seus conterrâneos Fabrício Silva (3º) e Caio Santos (4º).

Paulo Germano da Paraíba, o potiguar Emanuel de Sousa e o cearense Cardoso Jr. foram os campeões Máster, Sênior e Veteran.  Saulo Carvalho e Wladimir Lobo, mesmo com a segunda colocação em Maracaípe continuam líderes na Máster e Veteran, assim como Emanoel de Sousa na Sênior.

O Tag Team fechou a quarta e penúltima etapa do Pena Surf Nordeste e desta vez quem levou a melhor foi a equipe paraibana, que deixou o Rio Grande do Norte em segundo, o Ceará em terceiro e Pernambuco em quarto. O time cearense continua firme em primeiro com 3590 pontos e atrás estão os potiguares com 3450.

Entre os dias 16 e 18 de novembro serão conhecidos todos os campeões do Pena Surf Nordeste 2012, nas perfeitas direitas do Pontal de Baía Formosa (RN).

Resultados da quarta etapa:


Podio Junior - Foto: Ronaldo Santos

Junior

1º Elivelton Santos (PB) – 14,16

2º José Francisco (PB) – 12,90

3º Michael Rodrigues (CE) – 11,0

4º Rafael Venuto (CE) – 7,43

Open

1º José Francisco (PB) – 15,5

2º Michael Rodrigues (CE) – 12,63

3º Gabriel Farias (PE) – 10,73

4º Saulo Barros (CE) – 4,74


Podio Iniciante Fotos: Ronaldo Santos

Iniciante

1º Rafael Venuto (CE) – 9,67

2º Tarcísio Wiliam (PE) – 8,13

3º Wallace Jr.(BA) – 7,16

4º Gabriel Bruno (RN) – 5,03


Podio LongBoard - Fotos: Ronaldo Santos

Longboard

1º Romualdo Nascimento (PE) – 10,0

2º Geraldo Lemos (CE) – 8,77

3º Fabrício Silva (PE) – 5,10

4º Caio Santos (PE) – 3,36


Podio Mirim - Fotos: Ronaldo Santos

Mirim

1º Elivelton Santos (PB) – 9,33

2º Israel Jr. (RN) – 7,30

3º Ivan Silva (PE) – 5,37

4º Tiago Silva (PE) – 3,73


Podio Feminino - Fotos: Ronaldo Santos

Feminino

1º Larissa dos Santos  (CE) – 8,57

2º Rayssa Fernandes (PB) – 3,63

3º Juliana Sousa (CE) – 3,40

4º Estefany Freitas (CE) – 2,27


Podio Master - Fotos: Ronaldo Santos

Máster

1º Paulo Germano (PB) – 8,43

2º Saulo Carvalho (PB) – 7,64

3º Flávio Sukita (CE) – 7,17

4º Fernando Santos (PE) – 5,97


Podio Sênior - Fotos: Ronaldo Santos

Sênior

1º Emanoel de Sousa (RN) – 8,80

2º Júlio Pereira (PE) – 8,80

3º Washigton Matins (PE) – 6,33

4º Manoel de Assis (PE) – 3,27

Veteran

1º Cardoso Junior(CE) – 8,10

2º Wladimir Lobo(CE) – 4,50

3º Ricardo Sérgio(RN) - 4,0

4º Charlie Brown(PB) 2,4


Podio Tag TeamFotos: Ronaldo Santos

Tag Team

1º Paraíba (PB) – 46,86

2º Rio Grande do Norte (RN) – 38,79

3º Ceará (CE) – 37,53

4º Pernambuco (PE) – 30,48

Resultados e ranking completos no link:
 http://www.pena.com.br/penasurfneamador2012etapa04/

A quarta etapa do Pena Surf Nordeste contou com patrocínio oficial da marca Pena, Secretaria de Turismo de Pernambuco e Prefeitura de Ipojuca. Apoio Reggae Club, Blocos Teccel, Bar do Marcão, Pousadas Maracaípe, Maraca Beach e Coqueiro. Realização Top 16 Promoções, Federação Cearense de Surf, ANS e Federação Pernambucana de Surf. Divulgação sites Cearasurf, Waves, Vida Surf, Surfguru, Ondulação, Surfbahia, SurfPE.blogspot, Conexão surf e Manobra Radical, revistas Fluir, Parafina, Surfar e Beach Show e canal Woohoo.


sábado, 20 de outubro de 2012

Gabriel Medina, Julian Wilson e a polêmica do WCT Portugal


Por Aguinaldo Melo - link fonte:
Gabriel e Charles Medina não escondem o desapontamento com o resultado da final do Rip Curl Pro . Foto: ASP / Covered Images.

Qual é a diferença entre um 5.40 e um 5.54 em uma bateria? Os fatores para o julgamento do surf são subjetivos, afinal como mensurar estilo e fluidez de manobras.

Na manhã desta sexta-feira Gabriel Medina perdeu sua bateria e o título do WCT Portugal na última onda, uma direita que Julian Wilson conseguiu entubar fundo e em seguida se segurar em cima da prancha para arrancar alguns pontos a mais.

O 8.43 saiu somente após os dois surfistas já estarem na areia. Gabriel Medina se revoltou com o resultado “É a terceira vez que erram comigo” disse ele em entrevista para a ESPN.

Julian Wilson comemorou sua primeira vitória da carreira e após levantar a taça disse que não esperava uma nota tão alta.

A derrota de Gabriel Medina fez grande barulho na internet. Durante vários minutos o nome “Medina” estava entre os 10 assuntos mais comentados no Twitter.

Gabriel Medina não explicou os motivos do seu descontentamento. Mais do que a nota alta na última bateria, muitos questionam as notas dadas pelos juízes para as ondas de Gabriel.

Em enquete realizada no Facebook, 90% da opinião dos internautas foi que o julgamento foi injusto em relação as ondas de Gabriel.

A discussão se estendeu para um dos sites mais respeitados de surf do mundo, o surfline.com, por lá muito fãs defenderam que Gabriel foi prejudicado.

Separamos as três melhores ondas de Gabriel Medina e as duas ondas de Julian Wilson em diferentes ângulos e em câmera lenta. Reveja o vídeo, analise as ondas, e deixe o seu comentário aqui no site.

Confiram o Vídeo:


Pena Nordeste Amador - Elivelton liquida a fatura


Por: Jocildo Andrade.

Douglas José entuba na Baía de Maracaípe. Foto: Ronaldo Santos.

A quarta e penúltima etapa do Pena Surf Nordeste começou na última sexta-feira em ondas de até 1,5 metros na bela Baía de Maracaípe, Ipojuca (PE).

A nova geração do surf nordestino inaugurou o evento e aprontou nos tubos que quebraram durante os confrontos da primeira fase Iniciante, Mirim e Júnior.

Os atletas da Iniciante abriram os embates logo na primeira bateria o líder Rafael Venuto (CE), que chegou com todo o gás no evento, arrancou nota 7.00 em uma batalha de poucas ondas surfadas contra o alagoano Júlio César.

Júlio tirou dos juízes um 8.00, e os donos da casa Grego Silva (3º) e Anunzinho Chalaça (4º). Venuto levou a melhor contra Júlio, segundo, e carimbou seu passaporte para a segunda fase.


Jovem Cauã Costa chama atenção pelo surf de linha. Foto: Ronaldo Santos.

O atleta mais novo da prova Cauã Costa, 9, talento local da praia do Icaraí que carrega no seu DNA o surf chamou atenção com seu surf de linha. Cauã, mesmo não conseguindo a classificação deu trabalho para o seu chará Cauã Nunes (PE), e para Rafael Tigrão (CE), primeiro e segundo colocados, nesta ordem.

Venuto que faz parte da escuderia Pena também fez sua estreia na Mirim, mas não teve a mesma sorte e ficou com a quarta colocação no confronto vencido pelo pernambucano Júnior Chalaça, autor da maior nota do dia (9.17). Chalaça remou forte em uma esquerda da série, se encaixou com estilo no tubo seco e perfeito para aparecer na porta de saída e conseguir aplausos do público na praia, levando com ele para round seguinte seu conterrâneo Thiago Silva.

Outro anfitrião, Ivan Silva usou toda a sua afinidade com o pico para descolar 4.83 e 8.33 pontos fundamentais para sair da água vitorioso e colocar seu nome na próxima fase ao lado do potiguar Jackson Rodrigues, vice-líder do tour. Também representando o Rio Grande do Norte Israel Jr., que ocupa a ponta do ranking, garantiu lycra na fase dois junto com o paraibano Denner Carvalho.

O campeão de 2011 Elivelton Santos se adaptou muito bem na vala em frente ao palanque, o índio voador registrou a maior somatória da categoria (13.84) para vencer com muita facilidade seus adversários Wallace Jr. da Bahia (2°), o cearense Rafael Tigrão (3°) e o pernambucano Welligton Alves (4°).

No último confronto entre os atletas da Mirim deu dobradinha cearense, Ivan Santos que vem de vitória no Cearense Kids no último final de semana em Paracuru, venceu Jennifer Sousa com um placar 8.60 a 7.50. A dupla despachou Ronaldo de Sousa (CE) e Itamar Nickson (PE).

A surpresa de hoje foi a derrota precoce do cearense Saulo Barros que ocupa o topo da lista na Junior. Saulo enfrentou o alagoano Amando Tenório, Jackson Rodrigues e Jhone Fran (CE) em um combate super acirrado. Jhone surfou vontade e dentro do critério dos juízes e venceu totalizando 9.57 contra 8.13 de Tenório. O potiguar ficou em terceiro com 7.67 e Saulinho foi quarto computando 7.46.

Para fechar a sexta-feira com chave de ouro os paraibanos José Francisco e Elivelton Santos deram um show a parte em Maraca. Fininho largou na frente e teve nas suas melhores 7.33 e 6.93, mas Elivelton investiu nas suas manobras fortes de backside cravando nota 8.00, para liquidar a fatura e virar em cima do amigo ele encontrou a onda salvadora, decolou em um aéreo reverso 360º e obteve 8.30 para somar 16.23, maior somatório até o momento. Os potiguares Dayvson Santos e João Pedro não tiveram chance contra o ataque de Elivelton (1º) e José Francisco (2º) e deixaram a competição na terceira e quarta colocação, respectivamente.

“A bateria foi bastante disputada, consegui fazer várias manobras fortes de backside e no finalzinho encontrei a boa, a da virada, onde mandei um aéreo reverso 360º e consegui a vitória contra o Fininho”, diz o bicampeão Mirim 2010 e 2011.

O evento é transmitido ao vivo pelo site da  Pena.

Confiram o Vídeo:


Rip Curl Pro - Julian vira em Medina.


Por Redação Waves - link fonte:
Julian Wilson consegue virada nos instantes finais. Foto: © ASP / Kirstin.

O australiano Julian Wilson estragou a festa brasileira com uma virada polêmica na última onda, no Rip Curl Pro, etapa do WCT encerrada nesta sexta-feira, em Supertubos, Portugal.

Em ondas de 1 metro e séries maiores, Julian superou Gabriel Medina na final e embolsou US$ 75 mil pela vitória.

O aussie saiu na frente com um tubo avaliado em 7.83 pelos juízes. Ele passou por dentro do salão, mas saiu aos trancos e barrancos numa espuma turbulenta.


Gabriel Medina perde em final polêmica no Rip Curl Pro. Foto: © ASP / Kirstin.

Em seguida, Gabriel mandou um aéreo rodando, uma pancada no lip e uma bela rasgada. Obteve 7.90 e logo abriu vantagem com 6.77 em um aéreo reverse.

A situação do brasileiro melhorou ainda mais com uma longa esquerda. Ele ficou entocado no canudo e ainda acertou uma batida sem muita expressão na saída, descolando 7.47.

Quando tudo indicava que o título ia para Medina, uma direita surgiu nos segundos finais. Julian aproveitou a oportunidade e passou por dentro de um tubo espremido.

A onda abriu no inside e o australiano mandou duas manobras inexpressivas até acertar uma boa batida na junção e deixar a praia em suspense. Julian precisava de 7.55 para virar e arrancou 8.43 dos juízes.

Foi a segunda vez que eles disputaram uma final do WCT na Europa. Em 2011, na França, o título também foi decidido na última onda, mas quem levou a melhor foi o brasileiro.

"É a terceira vez que eles (juízes) erram comigo", destacou Gabriel Medina, visivelmente chateado e quase chorando no pódio. "Mas, fiquei feliz por fazer a final e quero agradecer a todos que vieram torcer por mim aqui na praia e também para os que assistiram o campeonato lá no Brasil, muito obrigado".


Adriano de Souza compete com dores no ouvido e ficar em terceiro lugar. Foto: © ASP / Kirstin.

Antes de bater Medina, o australiano impediu uma decisão verde-amarela ao eliminar Adriano de Souza, campeão da prova em 2011. Adriano chegou perto de mais uma final, mas não conseguiu passar por Julian na semi da prova.

Mineirinho teve fortes dores no ouvido e não conseguiu dormir bem na noite anterior às finais.

Com muita raça, ele passou pelo francês Jeremy Flores nas quartas, mas foi barrado por um inspirado Julian Wilson na semi e terminou em terceiro lugar.

O Rip Curl Pro foi reiniciado com a última bateria da quinta fase. O saquaremense Raoni Monteiro não conseguiu encontrar a saída dos tubos e caiu diante do francês Jeremy Flores, autor de 7.34, contra 3.34 do brasileiro.

Na abertura das quartas-de-final, Gabriel Medina arrebentou e arrancou 5.83 e 9.77 dos juízes na vitória sobre o australiano Josh Kerr, autor de 7.67 e 3.00.

Em duelo muito importante, reunindo dois candidatos ao título mundial, o líder Joel Parkinson passou por John John Florence (4o) pelo placar de 15.07 a 11.23.

Na sequência, o australiano Julian Wilson derrotou o compatriota Owen Wright em batalha acirrada (15.13 a 14.34).

No último confronto das quartas, Adriano de Souza superou o francês Jeremy Flores por 15.57 a 9.80 pontos.

A rivalidade esquentou na abertura das semifinais, com Gabriel Medina encarando Joel Parkinson. O brazuca não deu mole e abriu boa vantagem sobre Parko voando de backside.

Depois de somar 6.33 e 6.80, o brasileiro trocou sua segunda melhor nota por 7.00 e deixou Parko precisando de combinação. O aussie insistiu nos tubos e não foi feliz nas tentativas.

A torcida era grande por uma final verde-amarela em Supertubos, mas o australiano Julian Wilson voltou a estragar a festa.

No Prime em Huntington Beach (EUA), Julian derrotou Gabriel Medina na semifinal e impediu uma decisão brasileira contra Miguel Pupo, também derrotado pelo aussie.

Em Portugal, a vítima na semi foi Adriano de Souza. Julian começou de forma avassaladora, apostando nos aéreos para somar 9.70 e 7.90 no início da bateria.

Não demorou muito para o australiano passar por dentro de um canudo para a esquerda e ampliar ainda mais o placar com 9.57.

Adriano tentou reagir, mas não saiu da combinação e terminou a disputa com 3.00 e 2.90 no somatório.

Confiram o Vídeo das finais:


Resultado do Rip Curl Pro 2012

1 Julian Wilson (Aus)
2 Gabriel Medina (Bra)
3 Joel Parkinson (Aus)
3 Adriano de Souza (Bra)
5 Jeremy Flores (Fra)
5 Owen Wright (Aus)
5 John John Florence (Haw)
5 Josh Kerr (Aus)
9 Raoni Monteiro (Bra)
17 Alejo Muniz (Bra)
25 Miguel Pupo (Bra)
25 Jadson André (Bra)
25 Heitor Alves (Bra)

Ranking do ASP World Tour depois de 8 etapas

1 Joel Parkinson (Aus) - 52.700 pontos
2 Kelly Slater (EUA) - 47.200
3 Mick Fanning (Aus) - 47.000
4 John John Florence (Haw) - 44.350
5 Adriano de Souza (Bra) - 37.650
6 Julian Wilson (Aus) - 34.650
7 Taj Burrow (Aus) - 33.650
8 Gabriel Medina (Bra) - 33.150
9 Owen Wright (Aus) - 32.350
10 Josh Kerr (Aus) - 31.400
11 Jeremy Flores (Fra) - 30.150
12 Jordy Smith (Afr) - 25.400
13 Adrian Buchan (Aus) - 24.150
14 CJ Hobgood (EUA) - 20.700
15 Michel Bourez (Tah) - 18.250
16 Miguel Pupo (Bra) - 15.950
17 Bede Durbidge (Aus) - 15.000
17 Brett Simpson (EUA) - 15.000
19 Alejo Muniz (Bra) - 14.950
19 Kai Otton (Aus) - 14.950
21 Heitor Alves (Bra) - 14.750
22 Kieren Perrow (Aus) - 14.700
22 Kolohe Andino (EUA) _ 14.700
24 Damien Hobgood (EUA) - 12.250
25 Tiago Pires (Por) - 11.200
26 Travis Logie (Afr) - 10.250
27 Raoni Monteiro (Bra) - 10.000
28 Fred Patacchia (Haw) - 9.750
29 Yadin Nicol (Aus) - 9.000
30 Adam Melling (Aus) - 7.750
30 Matt Wilkinson (Aus) - 7.750
30 Taylor Knox (EUA) - 7.750
33 Jadson André (Bra) - 6.500
33 Dusty Payne (Haw) - 6.500
33 Patrick Gudauskas (EUA) - 6.500
36 Willian Cardoso (Bra) - 1.500

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Oakley Pro Junior - Freestone no topo.


Por Redação Waves - link fonte:
http://waves.terra.com.br/surf/noticia/medina-o-homem-passaro/55134


Jack comemora segundo título do ASP World Junior. Foto: Hennings / Oakley.

O australiano Jack Freestone conquistou o título de campeão mundial sub-21 pela segunda vez na carreira.


Jack Freestone domina Oakley Pro Junior. Foto: Mick Curley.

Nesta terça-feira, ele fez a festa no Oakley Pro Junior, finalizado em ondas de meio a 1 metro no pico de Keramas, na ilha de Bali, Indonésia.

Em decisão marcada pelos aéreos nas ondas prejudicadas pelo vento, Freestone levou a melhor sobre o havaiano Ezekiel Lau por uma pequena diferença (13.83 a 13.77 pontos).


Ezekiel Lau fica com o vice em Keramas, Indonésia. Foto: Mick Curley.

É o segundo título mundial da categoria Pro Junior conquistado pelo australiano. O primeiro foi em 2010, nas ondas de Narrabeen, Austrália.

Com a façanha, ele junta-se ao compatriota Joel Parkinson e ao brasileiro Pablo Paulino na galeria de bicampeões da categoria.

"É incrível seguir os passos de Joel. Ele é o meu surfista favorito e somos de Coolangatta, isso é irado. Ele está no WCT, onde quero estar, então espero que isso me dê confiança para saber que posso chegar lá", revela Freestone.

O Oakley Pro Junior teve diferentes momentos em Bali. Os melhores atletas da nova geração mundial duelaram no beack break de Canggu, em ondas pesadas e tubulares no pico de Keramas e foi decidido em rampas mexidas.

"Quando conquistei o ASP World Junior em 2010, tive sorte. Estava eliminado do evento e tive que sentar e esperar alguns adversários vencerem e perderem. Este evento aqui foi muito diferente porque era o único do ano, mas nunca me deixei pressionar e isso deve ter funcionado. Eu não iria disputar este evento até alguns meses atrás, mas estou feliz por ter vindo", comemora o aussie.

Seu adversário na final impressionou bastante no decorrer da competição, mas não repetiu as belas atuações na última batalha do Oakley Pro Junior. A decisão foi uma partida de xadrez, com Jack Freestone e Ezekiel Lau revezando-se na liderança e mostrando um estilo de surf poderoso e progressivo.

"Vim aquí para vencer, não para ficar em segundo. Mas Jack estava em um bom ritmo e pegou as melhores ondas na final, então parabéns para ele. Agora é bola para a frente. A Tríplice Coroa Havaiana vem aí e estarei de volta", promete Ezekiel.

Resultado

1 Jack Freestone (Aus)
2 Ezekiel Lau (Haw)
3 Andrew Doheny (EUA)
3 Ramzi Boukhiam (Mar)
5 Wade Carmichael (Aus)
5 Cooper Chapman (Aus)
5 Conner Coffin (EUA)
5 Frederico Morais (Por)
9 Cauê Wood (Bra)
9 Italo Ferreira (Bra)
17 Vicente Romero (Esp)
17 Deivid Silva (Bra)
17 Peterson Crisanto (Bra)
17 Geovane Ferreira (Bra)
25 Luan Carvalho (Bra)
25 Caio Ibelli (Bra)

Confiram Vídeo