segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Atletas Pena em Noronha - Equipe rouba a cena no Hawaii Brasileiro.

Autor: SurfPE - por: Lima Jr/Marketing - PENA - 28/02/11 -

Alan Jhones Cinegrafista aquatico Pena - Fotos Lima Jr.

Os atletas da equipe Pena estiveram em Fernando de Noronha durante os dias 08 a 19 de fevereiro para competir nas etapas do circuito Nordestino de Surf profissional e também do circuito mundial evento Prime.

Além da competição os atletas Messias Félix, André Silva, Alan Jhones, Michel Adriano, Isaías Silva, Rafael Venuto, Rafael Cavalcante e Elias Lamas fizeram varias sessões de fotos e vídeos para as novas ações de marketing da empresa em 2011.

A temporada foi considerada boa, apesar das melhores ondas estarem quebrando na laje do Bode, que foi apelidada de Back Bode, os atletas da Pena deram um show dentro d´água.

Michel Adriano que não foi tão bem na competição compensou no free surf surfando as melhores ondas da série protagonizando momentos inesquecíveis.
Rafael Venuto com apenas 12 anos mais uma vez foi destaque no arquipélago, surfando tranqüilo como gente grande, em um dos maiores dias chegou até a surfar uma onda de 8 pés da Laje da Cacimba arrancando aplausos de todos que estavam na areia.

Isaias Silva voando no Bode - Fotos Lima Jr.

Isaías Silva em sua primeira temporada mostrou muita atitude nos tubos tanto de front como de back e na hora que a onda fazia as rampas voava como um pássaro. Em sua primeira competição no Hawaii Brasileiro chegou até a passar algumas baterias chegando às oitavas de final.

André Silva um dos melhores tube raider do Brasil, surfou com perfeição os tubos da Cacimba, na competição chegou a ficar entre os 48 melhores do mundial WQS Prime.

Messias Félix como sempre deu um show a parte, seja por dentro ou voando. Na competição chegou a fazer a melhor somatória do primeiro dia de disputa do Nordestino Profissional,mas infelizmente não consegui se achar no dia seguinte. Faro Fino que comemorou seu aniversário na ilha era só alegria, estava sempre na praia sendo fácil de ser encontrado, isto é quando não estava escondido nos tubos da Cacimba.

Alan Jhones que chegou a ser apelidado como o fenômeno, teve uma excelente temporada, mostrando uma grande evolução nos tubos e também na competição em ondas Power, no nordestino chegou nas quartas de final, perdendo a bateria por falta de uma onda boa, já no mundial foi vice campeão das triagens vencendo grandes nomes do surf Brasileiro, Alan mostrou está bem preparado para correr todo o circuito mundial em 2011.

Para completar a festa na Ilha na quinta-feira dia 18 de fevereiro chegou os irmãos Pena, Brígida e Ligia acompanhados do representante Romão e a Gerente Geral da Empresa Diana Carneiro.

A temporada de Noronha está apenas começando para empresa Pena, pois para o mês de março a marca já confirmou a realização do Pena Noronha Ambiental de Bodyboard com a participação dos melhores atletas Brasileiros da modalidade.
Aguardem mais informações acessando www.pena.com.br.

Galeria de Fotos Equipe Pena Noronha 2011
Fotos: Lima Jr
--
Isaias Silva - Fotos Lima Jr.

Isaias air Silva - Fotos Lima Jr.

Imaculada e Raimundo - Fotos Lima Jr.

Isaias Silva em um por do sol magico - Fotos Lima Jr.

Alan, Brigida, Waguiner, Diana, Fera e Robertinho - Fotos Lima Jr

Jhones filmando tudo - Fotos Lima Jr.

Isaias Silva - Fotos Lima Jr.

Por do sol magico em noronha - Fotos Lima Jr.

Messias Felix - Fotos Lima Jr.

Rafael Cavalcante por dentro de Longboard - Fotos Lima Jr.



Team Maresia em Noronha.

Autor: SurfPE - por: Maresia - 28/02/11 - 17:15.

team da Maresia - foto: divulgação/Maresia.

O team da Maresia composto por Jean da Silva, Flávio Nakagima, John Max e Marco Fernandez, passou alguns dias no arquipélogo de Fernando de Noronha para competir nos circuitos Nordestino e WQS.

Além disso, a equipe aproveitou para produzir material fotográfico e audio visual destinado às campanhas de marketing 2011. E, como não podia deixar de ser, aproveitou para pegar altas ondas, que nesta temporada estão atingindo de 6 a 10 pés.

A equipe começa o ano de competições com força total. O potiguar John Max faturou o título da 1ª etapa do circuito Nordestino e lidera o campeonato. O Campeão Brasileiro de 2010, Jean da Silva, também fez bonito em Noronha, pegou altos tubos e marcou um high score durante o WQS.

O ano está apenas começando e a equipe treina forte para conquistar mais títulos.

Confira aqui o vídeo e fotos do Team em Noronha!

TEAM MARESIA EM NORONHA


sábado, 26 de fevereiro de 2011

Quiksilver Pro - Brazucas caem na Gold

Autor: SurfPE - Por: Ader Oliveira - 26/02/11 - 10:32 - link fonte:
Heitor Alves perde na abertura do Quiksilver Pro em Snapper Rocks, Austrália. Foto: Marina Vivacqua.

Os cinco representantes do Brasil no Quiksilver Pro foram derrotados na abertura da prova em Snapper Rocks, Austrália.

Em ondas de 1 metro e formação regular, Heitor Alves, Raoni Monteiro, Adriano de Souza, Alejo Muniz e Jadson André não conseguiram superar os adversários e caíram para a repescagem.

Heitor foi o primeiro a entrar em ação e se deu mal no duelo com os australianos Julian Wilson e Adrian Buchan.

O cearense caiu nas melhores ondas que pegou e viu Julian dominar o confronto com notas 7.33 e 6.93, deixando para trás Buchan (2o) e Heitor.

No quarto confronto, Raoni Monteiro não conseguiu entrar em sintonia com as ondas e amargou o terceiro lugar na disputa comandada por Taj Burrow, autor de 9.27 e 7.40.

Kelly Slater escancara em estreia vitoriosa. Foto: Marina Vivacqua.

Em segundo ficou o havaiano Fred Patacchia, que também ficou precisando de uma combinação de notas para reverter o placar.

Na nona bateria, o local Joel Parkinson aproveitou todo o conhecimento do pico para bater Adriano de Souza e Alejo Muniz.

Num momento em que o vento começou a soprar com mais força, Parko soube escolher as ondas certas e surfar com sua linha impecável para descolar 8.00 e 7.00.

Adriano até começou bem, somando 6.67 na primeira onda, mas não conseguiu achar outra onda extensa e caiu ao arriscar alguns aéreos ousados.

O paulista lutou muito pela classificação e chegou a esgotar seu limite de ondas (15).

Alejo também teve dificuldade para entrar em sintonia com ondas e só esboçou uma reação nos minutos finais, quando arrancou 6.87 numa onda em que acertou um belo aéreo chutando a rabeta.

Na última bateria da primeira fase, Jadson André batalhou muito para avançar direto à terceira fase, mas encontrou pela frente um inspirado Tiago Pires.

Apesar de não arriscar muito, o português fez uma ótima seleção de ondas e surfou com força e velocidade para ser premiado em 7.50 e 8.33.

Jadson diminuiu a diferença ao somar 5.00 pontos e surfou sua melhor onda nos minutos finais, depois de atacar o lip com força, chutando a rabeta.

Com a nota 7.70, o potiguar passou a buscar 8.14, mas foi vigiado de perto por Tiago e não teve mais tempo para tentar a virada.

No mesmo confronto, o norte-americano Damien Hobgood ficou em terceiro e também foi parar na repescagem.

De acordo com Renato Hickel, tour manager da ASP, a competição deve ser adiada por falta de ondas nos próximos três ou quatro dias.

Porém, uma chamada acontece às 18 horas deste sábado (horário de Brasília) para avaliação das condições do mar na Gold Coast.

Confiram o Quiksilver Pro : http://www.quiksilverpro.com/live.pt.html

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Luel Felipe é o grande vencedor do Prêmio Greenish Brasil 2010.

Autor: SurfPE - RPX Comunicação / Roberto Pierantoni - MTB.: 18.194 - 25/02/11 - 15:42.

Luel Felipe, vencedor da Maior Onda - foto:James.Thisted

Surfista pernambucano faturou R$ 25 mil por ter surfado a maior onda registrada no Brasil no ano passado. Ricardo Wendhausen e Bruno Santos ganharam nas categorias Melhor Aéreo e Melhor Tubo


Florianópolis (SC) - Luel Felipe é o grande vencedor do Prêmio Greenish Brasil 2010, que teve a festa de premiação realizada na noite desta quinta-feira, em Florianópolis. De prêmio por ter ganhado a principal categoria em disputa - Maior Onda -, o pernambucano ganhou R$ 25 mil.

Quatro finalistas Maior Onda - foto:James.Thisted

Max Bruno, que registrou o feito alcançado na praia da Cacimba do Padre, no arquipélago de Fernando de Noronha, em fevereiro do ano passado, faturou R$ 5 mil, mesma quantia que embolsou Márcio Zouvi, shaper da prancha usada na onda premiada.

Na disputa das categorias Melhor Aéreo e Melhor Tubo, o catarinense Ricardo Wendhausen e o carioca Bruno Santos foram os agraciados, respectivamente, e ganharam R$ 10 mil cada. Os cinegrafistas que registraram os momentos mágicos e embolsaram R$ 2 mil cada foram, pela ordem, Alex Costa e Sidnei Machado; Havenga e Ricardo Martins, os shapers vencedores.

Luel Felipe era só felicidade após receber o cheque e o troféu das mãos de Petrônio Tavares, diretor da Greenish. "Estava muito ansioso, pois todo mundo dizia que eu iria vencer, mas todo este nervosismo foi recompensado por esta alegria que estou sentindo", afirmou o surfista de Ipojuca (PE). "Ganhar um prêmio como este é uma honra para qualquer atleta", completou surfista.

Ricardo Wendhausen comemora - foto:James.Thisted

A vitória de Ricardo Wendhausen na categoria Melhor Aéreo foi muito comemorada pelos convidados presentes à casa noturna Confraria das Artes. O surfista agradeceu a força que recebeu da torcida e dedicou o prêmio a Wanderbill, seu pai e um dos shapers mais famosos da história do surfe nacional. "É alucinante ter conquistado este prêmio que valoriza o surfista e é reconhecido por toda a comunidade do surfe. Ações como esta me deixa com vontade de voar cada vez mais alto", disse o catarinense.

Bruno Santos com Petrônio Tavares e Gabriela Silveira - foto: James.Thisted

Bruno Santos, que ganhou o Prêmio Greenish de Maior Onda em 2007 e não teve concorrência na categoria Melhor Tubo justamente pelo tamanho e qualidade da onda que pegou, também falou de sua felicidade de estar presente mais uma vez no evento idealizado pela Greenish há cinco anos. "É muito show estar aqui novamente. Isso me faz ficar cada vez mais focado em meu trabalho e em pegar ondas consistentes para voltar a concorrer novamente este ano", afirmou um dos maiores tube riders do País.

Votaram nesta quinta edição na categoria Maior Onda do Prêmio Greenish os surfistas Carlos Burle, Thiago Jacaré, Rodrigo Resende, Danilo Couto, Fábio Gouveia, Felipe Cesarano, Dê da Barra; os fotógrafos Clemente Coutinho e Aleko Stergiou, este último integrante da equipe do site Waves. Também fazem parte do júri os jornalistas Júlio Adler, Edinho Leite e Taiu Bueno.

O júri da categoria Melhor Aéreo foi formado pelos surfista Heitor Alves, Pablo Paulino, Gabriel Medina, Marcos Sifu, Kristian Kimmerson, Flanklin Serpa, Fábio Silva, Charlie Brown, Halley Batista, Miguel Pupo, Peterson Crisanto, Carlos Burle, Thiago Jacaré, além do jornalista Taiu Bueno.

Os outros concorrentes na categoria Maior Onda foram o baiano Dennis Tihara, o paulista Alexandre Moliterno e o potiguar Aldemir Calunga. Na Melhor Aéreo, eram também o catarinense Gabriel Fuca, o potiguar e integrante do WT Jadson André e o paraibano Erbeliel Andrade.

"Surf Maraca" por Mari Patriota.

Autor: SurfPE - por: gUgA sOaReS - Direção/Fotografia/Edição - 25/02/11 - 13:16 - link fonte: http://www.projetoprovador.com/


A Fotógrafa e Publicitária pernambucana Mari Patriota, revela seu olhar em clicks inéditos do surf em uma das praias mais cobiçadas nos fins de semana, Baía de Maracaípe, Porto de Galinhas, Litoral sul de Pernambuco.

Mari tem um projeto muito interessante o "PROJETO PROVADOR", ensaios fotográficos com pessoas comuns, que querem ser fotografadas em momentos íntimos, só seu, sem muita superprodução mais sim com um olhar diferenciado que a fotógrafa tem e com um tratamento de imagem impecável. conheçam o PROJETO PROVADOR: http://www.projetoprovador.com/ .


gAlErIa De FoToS:

mArI pAtRiOtA



Gabriel Farias Mostra o que sabe fazer na água.

Autor: SurfPE - por:EmfocoSurf - 25/02/11 - 10:58 - link fonte:

http://emfocosurf.com.br/01/index.php?option=com_content&view=article&id=5336:emfocotv--gabriel-farias&catid=142:emfocotv&Itemid=208

Gabriel Farias - Maracípe(PE) - foto: gUgA sOaReS/ SurfPE.


Gabriel Farias um dos grandes nomes do surf Pernambucano e do surf Nordestino amador, ele tem um surf de linha, com seus aéreos e rabetadas.


Grande local de Maracaípe conhece bem as ondas daquela região. Um homem que tem futuro no surf como profissional. Confiram mais um vídeo de Felipe Queiroz.


Big Luel

Autor: SurfPE - Por: Redação SurfBahia - 25/02/11 - 10:53 - link fonte:


Luel Felipe dropa uma morra em Fernando de Noronha e vence o Prêmio Greenish Brasil 2010. Foto: Clemente Coutinho.

Na noite da última quinta-feira (24/2), a comunidade do surf conheceu os campeões do Prêmio Greenish Brasil 2010.

Com um total de sete votos, o pernambucano Luel Felipe foi o grande campeão na categoria Maior Onda do Prêmio Greenish Brasil 2010.

Para faturar a bolada de R$ 25 mil, o atleta do quinteto fantástico de Maracaípe protagonizou um dos momentos mais emocionantes do big swell que encostou em Fernando de Noronha no início de janeiro de 2010.

Quem também se deu bem foram Max Bruno (Cinegrafista) e Márcio Zouvi (Shaper), ambos faturaram um cheque no valor de R$ 5 mil pela performance do atleta.

O ilheense Dennis Tihara foi um dos quatro finalistas e acabou recebendo dois votos do júri pela bomba dropada no mesmo dia da do campeão Luel Felipe.

Apesar de não vencer o prêmio, Dennis Tihara foi bastante elogiado na festa do Prêmio Greenish Brasil e chamou atenção da mídia pela sua brilhante carreira na temporada 2010.

Feitos como a nota 10 unânime conquistada no QS no México, o 9,90 pontos em Pipeline, a bomba dropada no dia do Waimea Day, além de muitas conquistas do baiano foram exaltados na transmissão ao vivo do Prêmio Greenish.

Na categoria Melhor Aéreo, o catarinense Ricardo Wendhausen faturou o prêmio de R$ 10 mil, enquanto o cinegrafista Alex Costa e o shaper Havenga embolsaram R$ 2 mil oferecidos pela Greenish.

Já na categoria Melhor Tubo, o carioca Bruno Santos não teve adversários e faturou a bolada de R$ 10 mil.


Vídeo do Quiksilver Pro Trials - Medina chega junto

Autor: SurfPE - Por: Ader Oliveira - 25/02/11 - 10:13 - link fonte:

video

O paulista Gabriel Medina surfou muito bem na triagem do Quiksilver Pro, mas caiu numa dura batalha na semifinal, em boas ondas de meio a 1 metro em Snapper Rocks, Gold Coast, Austrália.
Medina estava encaixado nas direitas e era apontado como forte candidato a uma vaga no evento principal.
Porém, o atleta sofreu uma virada dos adversários nos minutos finais e ficou e atrás dos australianos Dean Morrison, Mitch Crews e Noah Lane.
Crews, que havia sido derrotado por Medina na estreia, exibiu um surf um surf rápido e uma boa escolha de ondas para vencer a final contra o francês Marc Lacomare e os australianos Tom Whitaker e Dean Morrison.
Morrison surfou com uma forte contusão no joelho e foi ajudado pelos amigos na semifinal, quando foi carregado até o pico para retornar com mais velocidade ao outside.
Resultado
1 Mitch Crews (Aus)
2 Marc Lacomare (Fra)
3 Dean Morrison (Aus)
4 Tom Whitaker (Aus)
5 Noah Lane (Aus)
5 Dede Suryana (Ind)
7 Gabriel Medina (Bra)
7 Masatoshi Ohno (Jap)
9 Garret Parkes (Aus)
9 Chris Bennetts (Aus)
9 Kiron Jabour (Haw)
9 Maxime Huscenot (Fra)
13 Jay Phillips (Aus)
13 Tyler Newton (EUA)
13 Thomas Woods (Aus)
13 Corey Ziems (Aus)


quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Hang Loose Pro Contest - Ataque vertical na Cacimba (PE).

Autor: SurfPE - Por: Fernando Iesca - 24/02/11 - 11:21 - link fonte:

Alejo Muniz faz a festa com torcida brasileira na praia. Foto: Aleko Stergiou.

O catarinense Alejo Muniz é o vencedor do Hang Loose Pro Contest 2011, etapa de nível 6 estrelas Prime do WQS encerrada no último domingo na Cacimba do Padre, Fernando de Noronha (PE).

A ondas não apresentaram a melhor formação para os padrões do pico, mas mesmo assim quebraram com cerca de 1,5 metros nas melhores séries. Apesar dos famosos e profundos tubos não darem as caras na final, boas paredes proporcionaram altas manobras.

Confira acima o vídeo com os melhores momento do último dia do Hang Loose Pro Contest 2011 na Cacimba do Padre, Fernando de Noronha.




Miguel Del Toro surfa onda de mais de 100 pés no Chile.

Autor: SurfPE - por: Redação AlmaSurf - 24/02/11 - 10:10 - link fonte:

Enigmático surfista protagonizou o momento mais esperado no big surf mundial. Origem do big rider e do vídeo continuam um mistério



Recentemente um vídeo que circula na internet tem causado muita discussão entre a comunidade do surf mundial. No vídeo, um tal de Miguel Del Toro supostamente surfa uma onda com mais de 100 pés.

Depois de uma ampla pesquisa na internet, o portal Almasurf.com encontrou muitas informações conflitantes sobre a origem do filme e sobre quem é Miguel Del Toro. Muitos dizem que Del Toro seria peruano, enquanto outros afirmam ser um big rider mexicano.

O vídeo mostra o big rider Miguel Del Toro surfando a maior onda já registrada na história do surf mundial. A onda, supostamente surfada em um laje escondida na região da Patagônia chilena, foi estimada em 30 pés maior do que a onda vencedora do Billabong XXL Big Wave Awards em 2008.

O vídeo conta ainda com entrevistas com alguns dos melhores e mais renomados surfistas do mundo, entre eles Ross Clarke-Jones, o norte-americano Kelly Slater e o havaiano Jamie Sterling, que discutem o enigmático e subestimado Miguel Del Toro.

Agora ficam as dúvidas: Quem é Miguel Del Toro? Será este vídeo uma ação de marketing de alguma grande empresa do segmento?


Confira galeria de imagens exclusivas da confusão na Austrália.

Autor: SurfPE - por: Redação AlmaSurf - 24/02/11 - 10:01 - link fonte:

De volta à área de atletas do Breaka Burleigh Pro 2011, Jeremy Flores mostra o resultado do embate.

No último sábado (19/2) o surfista francês Jeremy Flores e o havaiano Sunny Garcia se envolveram em uma briga com um surfista local da Gold Coast australiana, durante uma sessão de free surf em Burleigh Heads.

Jeremy Flores e o australiano Adam Clarke começam a se desentender ainda no outside de Burleigh Heads, Gold Coast, Austrália.

A confusão resultou na desqualificação da dupla do Burleigh Breaka Pro 2011, etapa nível 4 estrelas do ASP World Star, que acontecia a poucos metros de onde Jeremy Flores surfava em companhia do filho de Sunny Garcia.

Com posturas perfeitas de lutadores de MMA, Jeremy e o australiano apresentam uma nova modalidade: Ultimate Surf Fighting Championship.

Testemunhas afirmam que a luta eclodiu quando o australiano Adam Clarke “rabeou” o filho do havaiano – Stone Garcia – durante uma sessão de free surf não muito longe de onde aconteciam as eliminatórias do Breaka Burleigh Pro 2011.

Na troca de socos, o australiano parece levar a melhor.


O francês Jeremy Flores, atual 9º colocado no ranking mundial da ASP, alegadamente trocou socos com Adam Clarke, enquanto o amigo Sunny Garcia correu cerca de 100 metros pelas areias da praia para participar da luta.

“Por agora, tudo que eu posso dizer é que tudo que foi dito nos noticiários e o que as pessoas estão falando por aí em diferentes versões faz o incidente parecer muito pior. Apenas defendi o jovem Stone Garcia, de 16 anos de idade, enquanto um surfista local estava sendo agressivo com ele”, declara Jeremy Flores através de seu website.

Eles continuam a troca de "carinhos", enquanto Stone Garcia acompanha toda a ação de camarote.


“Depois, todos já sabem, ele transferiu sua agressividade para cima de mim, que me defendi. Então partimos para a briga frente a frente até a praia. Alguém contou ao Sunny Garcia que seu filho estava em apuros, então ele correu até nós. Qualquer pai faria a mesma coisa para se seu filho estivesse com problemas”, explica o francês que venceu a última edição do Pipeline Masters.

A balbúrdia aconteceu diante de dezenas de testemunhas que acompanhavam as disputas da etapa 4 estrelas da divisão de acesso no sábado em Burleigh Heads.

Alertado sobre a confusão envolvendo seu filho, havaino Sunny Garcia corre para participar da luta.

Partes do incidente foram registradas por um cinegrafista amador brasileiro que contou ao canal de televisão australiano Nine que também foi atacado pelo surfista havaiano Sunny Garcia por ter registrado toda a confusão em vídeo.

Vale lembrar que não publicamos o nome do fotógrafo para preservar sua identidade que será mantida em sigilo, já que este é um registro jornalístico.

Praticamente desacordado depois de levar uma surra do havaiano Sunny Garcia, o australiano Adam Clarke é carregado até a praia.

Assista ao vídeo da briga registrado pelo cinegrafista amador brasileiro no website do notíciario australiano.

Confiram o Vídeo:




Taj Burrow vence pela segunda vez consecutiva em Burleigh Heads

Autor: SurfPE - por: Redação Alma Surf - 24/02/11 - 09:52 - link fonte:

Taj Burrow, Breaka Burleigh Pro 2011, Burleigh Heads, Gold Coast, Austrália. Foto: Junior Dabul.

O australiano Taj Burrow ficou com o título do Breaka Burleigh Pro 2011, etapa nível 4 estrelas válida pelo ASP World Star, finalizada no último domingo (20/2) em ondas de meio metro e boa formação em Burleigh Heads, Gold Coast, Austrália.

O dia muito quente e com ondas de meio metro encerrou o evento. Os australianos aproveitam o forte calor para assistir às finais e ver alguns dos melhores surfistas do mundo em ação. As semifinais foram muito disputadas e os organizadores tiveram que apressar o evento devido às fracas condições de ondas.

No domingo decisivo em Burleigh Heads, Taj Burrow esteve impecável e abusou dos aéreos. Taj derrotou os compatriotas Joel Parkinson, Bede Durbigde e Jayke Sharpe na bateria final que teve 40 minutos de duração, sagrando-se bicampeão da etapa.

Além das disputas acirradas durante toda a competição, no sábado (19/2) o evento foi marcado por uma confusão envolvendo o havaiano Sunny Garcia, o francês Jeremy Flores, um surfista local e um cinegrafista brasileiro.

O dia foi marcado por uma briga no intervalo das baterias. O surfista francês Jeremy Flores foi para água juntamente com o filho de Sunny Garcia um pouco antes das quartas-de-final para uma sessão de free surf.

Os dois surfistas se envolveram em uma discussão com um local de Burleigh Heads. Primeiro Jeremy trocou socos com o local, Sunny Garcia entrou na água e quase matou o garoto. Tudo foi registrado por um cinegrafista amador brasileiro que estava filmando o evento.

Depois da briga, Sunny ainda agrediu o brasileiro por estar registrando toda a confusão. O público aproveitou a parada para um almoço, então poucos presenciaram a briga.

O ocorrido terminou com a punição imediata de Sunny Garcia e Jeremy Flores, que foram eliminados do evento e ainda devem sofrer punição da ASP e investigação policial. Sunny Garcia também foi banido da competição de Newcastle no próximo mês.

Breaka Burleigh Pro 2011

Resultado

1 Taj Burrow (Aus)
2 Joel Parkinson (Aus)
3 Bede Durbidge (Aus)
4 Jayke Sharpe (Aus)
5 Tiago Pires (Por)
5 Jay Thompson (Aus)
5 Julian Wilson (Aus)
5 Thomas Woods (Aus)